Carla Gameiro Dias

Mulher, Mãe, Psicóloga, aprendiz da vida, seguidora fiel do amor...porque quando o coração diz sim, eu vou, sem dúvida, sem pensar duas vezes, porque ele não erra, nunca...

Se eu tivesse a máquina do tempo?!

E se lhe fosse dado esse poder, interferir no tempo, no seu tempo, você o faria? Existem consequências para tal? Se existem, estamos nós preparados para lidar com elas?


Relógio do tempo.jpg

Ah, a lista de coisas que eu faria é imensa; cruzaria meu caminho com do George Cloney ou do Richard Gere, me interessaria por aquele nerd dos tempos de universidade que não parava de me olhar, (na minha época os NERDS, não eram como são os GEEKS de hoje - lindos, cabeludos, alguns tatuados, aiii), faria Comunicação ou Relações Internacionais, (adoro escrever, falar, e adoro política internacional, então, seria fácil), teria me mudado para a Europa (com certeza Europa, provavelmente Viena), não teria me casado com meu marido, não teria construído a MINHA história de vida, não teria minhas filhas...

Será?? Teria mesmo eu feito tudo isso? Mentira!!! Jamais!!! Se eu tivesse a máquina do tempo, eu COM CERTEZA não faria NADA DISSO; ouso dizer que talvez eu sequer quisesse experimentá-la, mas se o fizesse, eu faria questão de marcar o início de minha história EXATAMENTE para o dia e hora que começou, minha data de nascimento, meu início de vida, o início de toda esta história construída seria o mesmo, sem tirar nem pôr, eu apenas me sentaria e acompanharia, como plateia, afinal, há momentos de nossa biografia que não gravamos, seja por tamanho envolvimento, seja porque nosso inconsciente achou melhor deixar guardado bem fundo... Sim, eu gostaria de dar audiência a alguns capítulos de meu próprio enredo, ainda que determinados episódios pudessem trazer lembranças doídas, ou aquelas trancadas na caixa de pandora, confesso, eu adoraria, seria um reencontro comigo mesma no tempo, no passado, no inconsciente, no que foi guardado, no que foi “perdido”, “esquecido”, por vezes “execrado”, outras tantas comemorado, vangloriado, celebrado, enaltecido!!!!

Se eu tivesse a máquina do tempo, eu não mudaria nada em minha caminhada, um único segundo...eu jamais suportaria NÃO viver os momentos que vivi, TODOS eles; NÃO TER os amigos que meu percurso foi me presenteando; NÃO aprender as coisas que aprendi na vida e com a vida, exatamente porque era AQUELA ali a MINHA VIDA. Eu não mudaria um único milionésimo de segundo; a Física já nos provou, que um único milionésimo é capaz de mudar TODA a rota da história, imagine o que este “GIGANTESCO TEMPO” seria capaz de fazer com uma vida? Eu não interferiria em absolutamente NADA na roleta da vida; nem nos tombos (foram muitos), nos fundos de poço que fui obrigada a escalar (sem contar os que tinham portinhas no fundo como diz um dos meus irmãos), as perdas (incontáveis), os lutos (muitos, doídos e me brindaram muito cedo), as dores (algumas lancinantes), as saudades (algumas doendo até hoje), NADA...

A simples imaginação da vida sem minhas filhas, seria senão o MAIOR, um dos maiores motivos pelos quais eu nada mudaria, afinal, os filhos são os seres mais especiais que existem e eles sim, são a razão de toda e qualquer mudança na vida de um ser humano!!

Mas eu nada mudaria POR MIM, pois eu NADA SERIA, não essa pessoa, se em qualquer momento do percurso eu mudasse o roteiro da minha história... nenhum de nós seríamos o que somos se em determinado momento, por qualquer que fosse o motivo, interferíssemos no tempo... Um encontro desmarcado, ausência a uma prova, a falta ao jantar de família, o atraso do ônibus, por mais ridícula que seja a interferência, jamais poderíamos saber as consequências, JAMAIS; e o pior, a intervenção não ocorreria apenas em uma história de vida, mas numa sequência de histórias interligadas a vida primeira. Não teríamos mais em nós, os amores, as emoções, e a carga de vivências que só AQUELA VIDA antes desenhada e vivida, seria capaz de nos dar, nenhuma OUTRA poderia...

Somos o QUE somos, COMO somos, porque somos fruto de todas as experiências, de todos os acertos, erros, burradas, atrapalhadas, eventos, momentos gloriosos pelos quais passamos, caso contrário, poderíamos ser QUALQUER OUTRA PESSOA, MENOS NÓS mesmos!!!

Se eu tivesse a máquina do tempo... ah, talvez eu desse um pulinho no Futuro, mas só um pulinho, bem de mansinho, afinal, eu vim vivendo de surpresas até aqui, para que estragar com tantas outras que me esperam pela frente???

Universo.jpg


Carla Gameiro Dias

Mulher, Mãe, Psicóloga, aprendiz da vida, seguidora fiel do amor...porque quando o coração diz sim, eu vou, sem dúvida, sem pensar duas vezes, porque ele não erra, nunca....
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious //Carla Gameiro Dias