Susiane Canal

Uma incorrigível sonhadora que, ao perder-se nas palavras, busca encontrar um sentido para sua existência.

PERMITIR-SE DESABAR

A nossa caminhada pela vida necessita que, vez ou outra, façamos pausas para descarregar parte do que não serve mais...


encolhida.jpg

Às vezes dá vontade apenas de se encolher num canto qualquer, quentinho, e se deixar transbordar

Dá vontade de permanecer horas em posição fetal permitindo-se sentir toda a tristeza que habita o coração

Dá vontade de pedir um tempo ao mundo e à vida para, apenas e tão somente, desabar

Dá vontade de se autorizar derramar todo o rio de lágrimas que habita o interior

Vivenciar a dor em todos os seus espectros, formas, cores e intensidades

Pelos mais diversos motivos, ou por motivo nenhum.

Respeitar o íntimo limite de tolerância com coisas, pessoas ou fatos que não nos fazem bem

Entender que, se não o fizer, será bem pior

Essa coisa toda uma hora entrará em erupção

E, tal como a larva de um vulcão, causará estragos em todo o entorno

Envolverá, talvez, até quem não mereça.

Melhor, então, não resistir

Sistematicamente recolher-se em seu casulo

E, tão somente com a sua própria nobre presença

Resgatar a solitude perdida

Permitir-se sentir todo o turbilhão de emoções que não cabe mais dentro de si

E, em silêncio, amigar-se a ele

Acariciá-lo, vivê-lo, degustá-lo em doses suaves e intensas

Embriagar-se e entorpecer-se até onde as forças permitirem

Para, então e finalmente, deixá-lo partir

E, assim, sentir-se mais leve e com a sanidade parcialmente recuperada

Até a próxima sessão.


Susiane Canal

Uma incorrigível sonhadora que, ao perder-se nas palavras, busca encontrar um sentido para sua existência..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Susiane Canal