cult e cia.

Blog escrito por uma jornalista que gosta de cultura e informação de qualidade

Vanessa Guimarães

O blog Cult & Cia. analisa a vida cotidiana através da visão de uma jornalista apaixonada por cultura e informação de qualidade. Siga o blog no Twitter, no Facebook e no Pinterest.

Heróis da vida real

A palavra herói originou-se na Grécia antiga e era muito utilizada para nomear as divindades idolatradas pelos gregos que representavam os valores e as crendices do povo. Aquelas figuras que se destacavam por atos de coragem, com valores e ações extraordinárias, principalmente feitos brilhantes durante guerras e batalhas, eram consideradas heróis. Muitas vezes citamos exemplos fantasiosos e irreais para exemplificar e ilustrar fatos cotidianos, nos esquecendo de personagens reais, que existem em nossa sociedade e que trabalham ou trabalharam arduamente para tornar nosso país e nosso mundo um lugar melhor para se viver, como Mahatma Ghandi, Nelson Mandela, Martin Luther King Jr., Madre Teresa de Calcutá, Dalai Lama e Malala.


A palavra herói originou-se na Grécia antiga e era muito utilizada para nomear as divindades idolatradas pelos gregos que representavam os valores e as crendices do povo. Aquelas figuras que se destacavam por atos de coragem, com valores e ações extraordinárias, principalmente feitos brilhantes durante guerras e batalhas, eram consideradas heróis.

A mitologia e as lendas deram origem a personagens fictícios que se misturam com a realidade e muitas vezes são referenciados e adorados por diferentes povos, perpetuando-se nas histórias e na memória de crianças e adultos de diversas gerações. Os livros, desenhos e filmes ajudam a manter viva as histórias criadas há séculos.

Muitas vezes citamos exemplos fantasiosos e irreais para exemplificar e ilustrar fatos cotidianos, nos esquecendo de personagens reais, que existem em nossa sociedade e que trabalham ou trabalharam arduamente para tornar nosso país e nosso mundo um lugar melhor para se viver.

O lugar de princesas, príncipes, personagens com capas, máscaras e roupas bem desenhadas e coloridas, é nos gibis, nas fábulas e nos cinemas. Já os heróis de verdade, que são pessoais reais e viveram ou vivem no meio de seu povo, podem ser classificados com simples palavras como dedicação, igualdade, luta, suor, trabalho, reflexão, educação e informação. São eles os responsáveis por mudanças de comportamento, rupturas de culturas, quebras de paradigmas e desenvolvimento de novos hábitos e pensamentos. Muitos ultrapassaram barreiras sociais e antropológicas de uma época, lutaram contra políticos e culturas e até arriscaram suas vidas para romper dogmas, preconceitos, políticas antiquadas e formas de administrar atrasadas, desrespeitosas e cruéis.

Os heróis de verdade se tornam imortais através de seus projetos, ações e lutas, deixando legados e lições importantes através da história. Citarei alguns dos líderes que me cativaram e que, ao meu ver, transformaram tudo e todos ao seu redor através de suas atitudes e da forma de se comunicar.

Símbolo da paz e defensor do uso de armas pacíficas para protestar, Mahatma Ghandi foi um líder pacifista que lutou pela independência da Índia, país que era colonizado pela Inglaterra. Sua principal arma de resistência pacífica à dominação do império britânico foi um longo jejum. O fato foi acompanhado pelos veículos de comunicação do mundo inteiro, comovendo a sociedade e pressionando os ingleses a dar independência aos hindus.

mahatma.jpg

Nelson Mandela foi um advogado e o primeiro presidente da África do Sul (1994-1999). Durante toda a sua vida ele lutou pela liberdade, justiça e democracia em seu país. Ficou 27 anos na prisão e só foi libertado após uma campanha internacional a favor de sua liberdade, em 1990. Ele lutou contra o regime do Apartheid, um sistema racista que se iniciou em 1948.

nelson-mandela.jpg

"Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados por sua personalidade, não pela cor de sua pele", discursou o ativista político estaduniense e pastor Martin Luther King Jr. em 1963. O líder do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos lutou contra a desigualdade racial, a pobreza e a Guerra do Vietnã através de atitudes pacíficas, campanhas promovendo a paz e o amor ao próximo. Seus discursos mais famosos são "I have a dream" e "Além do Vietnã".

