dênis athanázio...

Textos, poemas reflexões e boa conversa.

textos, poemas, reflexões e boa conversa

Psicólogo, palestrante, terapeuta de família e casal. Gosto de futebol e de

“arranhar” minha guitarra. Escrevo primeiramente para me ajudar e quem sabe, talvez,

ajudar outras pessoas. Escrevo aqui no Obvious e semanalmente no meu blog

denisathanazio.wordpress.com

Esperançar

“É preciso ter esperança, mas ter esperança do verbo esperançar; porque tem gente que tem esperança do verbo esperar. E esperança do verbo esperar não é esperança, é espera. Esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir! Esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo…”.


lixc3a3o.jpg

É difícil escrever sobre "esperança" nos dias de hoje, principalmente no Brasil. Mas acredito, que exista uma revolução silenciosa acontecendo no país e sua gênese não vem dos berços de ouro nem das grandes organizações. Na verdade, ela está nascendo dos grandes corações simples, corajosos e indignados com os problemas sociais do seu tempo. Comumente você encontrará esses seres trabalhando em escolas de periferia, nas ruas, em ongs, igrejas e comunidades.

Essa gente que não consegue viver de outra forma, pois entende que muita coisa está errada nesse mundo, inclusive, elas mesmas. Gente que é filha da esperança. É gente que acha que viver somente para si e apenas para o conforto da sua família é muito pouco. É gente que percebe que suas ações e reações influenciam o presente e futuro do seu bairro, do seu país e do mundo. Lutam contra qualquer tipo de injustiça, tentam diminuir seu egoísmo, toleram os defeitos dos outros pois entendem que também são falhas e têm limitações.

Essas pessoas procuram melhorar algo que aparentemente não tem jeito, são difíceis de desistir das coisas, se não conseguirem abrir o pote de azeitona hoje, amanhã estão tentando de novo, de outra forma, com outra técnica.. Começam a fazer coisas novas, plantam árvores e se matriculam em aula de informática aos 85 anos de idade.

Essa gente anda por aí, muitas vezes não são reconhecidas pela mídia em geral, pois não são fãs de holofotes, só querem fazer o seu trabalho sem barulho. Pensamos que não, mas essa gente também é de carne e osso, que também sofre e chora, que precisa de um ombro amigo, algumas vezes se sente deprimida, e que muitas vezes não tem resposta para a situação difícil pela qual está passando. Esse tipo de gente, geralmente já sofreu muito na vida e por ser uma alma sofrida (que ressignifica o sofrimento dentro de si mesmo), consegue entender e tocar outra alma que sofre.

Essas pessoas podem acordar sem a resposta que precisavam para resolver o problema vivenciado no momento presente, mas e acabam inventando outra pergunta para continuar vivendo. Essa gente não se sente herói, e na maioria das vezes, não percebe a força que tem. Essas pessoas pensam, mas também têm prática, primeiro dão um prato de comida para depois discutir se a fome é um problema social.

Às vezes acho que Deus conta com uma equipe de office boys/girls para encaminhar-nos algumas correspondências em tempos de desânimo. Quando não estamos conseguindo perceber, esses mensageiros humanos nos avisam que mesmo em meio a tantos tombos, nossos projetos ainda estão caminhando e afetante pessoas positivamente, e faz todo sentido do mundo realizá-los. Todos precisam de estímulos, até esse tipo de gente. E aí, a esperança se renova a cada dia. Afinal, a vida é feita de gotas homeopáticas de esperança. Dia após dia, na velocidade de um conta-gotas. Mas essa esperança não é “qualquer” esperança. É aquela do verbo esperançar, como escreveu Paulo Freire “É preciso ter esperança, mas ter esperança do verbo esperançar; porque tem gente que tem esperança do verbo esperar. E esperança do verbo esperar não é esperança, é espera. Esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir! Esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo…”.

Essa gente nunca será esquecida, pois suas sementes se espalham pelo mundo e dão frutos na hora certa. Precisamos de mais gente desse tipo! Então, se você encontrar por aí esse tipo de gente, junte-se a eles, aprenda com eles, e, com certeza, não irá se arrepender. Mas lembre-se, uma vez transformado nesse tipo de gente, não conseguirá mais voltar atrás. A escolha é sua.


textos, poemas, reflexões e boa conversa

Psicólogo, palestrante, terapeuta de família e casal. Gosto de futebol e de “arranhar” minha guitarra. Escrevo primeiramente para me ajudar e quem sabe, talvez, ajudar outras pessoas. Escrevo aqui no Obvious e semanalmente no meu blog denisathanazio.wordpress.com.
Saiba como escrever na obvious.
version 18/s/sociedade// //textos, poemas, reflexões e boa conversa