desnudando

Ler é uma morfina; escrever é outra.

Caroline Fortunato

A escrita validou-me. Constantemente o faz.

carolinefortunato

Caroline Fortunato

E quando eu chegar ao ápice de mim? O que acontecerá? Às vezes sinto que estou extremamente longe disso. Às vezes sinto que já me ultrapassei. Mas acho que enquanto escrever, eu sempre estarei me tocando e me distanciando novamente, num ciclo eterno, mas cada vez mais enriquecedor.

Últimos artigos publicados