dênis athanázio...

Textos, poemas reflexões e boa conversa.

textos, poemas, reflexões e boa conversa

Psicólogo, palestrante, terapeuta de família e casal. Gosto de futebol e de

“arranhar” minha guitarra. Escrevo primeiramente para me ajudar e quem sabe, talvez,

ajudar outras pessoas. Escrevo aqui no Obvious e semanalmente no meu blog

denisathanazio.wordpress.com

Jimmy Neutron: Nossos pais foram abduzidos

Quem são as pessoas responsáveis pela continuação e manutenção do mundo? A resposta vem imediatamente em nossa mente: Os adultos. Se as crianças são mesmo o futuro, temos que prepará-las a aprenderem como cuidar do mundo.


jimmy-neutron_wallpapers_.jpg

Em 2001 foi lançado o filme do já então desenho animado de sucesso nos EUA, Jimmy Neutron, o Menino-Gênio. Jimmy é um menino superdotado que mora em Retroville (uma comunidade de estilo anos 50, mas com equipamentos modernos) e passa o dia inventando coisas que tornam sua vida mais interessante. Ele e seus amigos esperam ansiosamente pela noite, quando será inaugurado um novo parque de diversões na cidade, mas os pais não os deixam ir, pois é dia de semana. Desobedecendo a seus pais, eles vão ao parque. Quando retornam, percebem que todos os adultos da cidade sumiram. Então, Jimmy põe para trabalhar seu supercérebro, tranca-se em seu laboratório e descobre que eles foram abduzidos pelos terríveis Yokians, alienígenas verdes e gosmentos, com formato de ovo. Rapidamente, Jimmy e seus amigos partem para o espaço para salvá-los.

Inicialmente, Jimmy e seus amigos gostam do desaparecimento dos adultos. Estão liberados para comer chocolates e doces a qualquer hora, podem ficar brincando na rua até tarde e não precisam obedecer à regra nenhuma imposta pelos pais. Com o tempo, as crianças sentem falta dos pais e adultos da cidade, percebem que comer muito doce causa dor de barriga e elas não sabem cuidar de si mesmas, ficam carentes. Desejam seus genitores de volta.

Esse filme nos incita a responder uma pergunta: Quem são as pessoas responsáveis pela continuação e manutenção do mundo? A resposta vem imediatamente em nossa mente: Os adultos. Se as crianças são mesmo o futuro, temos que prepará-las a aprenderem como cuidar do mundo. A todo tempo os infantes nos denunciam perguntando se realmente estamos fazendo a coisa certa em relação a elas e à nossa sociedade: “Pai, porque você está passando no sinal vermelho?” “Mãe, porque você grita tanto com o papai?”.

Muitas crianças (não são todas), chamadas hoje de delinquentes, são aquelas que não tiveram o que chamamos de cuidado essencial por parte dos seus familiares e cuidadores. A delinquência também é uma forma inconsciente de protesto pelo que lhe foi roubado. Essa falta pode ser de amor, limites, acolhimento, etc.

Outra questão que podemos pensar sobre o filme é que, às vezes, se faz necessário, para o bem da criança, que os pais fiquem um pouco “ausentes” para que, aos poucos, seus filhos se sintam confiantes sem eles. Não é abandono, é a hora certa de sair de cena pra depois voltar. Para os pais, essa pequena distância também os ajuda psiquicamente, pois os mesmos percebem que, na ausência dos filhos, ainda são indivíduos que nasceram separados deles, têm uma vida “fora deles”. A saudade vem da falta, e se você nunca sai de cena, não pode existir a saudade e a reflexão sobre a falta.

Jimmy e seus amigos partem para o espaço com o objetivo de resgatar os pais. É uma forma de protesto dizendo que ainda não estão preparados para cuidar do mundo. Isso é coisa de adulto! “Nossos pais tem que voltar para cuidar da gente, nem que para isso tenhamos que buscá-los”!

Por outro lado, atendi alguns pais que de certa forma se esforçam para suprir as necessidades emocionais e físicas de seus filhos, mas em relação a eles mesmos, não fazem nada, ou escondem quando o fazem. Os filhos crescem aprendendo que os pais não ficam doentes (logo, nunca precisarão ser cuidados), como também que seus genitores nunca passam por problemas emocionais. Pois a eles são escondidos esses problemas, para os “protegerem” de todo o tipo de tristeza.

Mesmo não me sentindo totalmente à vontade para dar conselhos, pois como todo mundo, também tenho minhas contradições, penso que as pessoas que trabalham diretamente com os seres humanos não devem hesitar em cuidar da sua própria saúde física e mental. Por vários motivos. Mas o mais importante é porque existem pessoas a seu redor que necessitam do seu cuidado e atenção para, futuramente, conseguirem repetir o mesmo com as próximas gerações quando forem adultos. Então, sem preconceito e quando necessário, diga sim ao psicólogo, psiquiatra, cardiologista, nutricionista, educador físico e tantos outros profissionais que podem nos ajudar a termos uma vida mais saudável.

Espero, sinceramente, que nossas crianças não precisem de uma nave espacial para trazer os adultos de volta a esse mundo com o objetivo de reassumir as suas responsabilidades de pais e cuidadores. Mas às vezes tenho a mesma impressão que Jimmy Neutron: Os pais foram abduzidos e preciso ir atrás deles.

http://www.quadrante.com.br/filmes_detalhes.asp?id=216&letra=J&pagina=1


textos, poemas, reflexões e boa conversa

Psicólogo, palestrante, terapeuta de família e casal. Gosto de futebol e de “arranhar” minha guitarra. Escrevo primeiramente para me ajudar e quem sabe, talvez, ajudar outras pessoas. Escrevo aqui no Obvious e semanalmente no meu blog denisathanazio.wordpress.com.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// //textos, poemas, reflexões e boa conversa