Poliane Teixeira

Louca apaixonada pela vida, pelas pessoas e principalmente pelos animais. Ariana nata, derretida pior do que manteiga. Riso fácil e gargalhada frouxa. Impulsiva mais do que eu gostaria. Tenho um relacionamento sério com filmes e séries, cobertor, travesseiro e dormir de conchinha. Apaixonada por São Paulo e por viagens. Boa ouvinte de mesa de bar, degustadora de cerveja barata, viciada em comida e admiradora da música popular brasileira e cinema nacional.

Não se desculpe por sentir

Em meio a toda essa loucura, você percebe que há um turbilhão de sentimentos dentro de você, e que você tenta confrontá-lo dia após dia, porque essa sociedade que vive em busca das conquistas individuais te ensinou que é errado sentir, que é errado se importar, que é errado demonstrar. De que é errado ser quem você realmente é.


tumblr_static_tumblr_static__640.jpg

Você se sente esmagado pela multidão que passa com pressa, que parece olhar, mas não prestar atenção, não tatear as coisas, não se importar. Pessoas correm a todo momento em busca de grandes coisas, mas não parecem se importar com os pequenos detalhes, com as pequenas sutilezas diárias, sem saber elas que é onde se esconde a felicidade da vida.

Em meio a toda essa loucura, você percebe que há um turbilhão de sentimentos dentro de você, e que você tenta confrontá-lo dia após dia, porque essa sociedade que vive em busca das conquistas individuais te ensinou que é errado sentir, que é errado se importar, que é errado demonstrar. De que é errado ser quem você realmente é.

“Amuralhar o próprio sofrimento é arriscar que ele te devore desde o interior. ”, Dizia Frida Kahlo. Sendo assim, não deixe que os seus sentimentos te devorem, e jamais se desculpe por ser uma pessoa que capaz de sentir emoções no meio dessa multidão tão gélida.

Estamos vivendo um tempo de desapego, um momento de pessoas apáticas, mas não se deixe contagiar com essa “doença” da era contemporânea. E tenha sempre a convicção de que ser uma pessoa com sentimentos te torna um ser único, por isso, você nunca deve se desculpar pelos seus sentimentos, por SENTIR.

Já dizia Saramago: “Se tens um coração de ferro, faça um bom proveito, o meu fizeram-no de carne, e sangra todo dia”.

Nunca se sinta mal quando as lágrimas caírem de tristeza, lembre-se sempre que é um processo natural do seu organismo para te aliviar, e isso não te torna mais frágil, ao contrário do que dizem, é o que te mantém um ser humano de coração pulsante e te difere de máquinas.

Comece aceitando quem você é, se em meio a uma sociedade tão fria, você é capaz de sentir tantas coisas, ame-se mais, ame cada pedaço seu, e a partir disso será possível aceitar e lidar melhor com todo o seu ser, completo de sentimentos tão singulares.


Poliane Teixeira

Louca apaixonada pela vida, pelas pessoas e principalmente pelos animais. Ariana nata, derretida pior do que manteiga. Riso fácil e gargalhada frouxa. Impulsiva mais do que eu gostaria. Tenho um relacionamento sério com filmes e séries, cobertor, travesseiro e dormir de conchinha. Apaixonada por São Paulo e por viagens. Boa ouvinte de mesa de bar, degustadora de cerveja barata, viciada em comida e admiradora da música popular brasileira e cinema nacional..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// //Poliane Teixeira