das travessias limiar em profundidade

Psicologia, Filosofia e Arte.

Maria Fernanda Carvalho

Carioca e psicóloga, interessada em literatura, filosofia e outros ramos da arte e da cultura, criando uma malha de conexões entre esses meios. Apaixonada por Bob Dylan, Machado de Assis, Fernando Pessoa, Clarice Lispector, cinema e seus três gatos boêmios. Lido com metáforas.

mariacarvalho

Maria Fernanda Carvalho

Há tanta leveza, beleza e elegância nas tempestades, mas navegar é preciso e viver é profundo, embora sentimos a superfície e percorremos em limiares aleatórios. Desse encontro entre o que é limar e profundo nascem forças e ao vivenciar a experiência na travessia despertamos uma "possibilidade de ser" assim o homem vive e realiza-se espontaneamente e desse irromper o homem também cria uma dimensão de vida propulsora de modos de ser no mundo. O criador, o artista faz isso. O homem é um modelo dessa possibilidade de ser, ele é livre no agir e no atuar e dessa forma libera o viver, esse sentimento é transformador e ao poder ser pleno, se faz arte.

Últimos artigos publicados

Mais artigos publicados