martin-luther-king-jr.jpg

A "Santa das Sarjetas" Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, mais conhecida como Madre Teresa de Calcutá, que foi canonizada em setembro de 2016 pela Igreja Católica, foi uma missionária religiosa de etnia albanesa, naturalizada indiana. A "padroeira dos pobres e necessitados" fundou a congregação religiosa Missionárias da Caridade, que ajudou milhares de pobres, sem-teto e doentes em fase terminal que não possuíam condições financeiras de pagar seu tratamento. Viajou para diversos países como Albânia, Rússia, Cuba, Canadá, Palestina, Bangladesh, Austrália, Estados Unidos da América, Ceilão, Itália, antiga União Soviética e China levando sua mensagem de fé e amor ao próximo. "Não usemos bombas nem armas para conquistar o mundo. Usemos o amor e a compaixão. A paz começa com um sorriso", afirmou Madre Teresa em um de seus discursos.

madre-teresa.jpg

O atual Dalai Lama Tenzin Gyatso é o líder espiritual do budismo tibetano, monge e doutor em filosofia budista. O 14º Dalai Lama é o líder espiritual e o porta-voz do povo tibetano e sua missão é estabelecer o diálogo, a harmonia, paz e compaixão mundial na atualidade. Tenzin Gyatso se reuniu diversas vezes com cientistas do mundo todo para reunir pesquisas que unem a ciência e a espiritualidade, criando centros de pesquisa e fóruns internacionais para debater esse assunto. O Dalai Lama é o título de uma linhagem de líderes religiosos do budismo tibetano, sendo reconhecido como lama e monge, além de líder político. Lama é um termo que se refere aos mestres budistas do Tibet. Acredita-se que o Dalai Lama seja a reencarnação de uma longa linha de monges, que escolheram a reencarnação a fim de esclarecer a humanidade. Após a sua morte, uma pesquisa é instituída pelos seus discípulos para descobrir o seu renascimento.

dalai-lama.jpg

A estudante e ativista paquistanesa Malala Yousafzai foi baleada pelo Talibã com apenas 15 anos, por lutar publicamente a favor da educação feminina no Paquistão, onde os direitos dos homens são diferentes dos das mulheres. Ao desafiar a política pública nacional, escrever para veículos de comunicação regionais e internacionais, e ainda participar de palestras, seminários e até entrevistas para redes de televisão, a estudante e sua família receberam ameaças de grupos de talibãs. "Nossos livros e nossos lápis são nossas melhores armas. A educação é a única solução, a educação em primeiro lugar", disse Malala em seu discurso na Assembléia de Jovens da ONU (Organizações das Nações Unidas).

malala.jpg

Os heróis da vida real são pessoas comuns que se destacam no meio em que vivem. Os atletas paralímpicos também merecem ser citados, sem entrar no mérito de lembrar nomes, para não ocultar ninguém. Eles reúnem atributos e qualidades que contribuem para o crescimento das pessoas que estão ao seu redor, deixando ensinamentos valiosos. Eles não são Deuses, santos e perfeitos, são apenas seres humanos, que cometem erros e acertos, como todos nós. Os pontos em comum entre todos os líderes que destaquei em meu texto são: pacificidade, postura ética e verdadeira, cultura da igualdade e respeito com os demais e atitude de retribuir a violência pregando a paz.

Essas pessoas despertam em nós a certeza de que somos capazes e de que podemos ir além. Ler sobre a história de vida e de luta de cada um deles nos motiva. Vamos seguir adiante tendo em mente esses ensinamentos e a visão de que podemos sempre nos transformar em pessoas e profissionais melhores, fazendo bem ao próximo. Sempre admirarei o exemplo desses grandes líderes, que são os nossos verdadeiros heróis. Seus trajetos podem e devem ser passados adiante. Todos nós queremos ser tratados com respeito, educação e ética, só que muitas vezes é mais fácil cobrar do outro do que nos esforçar para mudar a nós mesmos. Ajudemos as pessoas ao nosso redor, independente de quem seja, sem esperar nada em troca, apenas plantando uma pequena semente que um dia germinará e se multiplicará.


Vanessa Guimarães

O blog Cult & Cia. analisa a vida cotidiana através da visão de uma jornalista apaixonada por cultura e informação de qualidade. Siga o blog no Twitter, no Facebook e no Pinterest..
Saiba como escrever na obvious.
version 10/s/recortes// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Vanessa Guimarães
Site Meter