cócegas na alma

O despertar da consciência que garante sentido na vida

Claudia Queiroz

Curitibana, jornalista, publicitária, movida a boas amizades e música de qualidade. Para fazer o download da alma? Mergulho na Terra do Nunca, onde bons pensamentos são passaporte para alimentar a criança que teimo em não deixar de ser. Longe dos rótulos, aprecio boa conversa, sem moderação!

Feitiço do tempo

Toda criança oprimida quer ser perfeita. Então cresce e percebe que perdeu tempo. Que dó!!! Mas sempre há tempo de resgatar a criança que um dia você abandonou por pressa de crescer. Se essa é a melhor fase da vida, então fica proibido sair dela!!!


grandstand-330930_1280.jpg

Enquanto os anos passam e os cenários mudam, crio novos papéis para minha realidade e acabo sendo sempre a mesma, desafiando a própria existência como exercício e hábito de quem brinca de viver

Quando eu era criança, gostava de parecer mais velha. Então fazia tudo com perfeição, ou pensava que me dedicando desta ou daquela maneira eu seria responsável. Sim, eu era responsável e levava o mundo de uma maneira bem mais séria do que hoje. Parecer que eu tinha 18 aos 13 era prêmio. E conquistar a independência financeira aos 16 era quase que tão inspirador como sonhar em ganhar a mega-sena acumulada!

O tempo foi passando e lembro quando comemorei a ocasião em que aos 20 e tantos anos me pediram documento de identificação para provar a maior idade. Que delícia... Tolinhos!!!!

Com o passar dos anos, comecei a me sentir livre para ser moleca. Minhas brincadeiras infantis e o riso frouxo acompanham um discurso leve e descompromissado, que eu não me permitia antes, mas que insisto em não esquecer mais hoje e nunca.

Acho que tudo isso tem uma explicação divertida. Como presente de Deus, vim ao mundo no Dia das Crianças. Sim, o dia que todo mundo comemora por um tempo na vida será para sempre festejado por mim!!! E acredito mesmo que a alma da data me ajuda a renovar a essência de menina eternamente...

A maturidade está me trazendo alguns bônus interessantes e entendo hoje o que eu jamais poderia imaginar um dia: que viver é cada vez melhor! Um dia de cada vez. Assim como os pequenos, que dormem quando acaba a energia, eu brinco, leio gibi, pulo na cama elástica, raspo a panela de calda de chocolate, faço bigode toda vez que tomo suco de uva ou vinho... e trabalho fazendo o que gosto. Que privilégio!

Dividir meu aniversário com todas as crianças do mundo inteiro só me faz eternizar a minha infância interior. Presa para sempre no calendário, que muda a folhinha de ano a ano, aumento os dígitos, mas permaneço na essência de quem se orgulha em cultivar o melhor de ser criança todos os dias, longe de qualquer prazo de validade.

Que esta reflexão pessoal possa elevar o grau de consciência coletiva sobre o quanto de nós deixamos o tempo levar e o que colecionamos em nosso caminho. No meu, quero continuar descobrindo o mundo com a curiosidade, graça e ousadia de quem não tem tempo a perder quando o assunto é ser feliz.


Claudia Queiroz

Curitibana, jornalista, publicitária, movida a boas amizades e música de qualidade. Para fazer o download da alma? Mergulho na Terra do Nunca, onde bons pensamentos são passaporte para alimentar a criança que teimo em não deixar de ser. Longe dos rótulos, aprecio boa conversa, sem moderação!.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious //Claudia Queiroz