coisas de dri...

Devaneios e reflexões com um leve toque de poesia

Adriana Caló

Reflexiva sobre a vida e as ações cotidianas. Curiosa e intuitiva, rabisca poesias, brinca com pincéis e tintas. Amadora por natureza com uma marcante característica: Liberdade Artística!

10 Poemas sobre o Amor de Carlos Drummond de Andrade

“O amor que move o sol, como as estrelas.” “O verso de Dante é uma verdade resplandecente, e curvo-me ante a sua magnitude. Ouso insinuar, sem pretensão a contribuir para se que desvende o mistério amoroso: Amar se aprende amando. Sem omitir o real cotidiano, também matéria de poesia."


drummond.jpg

Breve biografia:

Nascido no dia 31 de outubro de 1902, na cidade de Itabira do Mato Dentro - MG, Carlos Drummond de Andrade pertencia à classe média brasileira. Ganhava a vida como funcionário público e jornalista. Dedicou-se à literatura por prazer. Começou como colaborador do “Diário de Minas”. Era formado em Farmácia e no mesmo ano de sua formação, em 1925, fundou com outros escritores mineiros, o periódico modernista “A Revista”. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1934 e ocupou o cargo de chefe de gabinete de Gustavo Capanema, Ministro da Educação e Saúde, até 1945. Durante esse período, colaborou como jornalista literário para vários jornais, principalmente o “Correio da Manhã”. Em 1930 publica sua primeira obra poética chamada "Alguma poesia". Seus livros são de prosa, onde temos crônicas, contos e algumas tentativas de crítica literária, e de poesia.

“Hoje estou aposentado naquelas duas atividades, posso considerar-me escritor profissional, pois a fonte principal do meu sustento resulta do fato de escrever e publicar livros, que o público tem recebido com simpatia.” (Carlos Drummond Andrade)

Faleceu no dia 17 de agosto de 1987, Rio de Janeiro, dias após o falecimento de sua filha, a escritora Maria Julieta Drummond de Andrade.

Poemas Selecionados

1a.JPG ------------------------------------------------------------------------------------------ 2a.JPG ------------------------------------------------------------------------------------------ 3a.JPG ------------------------------------------------------------------------------------------ 4a.JPG ------------------------------------------------------------------------------------------ 5a.JPG ------------------------------------------------------------------------------------------ 6a.JPG ------------------------------------------------------------------------------------------ 7a.JPG ------------------------------------------------------------------------------------------ 8a.JPG ------------------------------------------------------------------------------------------ 9a.JPG ------------------------------------------------------------------------------------------


Adriana Caló

Reflexiva sobre a vida e as ações cotidianas. Curiosa e intuitiva, rabisca poesias, brinca com pincéis e tintas. Amadora por natureza com uma marcante característica: Liberdade Artística! .
Saiba como escrever na obvious.
version 188/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Adriana Caló
Site Meter