doce menina

a essência daquilo que se é

natally rodrigues

Um ser humano aprendiz da vida, do mundo, das sensações, um ponto sem fim regido pela arte.

la la land: a vida como ela é

Pra ti que quer se encontrado, pra ti que nunca para de sonhar, pra ti que ama, pra ti que não desiste, pra ti que já foi humilhado, pra ti que quase desistiu, pra ti que vive. Pra ti. La la land é teu retrato, e você é o reflexo mais bonito de um dos melhores filmes da humanidade. Um brinde aos tolos (nós artisticamente humanos).


tumblr_og2tvnqjtr1s7tb62o3_540.gif

A grande produção cinematográfica dos últimos tempos e que vem dando o que falar é la la land. A narrativa traz em si o amor por aquilo que acredita e faz o coração vibrar, contudo há os problemas e os obstáculos. O filme mostra a vida de todos aqueles que acreditam num mundo melhor e que lutam mesmo quando tudo parece estar perdido.

Mia é uma atriz e que ama a atuação desde a infância. Sebastian é um músico amante de jazz. Esses personagens artisticamente vivem suas vidas e quando se encontram tudo muda, era como o que faltava para cada um. Encontrar alguém. É uma coisa que vai além de ser o grande amor da sua vida, pois o mais essencial é a força e a confiança que há entre eles, e isso faz com que os dois se sintam encorajados para fazer o que amam. Aborda, também, sobre as decepções que passamos, e como podemos nos sentir humilhados, mas que isso faz parte da vida, e vivendo essas coisas nós teremos mais experiência, e a partir daí conseguiremos atingir nosso objetivo. Numa temática artística e real, la la land mostra a vida como ela é. Com altos e baixos, felicidade e tristeza, a dor e a delícia de ser o que se é.

Além disso, nós podemos refletir através do filme o quanto a dor, muitas vezes, nos desanima, o quanto dói não conseguir o que queremos e tanto lutamos, nós nos sentimos cansados e exaustos, não queremos mais lutar, pelo contrário, o desânimo é tanto que tentamos nos convencer a uma realidade mais dura e uma vida que só fique em nossos sonhos. E adivinha quem nos tira dessa realidade e desse momento de dor? Aquelas pessoas que amamos e que acreditam tanto em nós que faz com que a gente também passe a acreditar, aquelas pessoas que sabem do nosso potencial, aquelas pessoas positivas, aquelas pessoas que entendem e respeitam o nosso amor e a nossa alma, aquelas pessoas que transitam em nós, aquelas pessoas que não importa o que aconteça e o quanto estejam distantes fisicamente nós saberemos o quanto somos especiais para elas.

Mesmo com tantos obstáculos, nós devemos prosseguir, a vida é um presente, o presente. Agir pensando daqui cinco, dez, quinze anos é muita coisa. É planejar tanto e esquecer-se de aproveitar o agora. Nós somos impulsionados pelas coisas que amamos e acreditamos, se não fere a liberdade de ninguém, por que não continuar até conseguir? Nós refletimos o que pensamos, quem amamos, quem admiramos. Buscar ser verdade no mundo de hoje é tarefa árdua. Não é pra quem quer, e sim pra quem pratica. Agir. Eis a palavra. Ter o medo em si e vencê-lo. Ser além. Ser tu. Ser.

La la land, ainda, nos ensina sobre o amor. Amor é a liberdade de morar no outro. Amor é ter uma história e respeitá-la. Amor é muito mais do que estar perto. Amor é ficar feliz com a felicidade do outro. Amor é torcer pelo outro. Amor não é posse, amor não importa o tempo e a distância, amor é sentir o outro em si. Estamos aqui pra amar, e creio que amar de verdade várias vezes deve ser maravilhoso.

Pra ti que quer se encontrado, pra ti que nunca para de sonhar, pra ti que ama, pra ti que não desiste, pra ti que já foi humilhado, pra ti que quase desistiu, pra ti que vive. Pra ti. La la land é teu retrato, e você é o reflexo mais bonito de um dos melhores filmes da humanidade. Um brinde aos tolos (nós artisticamente humanos).


natally rodrigues

Um ser humano aprendiz da vida, do mundo, das sensações, um ponto sem fim regido pela arte..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @obvious, @obvioushp //natally rodrigues