conversa literária

Porque Literatura é assunto para todo dia...

Pamela Camocardi

Professora por vocação, escritora por paixão e teimosa por natureza. Criadora e colunista do site o site ¨Entrelinhas Literárias¨, costuma transformar em textos palavras que, nem sempre, deveriam ser ditas.

Antes de insistir, lembre-se que nada dá certo no tempo errado

Sim, existe um tempo certo para cada coisa. Uma criança não nasce antes de estar pronta, o certificado da faculdade não é entregue antes da conclusão do curso e você não encontra a pessoa certa antecipadamente.


Eu sei que somos ansiosos e queremos tudo do nosso jeito e no nosso tempo, mas a vida não está nem aí para as nossas vontades. Ela segue um rumo, um ritmo e um tempo próprio e nada do que você fizer poderá modificar isso. Nos relacionamentos amorosos isso não foge à regra. Não dá para insistir, convencer ou implorar para alguém ficar na nossa vida se não estamos prontos para amar (e, convenhamos, se você comete essas atitudes, realmente, não está pronto, mesmo!).

person-couple-love-romantic.jpg

O tempo certo é quando estamos maduros suficientes para entender que foras nem sempre são explícitos, que reciprocidade é necessário em uma relação e que um relacionamento é consequência de vontades mútuas e não uma obrigação.

Infelizmente, há pessoas que não entendem alguns sinais de rejeição e se humilham em busca de aceitação. O que, claro, proporciona situações constrangedoras e degradantes para os envolvidos. Vamos aos exemplos: os encontros acabam sempre em sexo e nunca em compromisso, ela sempre alega “falta de tempo” em marcar um encontro e “não estou pronto para um relacionamento agora” é mais exposto que propaganda em outdoor. Mas, infelizmente, para algumas pessoas isso não são sinais de rejeição. São apenas uma forma de defesa do outro, afinal, “ele já sofreu decepções anteriores e tem medo de se envolver”.

Por pensarem assim, disparam em uma corrida contra o tempo ( e contra a vontade alheia) de conquistar a todo custo o parceiro, acreditando que “com o tempo” eles irão amá-las. Acabam, claro, sozinhas, frustradas e traumatizadas.

Aowww!!! Caia na real, né? Deveria ser tão simples quanto respirar: não quer ficar, vá! Adeus, adiós, au revoir…

Entenda que no tempo certo, tudo flui. Os encontros acontecem naturalmente, a vontade em se verem ficam constante e o sentimento cresce gradativamente. Sem forçar a barra, sem cobranças, sem neuras.

Temos que desenvolver o autocontrole e a inteligência emocional nem que seja na marra e sabe por quê? Porque carência, insegurança e falta de noção afastam qualquer possibilidade de relacionamento.

Por hoje, respeite-se e respeite a opinião alheia. Não querer estar com você é um direito do outro, mas fazer drama e charminho para convencê-lo a ficar é uma falta de noção sua. Imagem: Pexels


Pamela Camocardi

Professora por vocação, escritora por paixão e teimosa por natureza. Criadora e colunista do site o site ¨Entrelinhas Literárias¨, costuma transformar em textos palavras que, nem sempre, deveriam ser ditas..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Pamela Camocardi