Poliane Teixeira

Louca apaixonada pela vida, pelas pessoas e principalmente pelos animais. Ariana nata, derretida pior do que manteiga. Riso fácil e gargalhada frouxa. Impulsiva mais do que eu gostaria. Tenho um relacionamento sério com filmes e séries, cobertor, travesseiro e dormir de conchinha. Apaixonada por São Paulo e por viagens. Boa ouvinte de mesa de bar, degustadora de cerveja barata, viciada em comida e admiradora da música popular brasileira e cinema nacional.

La La Land - Cantando verdades sobre paixões arrebatadoras

Assistir a La La Land me tocou muito, porque eu compreendi que o amor da nossa vida pode sim vir e nos agregar muitas coisas boas, e memórias que nos farão sorrir para sempre. Pode nos ajudar a sonhar juntos, e pode de fato nos ajudar a concretizar os sonhos, mas que devido à correria diária, infelizmente ainda não é possível se multiplicar em dois para se estar presente em tempo integral e viver todos os momentos juntos.


la-la-land-crítica.jpg

La La Land é o novo musical que está conquistando o coração de muitos telespectadores, e arrancando suspiros dos mais apaixonados.

É um filme que trata sobre amor e sonhos. Sebastian é um pianista, talentoso, tem um amor incondicional por jazz e acredita que precisa fazer algo para que o jazz de raíz não se perca perante às músicas modernas. Mia, é uma balconista em um café, mas sonha em ser atriz desde sua infância e para isso vai frequentemente a vários testes de elenco. Ambos são dois artistas e sonhadores natos, mas ainda não se conhecem.

Com a breve sinopse realizada sobre o filme, fica fácil explicar-lhes porquê da escolha do título "Cantando verdades sobre paixões arrebatadores" - Ao decorrer do filme, fica claro que Sebastian e Mia se conhecem e vivem sim aquele amor típico de cinema! Que nos faz perder o ar e dar sorrisinhos bobos.

Mas adivinhem só? Lembra que na minha sinopse eu disse que ambos eram artista e sonhadores? O amor tem poder, transforma e nos motiva a crescer! O casal juntos vão mais longe, Mia ajuda Sebastian a finalmente a enxergar ele como um músico talentoso e fundar o seu tão almejado clube de jazz, e Sebastian a ajuda a ser a atriz que ela sempre desejou. Porém em meio a tudo isso, eles não estão mais juntos!

Mas que crueldade, não é mesmo? Por que tem que ser assim? Um casal tão unido, por que tem que separar? Lhes respondo: porque no meio de tudo isso, enquanto todos esses sonhos e anseios estavam sendo concretizados era preciso dedicar TEMPO, tempo esse que já não se conseguia mais ser dedicado como no início do relacionamento. E por isso, culminou em basicamente cada um seguir sua vida. Agora com os seus sonhos concretizado, mas longe um do outro.

Assistir a La La Land me tocou muito, porque eu compreendi que o amor da nossa vida pode sim vir e nos agregar muitas coisas boas, e memórias que nos farão sorrir para sempre. Pode nos ajudar a sonhar juntos, e pode de fato nos ajudar a concretizar os sonhos, mas que devido à correria diária, infelizmente ainda não é possível se multiplicar em dois para se estar presente em tempo integral e viver todos os momentos juntos.

cena-do-filme-la-la-land-cantando-estacoes-2016-de-damien-chazelle-1484053821330_v2_956x500.jpg

Durante muito tempo eu achei que quem ama de verdade deve mover montanhas para estar próximo. Que quem ama de verdade deve estar nos esperando sempre para comemorar nossas vitórias, e chorar junto cada lágrima em dias de fracasso. Veja bem, eu não deixei de acreditar nisso, mas amadureci meu ponto de vista. Compreendam:

E eu tive muito ódio e muito rancor, até entender que amor de verdade é LIVRE. Amor de verdade é livre de posses, amor de verdade não é desistir, é continuar cuidando de longe, mesmo que não tenha mais contato, mas continuar desejando coisas boas pra vida da pessoa querida. E emanando energias positivas. Amor de verdade perdoa, e quando você menos espera: para de doer, porque a função do amor não é machucar.

tumblr_ojy03laVH81sn063bo1_500.gif

"Um brinde àqueles que sonham, por mais tolos que possam parecer! Um brinde aos corações partidos, um brinde à bagunça que fazemos..."


Poliane Teixeira

Louca apaixonada pela vida, pelas pessoas e principalmente pelos animais. Ariana nata, derretida pior do que manteiga. Riso fácil e gargalhada frouxa. Impulsiva mais do que eu gostaria. Tenho um relacionamento sério com filmes e séries, cobertor, travesseiro e dormir de conchinha. Apaixonada por São Paulo e por viagens. Boa ouvinte de mesa de bar, degustadora de cerveja barata, viciada em comida e admiradora da música popular brasileira e cinema nacional..
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Poliane Teixeira
Site Meter