doce menina

a essência daquilo que se é

natally rodrigues

Um ser humano aprendiz da vida, do mundo, das sensações, um ponto sem fim regido pela arte.

a realidade é a história de a bela e a fera

A magia de “a bela e a fera” é a magia da resiliência. Enxergar o melhor da vida mesmo diante do caos, do trágico, do triste, e se manter firme dando e recebendo amor. Um filme que mesmo tão mágico não foge da realidade e traz em si o poder do amor, da fé, do sentimento, da coragem.


bela-e-a-fera-8.jpg

Engana-se quem pensa que “a bela e a fera” não passa de um filme sobre príncipe e camponesa romantizados. Na verdade, o novo live-action da Disney apresenta uma realidade mágica muito próxima da nossa realidade caótica.

​Bela, a garota intelectual que é denominada esquisita por quem a conhece. Isso só porque a menina gosta de ler num lugar onde as pessoas são analfabetas e acham que ler é uma tremenda bobagem. Agora, me diga, quantas e quantas pessoas são chamadas de esquisitas e vistas como anormais, pois não seguem o que a sociedade vê como normal? Inúmeras? Quantas vezes a sociedade não é capaz de ser empática com a realidade do outro?

​Somos todos Bela quando somos julgados por sermos quem somos. Somos todos Bela quando deixamos o amor prevalecer em nosso coração e em nossa vida. Somos todos Bela quando somos corajosos, quando buscamos o que queremos, quando achamos que não nos encaixamos, quando amamos a literatura, quando odiamos injustiças, quando preferimos ser rosa ao lado de tanto espinho.

​Gaston, esse personagem que nos dá calafrios durante o filme, é visto no mundo real de hoje. Aquele homem que se garante, se acha o melhor, e acredita fielmente que todas as mulheres o deseja. Aquele homem que ataca tudo que o contraria. Aquele homem que deixa um amigo na mão, aquele homem que tem o retrocesso como essência. Há muitos Gaston por aí.

​O romance entre a bela e fera é marcado por duas pessoas que no começo não se dão bem, cada uma pela história própria que levou a ser e a agir de tal maneira. Mas nada melhor que a convivência e a intimidade, não é mesmo? Aos poucos, cada um aprende a lidar com o outro, o sentimento de empatia abre espaço para o sentimento de amor. Juntos aprendem e trocam aprendizados.

​Muito se fala sobre ter uma vida banal, a cada dia que passa nós vivemos em uma sociedade que banaliza mais e mais, tudo é visto como normal. Quantas pessoas não continuam em seu pequeno mundo com medo do que o resto das coisas pode oferecer e então levam uma vida sem grandes vivências? Quantas pessoas não sonham em sair do lugar onde vivem para viverem novas experiências e conhecer o que a vida tem por aí?

​“A bela e a fera” é atemporal, pois retrata o mundo de hoje e representa inúmeros grupos da sociedade. Atemporal, pois mostra pessoas acreditando num líder qualquer e julgando o diferente como errado, tenebroso e que deve morrer. Se você se assusta com a cena em que Gaston e o resto do vilarejo querem matar a fera (que eles nem conhecem) só porque acreditam que ela fará mal para todos, você enxerga que no mundo de hoje muitas pessoas também têm esse tipo de comportamento relacionado a diversos assuntos? ​

A magia de “a bela e a fera” é a magia da resiliência. Enxergar o melhor da vida mesmo diante do caos, do trágico, do triste, e se manter firme dando e recebendo amor. Um filme que mesmo tão mágico não foge da realidade e traz em si o poder do amor, da fé, do sentimento, da coragem.

​Emocionante. Bonito. Artístico. Real. A obra a bela e a fera tem o poder de encantar e ainda trazer reflexões para depois da sala escura. Veio em boa hora, pois ainda faz com que nos mantenhamos firmes e crentes na força do amor para com o resto do mundo, e que não há nada mais mágico e doce que sentir o outro, tocar e ser tocado. Sobre os sentimentos bons do mundo, sobre pessoas, sobre acontecimentos, sobre mim, sobre você, sobre nós: a bela e a fera.


natally rodrigues

Um ser humano aprendiz da vida, do mundo, das sensações, um ponto sem fim regido pela arte..
Saiba como escrever na obvious.
version 13/s/cinema// @obvious, @obvioushp //natally rodrigues
Site Meter