Você sabe o que é nanotecnologia?

Muitos escutam falar, entretanto para pouco lhes é familiar, você sabe o que é nanotecnologia? Onde é aplicada? E, por que deveria conhecê-la?


maxresdefault.jpg

O Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), aponta a origem da palavra nano vinda do grego em que seu signo gira em torno de: anão. Faz-se menção a algo muito pequeno que não pode ser visto a olho nu, a nanotecnologia refere-se à uma escala (ou se preferir, tamanho) conhecida como nanômetro (nm) que corresponde a bilionésima parte de um metro ou o número 1/1.000.000.000, ou ainda: 0, 000 000 001 m, ou ainda que o nanômetro é nove ordens de grandeza menor que o metro.

Os últimos dez anos desse século percebeu-se a consolidação e crescimento constante de uma nova área do conhecimento, que trouxe consigo a promessa de uma verdadeira revolução científica e tecnológica, derrubando antigos paradigmas, abrindo novos horizontes e rompendo fronteiras estabelecidas entre disciplinas: a nanociência e nanotecnologia (N&N). De maneira bastante simplificada, o princípio básico que suporta a N&N se baseia no fato de que propriedades da matéria dependem não só da sua composição e estrutura, como também de seu tamanho e formato. Segundo Aurélio (2010), nanotecnologia é o estudo dos princípios de funcionamento, do projeto de fabricação de dispositivos mecânicos, eletrônicos, ópticos, etc. com funções definidas e cujas dimensões são da ordem de um a cem nanômetros.

Possíveis associações relacionadas a nanotecnologia:

A espessura (diâmetro) de um fio de cabelo é de cerca de 80.000 a 100.000 nanômetros (cabem de oitenta mil a cem mil nanômetros no diâmetro de um fio de cabelo)

Bactérias têm tamanho de alguns mil nanômetros

Um glóbulo vermelho do sangue tem cerca de 5.000 a 7.000 nm

Os vírus – os menores seres vivos – têm diâmetros que vão de várias dezenas até uns 200 nm

Uma molécula de DNA (que carrega o código genético) tem cerca de 2 nm de largura

10 átomos de hidrogênio, um ao lado do outro, tem tamanho de 1 nm

nanotechnology.jpg

O estudo da nanotecnologia compreende o desenvolvimento e construção de estruturas a partir de partículas subatômicas. A nanotecnologia é apontada por alguns como “algo novo” na ciência, contudo, durante os últimos trinta anos é importante salientar que inúmeras pesquisas ao redor do mundo caminhavam em direção a miniaturização de materiais, elementos, objetos, sistemas eletrônicos, nanopartículas, sistemas nanoparticulados, com o intuito de reduzir espaço e aumentar o poder de processamento. Para o público em geral, o conceito de miniaturização foi explorado no cinema no filme Viagem Fantástica (fantastic voyage), de 1996, baseado no livro de Isaac Asimov, sendo um dos primeiros a abordar os conceitos que a eletrônica estava tendendo a caminhar CGEE² (2004).

A manipulação de materiais é conhecida desde a idade da pedra com o período paleolítico (idade da pedra lascada), a nanotecnologia, segundo Rúbio (2006) é o estudo da capacidade de sintetizar, manipular e caracterizar matéria em escala nanométrica (inferior a 100 nm), seu objetivo gira em torno da criação de novos materiais, desenvolvimento de novos produtos, criação de processos baseados na capacidade de ver e manipular átomos e moléculas em escala nano.

A nanotecnologia é apontada como fator para conversão das tecnologias, onde a transdisciplinaridade é a chave para alcançar os objetivos estabelecidos de maneira isolada em áreas distintas, com ela, será possível romper as barreiras existentes entre as mesmas e as unir por meio de um caminho nanotecnológico, pois, a maleabilidade que a nanotecnologia possui, faz com que as áreas do conhecimento liguem-se umas ás outras de maneira natural. Isso é conhecido como dinâmica da convergência de tecnologia, onde as tecnologias existentes são convergidas a partir de um mesmo princípio, a nanotecnologia Rúbio (2006), a seguir, ilustração de uma bandeja de gelo como exemplo para a dinâmica de convergência tecnológica:

Reservatórios (primeira imagem abaixo): Os reservatórios divididos igualmente correspondem ao acúmulo de conhecimento,métodos e descobertas feitos isoladamente em setores tecnológicos.

Conexões (segunda imagem): Uma cavidade se conecta com a outra através da nanotecnologia. O conhecimento pode ser aplicado em áreas adjacentes.

Convergência (terceira imagem): maior sinergia e inovação na região conectada que nos reservatórios individuais, proporcionando soluções mais eficazes aos problemas apresentados.

cubinhos de gelo.png

Referências:

CGEE¹, Materiais avançados no Brasil 2010-2022, Brasília: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2010

CGEE², Parcerias estratégicas, Brasília, Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2004

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda, Dicionário da língua portuguesa, Curitiba, Positivo, 2010, 2222 p.

RÚBIO, Mário R. G., Nanotecnologia: A última fronteira tecnológica, São Paulo, Instituto de pesquisas tecnológicas, 2006


version 2/s/tecnologia// @obvious, @obvioushp [email protected]
Site Meter