doce menina

a essência daquilo que se é

natally rodrigues

Um ser humano aprendiz da vida, do mundo, das sensações, um ponto sem fim regido pela arte.

o controle figurativo sobre o tempo e os nossos sonhos

Temos diversidade de possibilidades, maneiras, e escolhas. Nossa sociedade é construída em formas de grupos, mas nós também somos individuais. Somos autênticos, mas, também, cópias. Somos felicidade e dor. Somos luta e sossego. Somos apaixonados, mas odiamos nos apaixonar. Diante de tudo isso, a escolha torna-se difícil. Queremos acreditar que tudo está sob controle, mas não está. Somos feitos de detalhes, e, estes, passam despercebidos. Um desarranjo aqui, outro ali: a sinfonia já trocou, a harmonia já mudou. Assim, o sentimento já não é o mesmo, e estamos em outro ritmo, outra música, outra forma de se expressar.


dbdfbb9b-9842-4d09-bdf2-a907eefa11c3.jpg

Controlar. Nós queremos controlar o tempo, nossas vidas e, até mesmo, o outro. No entanto, nessa busca por controle, muitas vezes não percebemos o que realmente está acontecendo. Isto porque prosseguimos sem pensar o presente.

Constantemente nos deparamos com situações e perguntamos “isso está mesmo acontecendo?”. Esse questionamento é, inconscientemente, uma tentativa de fazer aquela realidade voltar a ser ideia. Quando não conseguimos acreditar que a cena na nossa frente é real, é porque "nada é mais assustador do que um sonho se tornando realidade" (frase da série Sense8). Mas, é bom continuar sonhando, afinal "se não vale a pena correr o risco pelo seu sonho, pelo que vale?” (Sense8).

Temos diversidade de possibilidades, maneiras, e escolhas. Nossa sociedade é construída em formas de grupos, mas nós também somos individuais. Somos autênticos, mas, também, cópias. Somos felicidade e dor. Somos luta e sossego. Somos apaixonados, mas odiamos nos apaixonar. Diante de tudo isso, a escolha torna-se difícil. Queremos acreditar que tudo está sob controle, mas não está. Somos feitos de detalhes, e, estes, passam despercebidos. Um desarranjo aqui, outro ali: a sinfonia já trocou, a harmonia já mudou. Assim, o sentimento já não é o mesmo, e estamos em outro ritmo, outra música, outra forma de se expressar.

Quando um sonho vira realidade, a felicidade não é o primeiro sentimento. Qualquer entusiasmo é anestesiado. O que está sendo vivido parece mentira, surreal, longe de ser presente. E, melhor que concretizar algo que sempre almejou, é ter pessoas para compartilhar. Pessoas que vibram com e por você, aquelas que ficam mais felizes do que você mesmo, que abraçam e vivem aquele sonho contigo. Neste momento, nos sentimos inspirados, e somos inspiração. Não há nada mais lindo do que a troca humana, sentir o outro em si mesmo. Não há nada mais lindo do que a realização, a concretude em si, o seu eu se encontrando e sendo encontrado.

Ainda, há o sentimento de gratidão; por cada momento vivido até ali, sejam bons ou ruins. Gratidão por ver e ter sido visto. Gratidão pelas pessoas que foram passagens, as que foram porto, e outras que ficaram estáticas. Cada contribuição fez com que o objetivo fosse alcançado na base da perseverança e do amor.

E quando o sonho ainda não é realizado? Nós devemos ser resistentes. Acreditar, com todas as forças, que um dia tudo fará sentido e tudo terá valido a pena. Quando surgir a oportunidade, devemos ir. Se nós não investirmos em nossos próprios sonhos, quem o fará?

A vida é um grande tudo ou nada. Para alguns, ela pode ser tudo. Para outros, nada. A vida é uma grande aventura, é a luz do começo do túnel que, com o passar do tempo, nós esquecemos. Nos esquecemos das nossas raízes, de onde viemos, do que somos feitos. É bom se comprometer com o presente sem se esquecer do passado e sem deixar de acreditar no futuro. É bom ir devagar quando se quer chegar longe, porque muitas vezes o "longe" está muito próximo de nós, tão próximo que mal conseguimos enxergar.

De vitórias e derrotas. De amor e ódio. De busca e pausa. De saudade e abraços. De ouvir e dizer. De momentos e momentos. O tempo estará passando e nós tentaremos viver nossos sonhos. Nós conseguiremos e seremos ainda mais gratos. Nós não só fazemos parte da atração de viver, como somos os principais atores e espectadores.


natally rodrigues

Um ser humano aprendiz da vida, do mundo, das sensações, um ponto sem fim regido pela arte..
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// //natally rodrigues