doce menina

a essência daquilo que se é

natally rodrigues

Um ser humano aprendiz da vida, do mundo, das sensações, um ponto sem fim regido pela arte.

acordar se sentindo bagunçada e estar tudo bem

​Podemos acordar bagunçados, podemos nos sentir sem vontade de fazer nada por um dia inteiro. Alguma coisa nós ainda faremos. E nos dias seguintes vamos fazer todas as nossas obrigações e tudo bem. Nossa mente precisa de um dia de descanso, um dia de preguiça, um dia pra ficar a toa enquanto todos os outros dias têm uma correria desesperada.
​Nesse ir e vir que ocorre no passar dos dias, nós devemos ter um momento conosco, um momento de paz, de respirar profundo, de mentalizar coisas boas e renovar a energia. Não precisa se sentir culpado, não precisa achar que está desperdiçando seu tempo. Você não está. Ele não está. Eu não estou. Nós não estamos.


cama-bagunc3a7a1.jpg

Quem nunca acordou bagunçado? Se sentindo perdido, atarefado, não sabendo por onde começar e muito menos como terminar. Quem nunca acordou com uma preguiça da vida e dizendo que hoje não está a fim?

​A inquietude de dias, o trabalho acumulado, as ausências de coisas boas, um vazio. Nos sentimos rodeados e ao mesmo tempo com um certo desânimo de encarar tudo isso que temos a nossa volta. Nos sentimos desgostosos e procuramos alguma coisa que alimente e nos dê forças para prosseguir.

​Só não percebemos que têm dias que merecemos ficar a toa mesmo, fazer absolutamente nada, curtir a nossa indisposição e ficar na nossa, tomar um banho demorado, tirar um cochilo, assistir a um filme, refletir sozinho, ler por prazer ou só ficar deitado.

​Tem dia querendo ser apenas um dia de descanso, um dia de preguiça, um dia sem importunações. Mas nós não nos permitimos ter esse dia de folga e de manha, parece que tudo tem que estar caminhando, tudo tem que estar em movimento. Mas está. O mundo está girando. E em cada canto há gente sendo absurdamente feliz com dias memoráveis e há gente extremamente triste por estar tendo um dia infeliz que só quer esquecer. E há nós, que só queremos ter um dia quieto e fazendo nada de útil perante o reconhecimento da sociedade.

​As pessoas cobram muito de si e acabam perdendo momentos extraordinários por nem sequer se dar conta de tais oportunidades. Acabam perdendo coisas, pessoas, experiências que realmente poderiam fazer a diferença na vida delas. Tudo que foge da normalidade é classificado como aberração, mas talvez seja as aberrações que fazem a vida valer a pena. São elas que sabem aproveitar essa nossa oportunidade, esse nosso presente, literalmente.

​O nada é tão abrangente quanto o tudo, depende de qual significado e valor nós vamos atribuir a cada um. Depende de como nós encaramos o mundo, as pessoas e nós mesmos. Depende se vamos procurar o lado bom e rir ou vamos procurar o lado ruim e reclamar. Por mais que às vezes tenhamos a impressão de estar perdendo tempo, não há tempo que se perde, há tempo que se vive. Tudo tem uma lição, um recado, uma dica. Olhar e compreender são tacadas de mestre.

​Uma vez eu ouvi que aprender é a nossa grande arma evolutiva. Nós devemos conscientizar de que viver é um grande e o melhor aprendizado. A cada dia podemos obter experiências e mais experiências. E pra isso não precisa de muita coisa. São necessárias apenas as relações humanas, necessário olhar pra alguém. Sorrir. Observar. Dialogar. Não evoluímos sozinhos, não vivemos sozinhos. Apenas existimos.

​Podemos acordar bagunçados, podemos nos sentir sem vontade de fazer nada por um dia inteiro. Alguma coisa nós ainda faremos. E nos dias seguintes vamos fazer todas as nossas obrigações e tudo bem. Nossa mente precisa de um dia de descanso, um dia de preguiça, um dia pra ficar a toa enquanto todos os outros dias têm uma correria desesperada. ​Nesse ir e vir que ocorre no passar dos dias, nós devemos ter um momento conosco, um momento de paz, de respirar profundo, de mentalizar coisas boas e renovar a energia. Não precisa se sentir culpado, não precisa achar que está desperdiçando seu tempo. Você não está. Ele não está. Eu não estou. Nós não estamos.

​Somos construídos de altos e baixos. Todo dia tem a sua importância, por mais que não consigamos compreender certos momentos. Podemos respirar profundo e acreditar que tudo ficará bem. Se já não estiver tudo bem.


natally rodrigues

Um ser humano aprendiz da vida, do mundo, das sensações, um ponto sem fim regido pela arte..
Saiba como escrever na obvious.
version 16/s/recortes// @obvious, @obvioushp //natally rodrigues
Site Meter