detalhes da vida

O cotidiano em prosa e fotografia.

Celso Bressan

Eis a questão: Um fotógrafo prosador ou um prosador fotógrafo? Detalhes da Vida ilustradas com minhas próprias fotos ou minhas fotos com legendas da Vida?

Planos Para o Ano Novo

Desejar algo para o ano que vem vindo é fácil; difícil é manter a resolução de concretizar este desejo. Ainda mais quando se está no meio do ano.


Petrie_7703.jpg

Aproximando-se o final de cada ano, um terço da população do mundo (talvez mais, talvez menos, quem não faz?) traça planos para o ano que vem chegando. São desejos, decisões e resoluções que algumas pessoas fazem tão somente porque é uma tradição fazê-lo; outras, declaram desejos tão caprichosos que somente podem ser concretizados se um asteróide bater na Lua, ricochetear de volta a Terra e cair em pedacinhos de ouro bem aos seus pés.

No que me toca, eu tento não desejar nada porque eu sei que desejos significam apenas almejar que algo aconteça sem maiores comprometimentos. Ao invés disso, eu tomo resoluções e estabeleço metas associadas a estas resoluções para transformá-las em eventos supostamente positivos que mudem minha vida.

Deixe-me dar um exemplo.

Eu estou estudando e praticando muito para ser um bom fotógrafo e este é o meu lema para os próximos anos. Portanto, o meu desejo para o novo ano poderia ser:

- Eu desejo ser “O” fotógrafo!

Magicamente, até o final do ano, eu seria “O” fotógrafo reconhecido e aclamado pela comunidade.

A triste realidade, e todos sabem disto, é que a vida não funciona desta forma. Este desejo é um saco cheio de insensatez que me deixará completamente frustrado se eu prosseguir firmemente com a idéia porque eu sei que estou longe de ser o perfeito fotógrafo.

Mas, se eu disser para mim mesmo:

- Estou estabelecendo a resolução de ser um fotógrafo melhor ao final do ano através de mais prática, mais estudo, pelo aperfeiçoamento das minhas técnicas, por escrever mais sobre o assunto, pela submissão do meu trabalho a galerias e por fazer com que o meu trabalho seja mais reconhecido pela mídia social.

E a cereja no bolo seria:

- Minhas metas são ter pelo menos uma galeria expondo meu trabalho e vender 100 fotos a mais que vendi no ano anterior.

Este é um propósito muito firme e palpável porque eu sei que as ações necessárias para chegar lá são bastante razoáveis e atingíveis.

Desejos como “Eu quero ser mais feliz”, “Eu quero ser mais rico” ou “Eu quero ter mais saúde” são muito genéricos, abstratos e quase sempre falham a menos que estejam acompanhados de resoluções e metas realísticas. Qual o significado de “ser mais feliz”? Como eu poderei medir se eu sou mais feliz hoje em comparação com ontem? O que preciso fazer para “ser mais feliz hoje” se eu não tenho como dizer o quanto é “ser feliz”? Por certo, se eu tinha um conjunto de problemas ontem que me deixavam tristes, e hoje estes problemas não existem mais, então eu poderei dizer que sou mais feliz hoje. Será? Eu não gosto de coisas tristes mas existem pessoas que são motivadas e prosseguem lutando na vida porque precisam resolver situações de conflito; quando estas acabam, parece que a vida se torna vazia e infeliz, mesmo que não tenham problemas…

Outro desejo muito comum é o de ter mais dinheiro. Idéia genial! Como? Ganhando na loteria? Ganhando um aumento de salário? Recebendo uma herança? Achando dinheiro na rua? Se eu tentar estabelecer resoluções e metas apropriadas para cada uma destas questões, eu verei que as coisas são um pouquinho mais complicadas que pareciam no início. Do contrário, todos seríamos ricos agora.

Apenas para fazer um exercício mental, vamos imaginar o desejo de ganhar uma herança. Normalmente, heranças vêm de parentes próximos que teimam em morrer deixando para trás algum dinheiro. Portanto, estaria eu desejando que algum parente rico morra? Algum “candidato” em vista?

Muito bem, este desejo não foi tão bom assim! Que tal ganhar na loteria? “Quem não arrisca, não petisca!”, diz o ditado. Para petiscar, eu preciso arriscar, isto é, jogar na loteria. Preciso comprar um bilhete escolhendo números que me parecem ser os mais afortunados e torcer pela Sorte. Sorte! Outra palavra que é apenas um desejo… Ou seja, desejando que algo aconteça contanto que outro desejo me favoreça! É necessário continuar nesta discussão?

Piadas à parte, eu tento manter minhas deliberações num nível um pouco mais alto que o possível mas não alto o suficiente para me desencorajar.

Mais uma coisa: tal como disse antes, desejos e resoluções são feitos entre o final e o início de cada ano. Então, porque eu estou discutindo este assunto agora já que o ano novo já entrou a muito tempo? Eu penso assim: resoluções, aquelas boas e firmes, devem ser válidas para o ano todo; portanto, elas precisam ser constantemente verificadas, revisadas, monitoradas e trabalhadas para que elas possam ser concluídas ontem, hoje e amanhã, e não somente ao final do ano (aí, já é tarde demais).

É exatamente isto que eu estou fazendo agora com minhas decisões para ser um melhor fotógrafo: escrevendo para não esquecer das resoluções, além de usar minhas fotos para praticar mais e aparecer na mídia social.

Se eu puder ter um último desejo, este seria de que você aprecie um pouco do calor do pôr do Sol desta foto apesar dela ter sido tirada aqui onde moro, no Canadá, durante o forte do Inverno, que é quando a transição do ano se realiza e é quando todos desejamos algo para o nosso futuro.


Celso Bressan

Eis a questão: Um fotógrafo prosador ou um prosador fotógrafo? Detalhes da Vida ilustradas com minhas próprias fotos ou minhas fotos com legendas da Vida?.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @destaque, @obvious //Celso Bressan
Site Meter