Susiane Canal

Uma incorrigível sonhadora que, ao perder-se nas palavras, busca encontrar um sentido para sua existência.

SOBRE SONHOS E DEFINIÇÕES

Abandonar a ideia de que a vida tenha fases, idades ou momentos certos para o que quer que seja. Entender que nada é definitivo, tudo pode ser transformado a qualquer tempo. Entregar-se às oportunidades apresentadas. Mudar de opinião, de rumo, de sonho. Deliciar-se com o que já se possui. Abandonar a seriedade. Entregar-se a devaneios.


Thumbnail image for voo.jpg

A vida não é algo estanque, cheio de fases que devem ser bem cumpridas para que se possa passar para a próxima...

Não precisamos realizar todas as bizarrices na infância, todas as loucuras na juventude e tomar todas as decisões na “idade média”... Tudo não precisa estar devidamente e definitivamente definido em nossa vida até os 30 ou 40 anos: casamento, profissão, casa, etc...

Do contrário, o que sobraria para depois?! A vida seria mais uns 40, 50 anos de pura chatice? Mesmo que fossem apenas 10, o que iríamos fazer nesse tempo, que desafios vencer, com o que nos ocupar?

Não adianta, o “felizes para sempre” dos contos de fada é pura enganação... É por isso que essas histórias não tem continuação, senão apresentariam problemas, mudanças de profissão, disputas sobre guarda dos filhos, desemprego, e aí não teria graça nenhuma... Tal como nas novelas: no último capítulo todo mundo, ao mesmo tempo, fica bem, resolvido e com um par, pura mágica, felizes para sempre, acabou, não temos mais nada para contar!

É claro que devemos tentar viver da melhor forma possível agora, não deixar para daqui a alguns anos a felicidade e realização que podem ser sentidas hoje, mas ficar se angustiando por tudo não estar como gostaríamos só vai tornar o mundo mais cinza...

Não está realizado profissionalmente, não ganha o que gostaria, ainda não encontrou o que ama fazer? Paciência, pelo menos você encontrou um parceiro legal e tem amigos divertidos, garanto que dá para viver muito feliz assim! Uma hora o sucesso no trabalho vai chegar, basta ter fé e perseverança, o que não pode é se concentrar “na parte vazia do copo”!

As mudanças virão, e nenhum aspecto está imune a elas, quer você queira ou não. As coisas não estão inteiramente nas nossas mãos (na verdade, minimamente!), e será melhor se estivermos de coração aberto para recebê-las! Enquanto isso, vamos aproveitando o que já aconteceu, os sonhos que já se realizaram, as surpresas que foram surgindo, porque outras, certamente, logo aparecerão...

Deixemos o destino nos pregar peças, ao mesmo tempo em que mantemos nossos sonhos ativos: de algo específico ou apenas de que coisas boas aconteçam...

Além isso, vamos nos permitir, regularmente, ser adultos que praticam bizarrices e velhinhos que cometem loucuras, afinal, a vida deve ter graça também, e em todas as fases, das mais fáceis às mais difíceis! Não vamos levar nada tão a sério, não vale a pena!

E lembremos que, quando crianças, tínhamos um cronograma que, provavelmente, não se cumpriu, tal como casar com 18 anos e ter 5 filhos... Os desvio de caminho nem sempre são ruins!


Susiane Canal

Uma incorrigível sonhadora que, ao perder-se nas palavras, busca encontrar um sentido para sua existência..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @destaque, @obvious //Susiane Canal