conversa literária

Porque Literatura é assunto para todo dia...

Pamela Camocardi

Professora por vocação, escritora por paixão e teimosa por natureza. Criadora e colunista do site o site ¨Entrelinhas Literárias¨, costuma transformar em textos palavras que, nem sempre, deveriam ser ditas.

Não erre com a pessoa certa, que a errada fará você se arrepender amargamente disso

O ser humano tem a (péssima) mania de valorizar tudo o que costuma perder. Dá valor à saúde depois de ficar doente. Dá valor ao tempo à medida que vai envelhecendo. Dá valor a um amor, depois de o perder. Que seja por insensatez ou apenas incoerência, a verdade é que essa situação, leva-nos a refletir sobre o que temos feito com as prioridades das nossas vidas.


Eu sei que o título assusta, mas é isso mesmo. Na minha opinião, depois da vergonha, o a é o pior sentir arrependimento do mundo.

É uma sensação de querer voltar atrás e resolver tudo, misturada com a impossibilidade da ação, que destroi qualquer psicológico. Arrependimento é uma aprendizagem em forma de tortura.

O ser humano tem a (péssima) mania de valorizar tudo o que costuma perder. Dá valor à saúde depois de ficar doente. Dá valor ao tempo à medida que vai envelhecendo. Dá valor a um amor, depois de o perder. Que seja por insensatez ou apenas incoerência, a verdade é que essa situação, leva-nos a refletir sobre o que temos feito com as prioridades das nossas vidas. Todos (ou quase todos) nós queremos encontrar um grande amor. Buscamos muito mais que um amor, buscamos um companheiro de vida, um confidente, alguém, realmente, especial. O problema é que depois que encontramos, esquecemos de manter.

Esquecemos que amor não garante relacionamento e que é preciso um esforço mútuo, muitas renúncias e algumas concessões na rotina para que ele dê certo. Quando isso não acontece o amor vai cansando e, aos poucos, morrendo.

casal-tumblr.jpg

O amor acaba nos descuidos diários, nas gentilezas que não foram feitas, na grosseria sem necessidade, no silêncio entre os dois.

Quando amamos temos a mania de insistir, de tentar, de encontrar saídas para situações difíceis. E isso é maravilhoso, porque mostra que não tratamos o amor como descartável. O problema é que só isso só funciona quando as duas partes estão dispostas a fazerem dar certo, já que sem reciprocidade nao existe amor.

É preciso aprender a valorizar quem está do nosso lado nos piores momentos. Quem demonstra preocupação quando pegamos resfriado. Quem liga para saber como foi o dia e quem toma chuva para ir te buscar no trabalho.

Pouco importa se você recebeu declarações em outdoor ou textões em redes sociais. Importa se no momento em que mais se sentiu sozinha, a pessoa estava lá. Não procure fora o que você tem dentro de casa. Traição nunca foi uma boa forma de terminar nem começar um relacionamento. Você não precisa da perda para valorizar os ganhos. Poupe sua alma da dor, acredite em vocês e permita-se ser feliz com quem merece seus sentimentos.

Se não houver mais amor, tudo bem! Se houver, tente mais uma vez. É melhor terminar uma história sem conflitos e com a sensação de ter feito tudo o que poderia, do que conviver com a dor do arrependimento de ter errado com quem não merecia.

Imagem: Google


Pamela Camocardi

Professora por vocação, escritora por paixão e teimosa por natureza. Criadora e colunista do site o site ¨Entrelinhas Literárias¨, costuma transformar em textos palavras que, nem sempre, deveriam ser ditas..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Pamela Camocardi
Site Meter