doce calÇada

Sobre o tablado da vida urbana.

Ítalo Sérgio

Um esperançoso...

Parklets: Extensões das calçadas

Da série Cidade para Pessoas, as ampliações efêmeras dos passeios públicos e o uso do espaço coletivo.


131009_parklet+render.jpg Sagan Piechota Architecture

Está na pauta do dia a divulgação da boa prática urbana, mais precisamente, como requalificar o simples uso das calçadas. Em tempos de “esquecimento” do passeio público como forma de convívio social, ou de maneira mais direta, da real exclusão das atividades humanas na rua, uma inteligente intervenção vem sendo aplicada nas grandes cidades brasileiras para incentivar a vivência coletiva fora dos segregativos muros, o chamado Parklet.

As aplicações iniciais e o termo, surgiram recentemente em São Francisco, nos Estados Unidos, no final da primeira década do nosso século com a intenção generosa de repensar a utilização dos extintos espaços públicos através da simples proposta de criar uma mini praça como ampliação da calçada.

O conceito do Parklet é bastante direto, visa a apropriação do espaço urbano coletivo pelas pessoas e para as pessoas. Sua instalação enaltece um vasto conjunto de relações sociais, abrigando conversas formais e informais, estendendo a diversidade da calçada, e de maneira indireta, como consequência de mais olhos nas ruas, tornando o meio público mais seguro, vivo, saudável, descontraído, leve e surpreendentemente belo. A implantação dessa área de convívio, tangencia o passeio de pedestres ocupando uma ou duas vagas de estacionamento, permitindo a criação de um mobiliário urbano diverso e com traços artísticos, ainda tão raros no meio citadino atual.

15043225.jpeg Revista "Guia Folha"

O programa de um Parklet inclui elementos simples, contendo apenas assentos e vasos com plantas, ou mais complexos, que acrescentam também bicicletário, mesas, objetos de recreação, coberturas móveis e outros equipamentos de uso coletivo. Do mesmo modo acontece com o material que estrutura essa mini praça, que pode ser do modesto pallet ou caixote, até a mais nobre madeira. Ambos são fatores que influenciam o valor da execução, com baixíssimo ou elevado custo.

cropped-a_parkletzv.jpg Instituto Mobilidade Verde Mas o real intuito do artigo é manter acesa a esperança de cidades com espaços públicos mais vivos, habitados por pessoas interativas, repleta de conversas essencialmente bobas, construtivas, saudáveis e informais. O ser humano interioriza as palavras, enquanto a rua perde a vida. Saudades daquilo que poderemos viver.


Ítalo Sérgio

Um esperançoso....
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/arquitetura// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Ítalo Sérgio