Carla Gameiro Dias

Mulher, Mãe, Psicóloga, aprendiz da vida, seguidora fiel do amor...porque quando o coração diz sim, eu vou, sem dúvida, sem pensar duas vezes, porque ele não erra, nunca...

Sobre a Cultura do Estupro

Afinal existe a cultura ao estupro? Onde e como começa? Qual minha responsabilidade nisso tudo?


circulo-de-mulheres.png

Senta que lá vem textão!!!! Esse texto é para homens e mulheres, mas acima de tudo, é para SERES HUMANOS, seres com capacidade de ver e ouvir com isenção!!!!

Eu sou mulher e fui criada, como poucas de minha época, com muita liberdade!!! Fui criada para ser o que eu quisesse ser; empresária, funcionária, dona de casa, enfim o que eu quisesse, DESDE QUE EU FOSSE FELIZ!!!

Escolhi meu curso, fiz minha faculdade, na minha época era a “moderninha” porque eu fumava (imagina????), me formei jovem, aos 22 (depois de 5 anos de muito estudo), e já era uma mulher ADULTA, dona da minha VIDA, literalmente!!! Amo cozinhar (e não há vergonha alguma numa mulher que cozinhe, mas adoro quando cozinham para mim, cozinhar é um ATO DE AMOR), sempre bebi (amo vinho, a bebida dos Deuses!!!), faço serviços de eletricista, troco lâmpada, faço revisão do meu carro, faço serviço de marceneiro, etc (aqueles que dizem ser de homem, e que MUITA MULHER NÃO FAZ, não tenho vergonha alguma, porque não fazer??), dirijo de madrugada, sou e sempre fui independente, viajei sozinha, crio 2 mulheres para serem FELIZES!!!!

Desde sempre rejeitei veementemente qualquer música, dança (e eu sempre dancei), ou qualquer “ARTE” que expusesse a mulher e sua figura/forma/pessoa. Tenho 2 filhas que foram criadas com TODA liberdade; tomavam banho com o pai, souberam de TUDO sobre a vida (sem cores, vida em preto e branco), sobre sexo, mas NUNCA viram ou ouviram Carla Perez, Tchan, e outras coisas da época, que hoje seriam comparados as “Anitas da vida” e outras que nem sei o nome, ainda bem!!!!! Eu PROIBIA minhas filhas de serem expostas a danças tipo, “dança da garrafa” e outras da época que, de novo, não lembro o nome, e eu sou uma Mulher/Mãe muito liberal. Por que eu as proibia??? Porque ISSO aí era/é cultura ao estupro!!! Essa “COISA” que todos veem e acham “engraçado”, que todos, inclusive MULHERES, dançam, cantam e acham muito engraçadinho, isso aí é cultura ao estupro.

É muito interessante o que vejo hoje; discursos inflamados, praças lotadas, seios desenhados grotescamente (transformam o que a mulher tem mais BELO em algo burlesco), corpos femininos (como diriam alguns escultores: “obras divinas”) expostos esdruxulamente, músicas NOJENTAS (algumas me dão náusea) sendo aplaudidas, danças pornográficas sendo IMITADAS “ipsi literis” por jovens/meninas/mulheres, as gargalhadas, como se fossem “mercadorias” a venda!!!! Estas mesmas jovens/mulheres, GRITAM contra a cultura ao estupro?! Estas mesmas mulheres, não se unem e criam institutos/grupos/ONG’S a favor da MULHER, mas sim contra os HOMENS!!! Estas mesmas mulheres dançam se “esfregando” nos homens que elas “odeiam”, “xingam”, “detestam”, “execram”... ?????

Cultura do estupro existe SIM!!!!!! Mas começa quando nós mulheres valorizamos TUDO que “expõe”, “denigre”, “denegra”, nossas IMAGENS, nossos CORPOS, nossas MENTES, nossos SEIOS (fonte de vida de todos os SERES), nossas ALMAS!!!!!

Mulheres, VOCÊS, junto aos pais, QUE EDUCARAM ESSES HOMENS!!!! FORAM VOCÊS QUE GERARAM, QUE AMAMENTARAM, QUE FORAM O REFERENCIAL DE MULHER DESSES HOMENS!!! VOCÊS!!!!!!

Os homens da minha geração foram educados por mulheres como minha mãe, os homens de hoje, foram criados por mulheres da minha geração, os de amanhã, será da responsabilidade das jovens de HOJE!!!!!

Quando forem falar, sobre cultura de estupro, por favor, pensem um pouco... Quando forem GRITAR, GRITEM MESMO, mas GRITEM embasadas, GRITEM FORTALECIDAS, GRITEM COM RESPEITO A VOCÊS!!!!! GRITEM COM RESPEITO À MULHER!!!!!

Mulheres ao mar.jpg

Fonte de imagem: Google


Carla Gameiro Dias

Mulher, Mãe, Psicóloga, aprendiz da vida, seguidora fiel do amor...porque quando o coração diz sim, eu vou, sem dúvida, sem pensar duas vezes, porque ele não erra, nunca....
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Carla Gameiro Dias