cócegas na alma

O despertar da consciência que garante sentido na vida

Claudia Queiroz

Curitibana, jornalista, publicitária, movida a boas amizades e música de qualidade. Para fazer o download da alma? Mergulho na Terra do Nunca, onde bons pensamentos são passaporte para alimentar a criança que teimo em não deixar de ser. Longe dos rótulos, aprecio boa conversa, sem moderação!

Corações Líquidos

Em tempos de relações instantâneas, amores derretem e alimentam o imaginário de quem busca a alma gêmea a um clic.


Sentimentos frágeis e carência aguda de likes nas redes sociais fazem de qualquer sapo virtual um príncipe em potencial.

frog-1110336_1280.jpg

Dia desses, uma amiga me procurou desesperada por um conselho. Sabe Deus porque, com certa frequência, pedem a minha opinião sobre assuntos tão pessoais... mas as vezes consigo ajudar e isso é o que importa. O conselho? Já conto. Vou contextualizar melhor a situação. Para não expor essa moça tão querida e seus dilemas emocionais, vou usar nomes fictícios, embora os fatos sejam reais e recentes. Carolina mora numa cidade pequena. Cuida dos avós doentes, participa das ações da comunidade, na região essencialmente agrícola e sonha com um casamento perfeito, com filhos e marido apaixonado.

Diante do cenário quase bucólico de novela da tarde, ela observa pássaros cantando, grama crescendo e formigas apressadas porque o frio promete ser violento. Mas a internet chegou lá também. E era muito útil enquanto ela encontrava receitas de comidinhas diferentes nos sites de gastronomia. Até que Carol conheceu as redes sociais, mais precisamente o Facebook.

Tudo bem que ela é muito linda e já fez fotos como modelo. Então, em seu lado esquerdo do cérebro ela imagina a campanha internacional da Loreal Paris como protagonista. Mas como essa parte não está em questão e ninguém me perguntou o que eu acho, vamos ao hemisfério direito do cérebro, que dizem ser o responsável pelo entendimento das mensagens do coração. Entre curtidas, cutucadas, comentários e amizades virtuais, ela “conheceu” dois rapazes. Caiu de encanto pelo Cassiano.

Esportista, olhos azuis, solteiro, baladeiro e totalmente ativo no mundo virtual. Além de um conversível vermelho e “checkin” nos lugares mais agitados, o gato é a promessa de uma vida de pretty woman para a doce menina do interior.

O romance estava aquecendo, mas estranhamente ele não decolou. Apenas na imaginação dela. Então depois de centenas de mensagens e promessas de encontros que nunca se concretizaram, outro candidato a namorado ideal apareceu com propostas mais arrojadas. “Vamos passar 3 meses juntos em São Paulo como casados. Depois a gente vê o que faz... Mas quero te levar para Manaus comigo, onde sou advogado e vou te cobrir de jóias”.

A essa altura, o coração dela disparou e instalou-se o dilema: Cassiano ou Hélio? Aaaai o Cassiano é mais bonito... Hummm o Hélio quer casar... (aqui entre nós a gente sabe que nem sempre isso é de verdade, afinal de contas, casamento é algo sério e requer convivência de um certo tempo para construção de relação) e entre devaneios e confusões de um coração pra lá de verdinho ainda (imaturo), a menina só não percebeu uma coisa: independente da intenção dos rapazes, o que ela precisa é escutar seus desejos mais íntimos e sinceros.

Mas o que será que o coração de quem não vê maldade tem a dizer (e a fazer) quando se depara com um mundo inteiro a seus pés? Ou melhor, a um clic?

O abismo do universo online pode deixar cicatrizes afetivas e reais na vida da minha amiga inocentemente carente. Tudo isso pode ser ilusão nutrida pela sensação de ter importância na vida de outra pessoa. E cá entre nós, todo mundo quer ser de alguém. Mas em tempos de relações instantâneas, o amor parece que mudou de forma e virou líquido, pra caber em qualquer lugar e em qualquer formato.

Meu conselho? Viva sua história seguindo seus sentimentos mais profundos. Mas acima de tudo, não espere que alguém te faça feliz. Seja você mesma a mulher da sua vida! Estude, trabalhe, faça planos e trace seus objetivos pessoais e profissionais. Pode ser que alguém te encontre no caminho. Mas enquanto o certo for duvidoso, ou a dúvida incerta, seja feliz sem esperar que algo venha de fora ou do outro lado de um smartfone.

Enquanto isso, vista seu melhor sorriso e seduza o tempo, para que ele seja sempre a sua melhor companhia.


Claudia Queiroz

Curitibana, jornalista, publicitária, movida a boas amizades e música de qualidade. Para fazer o download da alma? Mergulho na Terra do Nunca, onde bons pensamentos são passaporte para alimentar a criança que teimo em não deixar de ser. Longe dos rótulos, aprecio boa conversa, sem moderação!.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious //Claudia Queiroz