detalhes da vida

O cotidiano em prosa e fotografia.

Celso Bressan

Eis a questão: Um fotógrafo prosador ou um prosador fotógrafo? Detalhes da Vida ilustradas com minhas próprias fotos ou minhas fotos com legendas da Vida?

Jogos Mentais

Uma vingança bufa num cenário intimista. Para Tom, nada mais será como antes!


DSC_9901.jpg

– Olá, Tom, lembra-se de mim, Cássio, C – Á – S – S – I – O, Cássio? – sem ser convidado, um homem senta-se à mesa onde Tom estava jantando.

– Desculpe-me, mas não conheço ninguém chamado Cássio…

– Conhece, sim! Na verdade, é o personagem principal do seu campeão de vendas e de um grande filme que rendeu milhões para você.

– Ele não é uma pessoa real; é apenas um personagem, tal como você mesmo disse.

– Eu sou Cássio, Tom. Eu sou tal personagem! Graco escreveu aquela história baseada em mim porque eu sempre gostei de jogos mentais. Eu não sabia, mas Graco era um gênio na escrita, porém, muito tímido; ele criou “A História do Grande Cássio”, uma fantasia sobre um mágico muito mais poderoso que minhas habilidades de fazer truques baratos de mover garfos e facas dez centímetros adiante. Ele mostrou a história para você porque queria fazer algum dinheiro para prosseguirmos com nosso espetáculo. Você prometeu ajudá-lo. Ao invés disso, você alterou a história e transformou-me num monstro capaz de destruir pessoas com minha mente. Seu livro foi um sucesso, mas jamais falou com Graco depois disto. Você roubou a história dele e ele ficou muito arrasado porque não podia provar nada contra você.

– Desculpe-me, não conheço Graco, não conheço quem quer que seja Cássio, mesmo que seja você. E, agora, queira me perdoar, mas estou jantando…

– Apesar disso, Tom – e Cássio continuou como se não tivesse sido interrompido – eu e ele prosseguimos com nosso espetáculo em lugares cada vez mais sórdidos. Ninguém jamais acreditou que eu realmente movia os objetos com a mente sem o uso de ímãs. Mas, era nosso espetáculo, Tom. Sim, nosso espetáculo porque Graco era meu irmão e agora está morto. Depois do lançamento do filme, todo mundo ria e fazia pouco caso de nós porque Cássio, no filme, era poderoso e fazia de tudo, enquanto que Cássio, na realidade, mal podia usar ímãs.

Cássio parou um pouco para recuperar o fôlego, transfigurado, e continuou:

– Você pode imaginar, nos últimos dias de palco, as raras pessoas presentes chamando-me de “Cássio, o Falso”? – ele parou de novo, com voz embargada. – Quando não tivemos mais platéia, Graco contou-me o que aconteceu com o livro. Na manhã seguinte, encontrei-o enforcado no cubículo que habitávamos. Um rabisco num papel pedia-me que o perdoasse. Perdoá-lo pelo que, Tom? Graco morreu por causa de você, Tom, e não vou deixar a memória dele também morrer!

Tom estava começando a suar frio, visivelmente desconfortável com a conversa. A comida não estava mais saborosa como antes.

– Não sei como sobrevivi nos anos seguintes, Tom, mas decidi aperfeiçoar minhas habilidades. Quer ver uma delas?

Cássio olhou fixamente para uma faca sobre a mesa e esta se moveu em direção ao braço de Tom, ferindo-o. Ele moveu o braço instintivamente e a faca seguiu perseguindo o braço, até que esta caiu da mesa. Tom estava mudo, segurando o braço machucado.

– Você se lembra, Tom, como Cássio morre no final do filme? – a face de Tom expressou horror e medo.

– Sim, Tom, você acabou de sentir o destino terrível de Cássio. Todas facas e garfos naquele banquete começaram a picá-lo até que ele morreu numa poça de sangue. E você criou aquele monstro, Tom! Você inventou aqueles atos perversos somente para ganhar mais dinheiro e prestígio. Mas, eu não sou tal como aquele personagem, Tom. Eu só queria executar meu espetáculo juntamente com meu irmão, ter uma vida decente e, quem sabe, uma família um dia. Acabou-se tudo, Tom, graças à você!

Ambos permaneceram em silêncio por alguns momentos, Cássio olhando para Tom, e este olhando para o braço.

– Apesar de tudo, o seu filme foi bastante inspirador e – adivinha – Tom? Eu trabalhei duro com minha mente para aprender a fazer com que outras pessoas executassem o que eu quisesse, tal como Cássio do filme. Mas, eu não sou mau e guardei isto para mim mesmo. Porém, vou abrir uma exceção, Tom, somente e tão somente para você. Você é um cara privilegiado porque este será meu primeiro e último ato público deste truque e, depois, as cortinas descerão para mim.

Cássio levantou-se, arrumou cuidadosamente a cadeira junto à mesa, chegou perto de Tom e sussurrou:

– Eu sou o Cássio da vida real e este Cássio não é mau, insisto. Você deve se considerar feliz porque não quero seu dinheiro. Aproveite a vida, Tom! Aproveite os restaurantes! Aproveite os banquetes e aproveite as companhias agradáveis que você tem em eventos gastronômicos memoráveis. Ou, pelo menos, enquanto você puder, porque agora a sua mente foi contaminada pelo “Efeito Cássio”, Tom. Poderá levar dias, semanas ou meses para que ele domine completamente, tal como um vírus lentamente consumindo sua mente, Tom! Toda vez que você estiver perto de garfos e facas, seu corpo os atrairá e eles irão te picar. Nada realmente sério, nada mortal, nada como Cássio no filme. Mas, você pode imaginar a inconveniência e o ridículo quando você pedir talheres de plástico em restaurantes sofisticados, Tom?

Cássio preparou-se para sair, virou-se e disse:

– A propósito, Tom, sinto muito em te dizer que não pratiquei uma maneira de reverter o efeito e que “O Grande Cássio”, a partir deste momento, está abandonando os palcos!

– Bom apetite, Tom!


Celso Bressan

Eis a questão: Um fotógrafo prosador ou um prosador fotógrafo? Detalhes da Vida ilustradas com minhas próprias fotos ou minhas fotos com legendas da Vida?.
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/literatura// //Celso Bressan