desordenei

Se não sigo o ordinário, hei de ser extraordinário.

Jaqueline Gomes

Enquanto espero um coelho apressado me obrigar a escolher uma única porta, exploro o mundo e suas maravilhas do jeito que posso.

O verdadeiro sucesso de todos os artistas mal pagos

Se você é de humanas com grandes aspirações criativas, mas de certa maneira frustrado por não obter “sucesso”, você precisa ler este texto para continuar nos agraciando com a sua arte.


artist_0.jpg

Julguem-me! Eu adoro o livro Comer, Rezar, Amar da Elizabeth Gilbert, e depois de começar a seguir as postagens desta no Facebook, percebi que não sou apenas fã da obra mencionada e sim da maneira como Liz escreve, tem algo comovente e envolvente na escrita que me fez comprar quase todos os seus livros publicados para apreciar a sua escrita. Mas hoje quero falar especialmente das palavras motivadoras do seu livro estilo autoajuda lançado recentemente chamado Grande Magia.

Grande Magia.png

Eu sei que livros de autoajuda, geralmente trazem aquela mensagem mais do mesmo que estamos cansados de saber, mas que gostamos de gastar alguns reais em um livro publicado para nos confirmar. Grande Magia é parcialmente assim, excluindo-se o fato de que realmente é inspirador e motivador, porém, pés no chão. No livro, Gilbert nos conta através de sua trajetória no mundo editorial e adiciona muitos exemplos de alguns amigos, como a Magia de se trabalhar com a arte acontece, como as nossas inspirações nos visitam e como podemos trabalhar melhor em busca da realização pessoal nas artes.

Para conhecimento prévio, a autora teve três livros publicados antes de Comer, rezar, amar, e mesmo assim manteve os seus empregos formais. É muito interessante ver como Gilbert defende as artes criativas, geralmente mal pagas e mal reconhecidas de maneira completamente realista, é verdade que se você encontrou a sua paixão em fotografia, música, letras, cinema, artes cênicas, artes, dança, moda, etc, frequentemente pode se sentir desanimado de viver da sua paixão, ou até mesmo de manter-se criando enquanto se sustenta em outros trabalhos. Sim, vamos ajudar o pessoal de humanas a fazer miçangas, mas humanas é muito mais do que jogar tudo para o alto e viver DA sua arte, o mais importante é viver A sua arte.

Viva com paixão pela sua criatividade, a exercite todos os dias, tire fotos para melhorá-las, descobrir algo que ninguém fez, escreva textões e poesias mesmo que eles nunca saiam do seu caderno, publique em blogs desertos e toque suas composições na madrugada vazia para seus gatos noturnos, mas nunca, nunca deixe de viver a sua criatividade com alegria. Se um dia você não se tornar a próxima J. K Rowling, você ainda terá sido mais feliz pela sua paixão.

Por fim, vamos falar de sucesso, que ingenuamente tem sido confundido com dinheiro, mas na verdade está na felicidade em fazer aquilo que ilumina a sua vida, o dinheiro é consequência disso tudo. Então se você desenhista, escritor, piadista de boteco, dançarino ou designer de modas pensou em desistir de tudo, não o faça. A arte imita a vida, e imita com muito mais graça. Se todos fossemos apenas economistas de onde viria a Magia do mundo?

Não pressione a sua criatividade para que ela seja reconhecida e valorizada no mundo todo, finalmente trazendo sua realização financeira e reconhecimento público. Acredite no que te inspira, viva sua criatividade em exaustão, explore todas as suas ideias e respire arte, sentindo a leve brisa às vezes discreta e tímida, outras estrondosa, do verdadeiro sucesso!


Jaqueline Gomes

Enquanto espero um coelho apressado me obrigar a escolher uma única porta, exploro o mundo e suas maravilhas do jeito que posso..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// @obvious, @obvioushp //Jaqueline Gomes