desnudando

Ler é uma morfina; escrever é outra.

Caroline Fortunato

A escrita validou-me. Constantemente o faz

Surrealismo e a crítica ácida de Gabriel Tropz

Arte usuária do psicodelismo, o artista sabe como ousar bem como ser brilhantemente incomum.


11060304_1575564876031585_6388123631366519511_n.jpg

Gabriel Tropz é um artista natural da cidade de Mococa-SP e que, atualmente, cursa Artes Visuais na Universidade Federal de Uberlândia.

Tendo frequentado aulas de desenho quando criança e, mais tarde, se formado em um curso técnico de web design, o jovem de vinte e cinco anos foi aperfeiçoando-se em seu campo, desenvolvendo uma arte fortemente original e de personalidade, através de uma criatividade que não se encontra comumente por aí. Seu trabalho é dono de um caráter revolucionário, ousado, crítico, atual e com pitadas de algum psicodelismo, além de ofertar ao público tamanha qualidade.

15209276_1163211820433957_812541234_n.jpg

Tendo por inspirações Adão Iturrusgarai, Allan Sieber, Robert Crumb, Tony Futura, Andy Warhol, Roy Lichtenstein, Frida Kahlo e René Magritte, Gabriel Tropz, engajado socialmente através do mundo artístico, afirma que, no início da adolescência, ao conhecer as “maravilhas do PC”, firmou-se então como ilustrador e designer.

15139667_1163211703767302_2056110783_n.jpg

O público precisa começar a voltar seu olhar para os novos artistas que estão surgindo, criar uma relação com tal arte e então avaliá-la por si mesmo. Não podemos ficar à mercê do tempo, esperando que algum pesquisador ou crítico, por exemplo, descubra determinado trabalho, diga que este é bom para que apenas assim nos sintamos impulsionados de entrar em contato com a obra em questão. É esse comportamento que perpetua o pensamento elitista de: “Hoje em dia não existem mais artistas bons.” Existem aos montes. O que acontece é que todos se esquecem de que os mestres consagrados ao longo da História eram pessoas absolutamente comuns, que poucos ao seu redor lhes atribuíam alguma genialidade e que certamente custou para que alguém notasse seu trabalho.

15175558_1163211670433972_690484312_n.jpg

Link do Facebook com acesso a toda a obra do autor: https://www.facebook.com/artoftropz/


Caroline Fortunato

A escrita validou-me. Constantemente o faz.
Saiba como escrever na obvious.
version 4/s/artes e ideias// @obvious, @obvioushp //Caroline Fortunato