Susiane Canal

Uma incorrigível sonhadora que, ao perder-se nas palavras, busca encontrar um sentido para sua existência.

desassossegos meus

"Hoje mergulho no desassossego! Vou solitário, individualista... na busca de uma revolução que seja só minha."

(Kléber Novartes)


desass III.jpg

Minha alma é uma desassossegada inata

Está sempre à busca de algo que nem sabe ao certo o que é

Não se contenta com explicações superficiais

Com um não-sentido para as coisas

Tem a necessidade de estar ligada a algo superior

Aperfeiçoar-se, expandir-se, resplandecer...

Meu corpo, também, sempre foi desassossegado

Ele quer movimento, mas ao mesmo tempo se exaure com tantas inquietações

Desacomoda-se com qualquer possibilidade de vida medíocre

E dia a dia me exige mais cuidado, mais dedicação, mais conteúdo de qualidade

Além de me cobrar um preço alto pelos outros desassossegos todos...

Minha mente, então, é um desassossego só

Ela conversa consigo mesma, cogita hipóteses

Antevê acontecimentos, testa possibilidades

Questiona padrões por ela mesmo impostos

Às vezes, me tonteia e me controla...

Não entende que, assim, me esgota.

desasossego I.jpg

Meu coração, tadinho, é o único que me traz paz

Basta parar com tudo, e prestar atenção somente nele, que o sossego logo vem

E, ainda que por um breve período, me sinto plena, serena e preenchida

Nada mais importa, nada é tão grave assim, tudo passa...

E percebo, então, que tudo que preciso está dentro dele

Que há uma fortaleza dentro de mim

Cheia de luz, de silêncio e, sobretudo, de amor

Fácil e plenamente acessível...

Todavia, os borbulhos insistem em voltar

E me tiram da imensidão

Me arrancam das sutilezas, me sequestram a simplicidade

Me atormentam, e me confundem

Me cegam, novamente...

Então, eis o grande desafio da minha vida:

Distinguir-me e desligar-me da minha mente

Relaxar, assim, o meu corpo

E dar paz, enfim, à minha alma, através do meu coração...

Mergulhando na imensidão do amor que mora em meu íntimo

E mantendo-me nas suas profundas e cristalinas águas pelo máximo de tempo possível

Iluminando-me, transcendendo-me e unindo-me à luz maior que a todos é inerente

Dando sentido aos desassossegos todos, enfim...

desass VI.jpg


Susiane Canal

Uma incorrigível sonhadora que, ao perder-se nas palavras, busca encontrar um sentido para sua existência..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// //Susiane Canal