dividindo opiniões

Cinema, Literatura, Viagens e Afins...

Alessandra Marchi Carrasco

Escritora e cineasta. Formada em Letras Português e Grego e mestre em Filosofia Grega pela USP. Estudou cinema em Berlin. Atualmente em Londres, escreve um pouco sobre tudo, em especial ficção, crítica de filmes / livros e opiniões.

  • Nada_montage.jpg
    Como viver se nada importa?

    Nada é um livro polêmico, principalmente se pensarmos que se enquadra na categoria jovens adultos, mas é um livro belo e cheio de verdades sobre o ser humano e suas questões. Na busca pelo sentido da vida, um grupo de adolescentes começa a abrir mão da sua inocência e a entrar na fase adulta. Mas parece que quanto mais perto de alcançar o sentido eles chegam, mais nada parece importar.

  • Cena_final.jpg
    Temos que viver enquanto ainda somos jovens

    O filme Enquanto ainda somos jovens (While We're Young) de uma forma tragicômica apresenta um casal de meia idade sem filhos, que tenta mascarar suas frustrações e dificuldades saindo com um casal na faixa dos vinte. É uma comédia clichê, porém, se deixarmos o preconceito de lado, no final pode se ter uma reflexão profunda e verdadeira sobre a passagem do tempo e como podemos nos enganar sobre nós mesmos.

  • TOM_04.jpg
    De galã a morador de rua: “Time out of mind” o novo filme de Richard Gere

    Há atores que são versáteis, que mudam tanto a cada personagem que, dificilmente, o identificamos com uma coisa só. Há, também, aqueles que incorporam determinado estereotipo de tal modo que parecem viver o mesmo personagem filme após filme. Para mim, Richard Gere era desse segundo tipo, o verdadeiro galã, rico e charmoso. Sua figura ficou tão marcada como o milionário príncipe encantado de Uma Linda Mulher que parecia que nenhum outro papel fosse-lhe possível. Mas, o tempo passa, todos envelhecem. Tive uma boa surpresa ao assistir Time Out of Mind, filme no qual Richard Gere vive George, um morador de rua, com algum problema mental, bêbado e que tenta se reaproximar da filha problemática.

  • Venus_Introduction.jpg
    Quando a encenação e a realidade se misturam no novo filme de Polanski

    Quase dois anos após sua exibição em Cannes, chega aos cinemas brasileiros o novo filme de Roman Polanski La Vénus à la Fourrure (A Pele de Vênus). Uma adaptação da peça homônima da Broodway, inspirada num livro do autor austríaco Leopoldo von Sacher-Masoch, cujo nome inspirou o termo “sadomasoquismo”.

  • FrankandJohn.jpg
    Seria Frank um gênio ou um louco?!

    Um jovem em busca de sucesso musical e uma banda experimental liderada por um homem com uma cabeça de papel machê são os polos opostos que se encontram no alternativo filme Frank. A partir de estereótipos divergentes o filme mostra a dificuldade de se encaixar e a facilidade de se perder quando se tenta fazer parte de algum grupo.

  • STORIES-WE-TELL-MP-and-SP-in-studio-590x331.jpg
    Como contar uma história?!

    O documentário Stories we tell mistura memórias, opiniões e estilos cinematográficos para contar uma história de família, provando que a arte pode ser intimista e pessoal e que toda história/memória tem verdades diversas e às vezes conflitantes.

  • greatbeauty2.jpg
    Em busca d’A Grande Beleza

    O filme italiano a Grande Beleza discute de uma forma não muito convencional a diferença entre aparência e essência. Jep Gambardella, o protagonista, nos seus 65 anos reflete sobre sua vida de uma forma leve e descompromissada e busca finalmente transcender aquilo que o impediu de escrever mais de um livro em toda sua vida, usando como pano de fundo a bela cidade de Roma, Jep retoma sua busca pela “grande beleza”.