dois bits

neste espaço fazemos reflexões sobre a vida e a liberdade.

Pedro Silveira

escavo a mente atrás de palavras enquanto viajo o máximo que posso.

segunda-feira não é ruim, a gente que faz ela ser

É um fato: todo mundo odeia a segunda-feira. Mas se pararmos para pensar, ela é um dia como outro qualquer. O que faz a gente odiá-la? Será que a culpa é nossa?


Imagem: Wikimedia

É consenso universal: segunda-feira é uma desgraça.

Depois de cinco dias ralando, o final de semana vem como uma anestesia que tira a dor da vida real. Dois dias sem (ou com menos) preocupações, sem ter que acordar cedo, sem ter que se esforçar. Já na sexta à noite entramos num relaxamento incrível e o sábado vem pra nos lembrar como a vida é boa. E aí vem a segunda-feira, como um tiro, e acaba com tudo. Isso não se faz. Só um dia maldito para te tirar do conforto desse jeito.

Agora imagine a vida de uma pessoa que trabalha pela internet, não tem um emprego formal fixo. Ela tem a liberdade de trabalhar nos dias e horários que mais lhe convém, não precisando ficar presa a cronogramas e agendas. Ela pode trabalhar até tarde da noite e acordar tarde no dia seguinte se quiser, pode ralar no domingo e não fazer nada na segunda.

Em termos de trabalho, para ela a segunda é um dia igual ao sábado, que é igual a quinta, que é igual ao domingo.

As pessoas odeiam a segunda-feira porque ela é um choque de realidade. É a lembrança de que ir trabalhar é um martírio, de que ir para o colégio ou para a faculdade é um sacrifício. Mas quando não há essa diferenciação de dias em termos profissionais, não tem nada que torne a segunda-feira desagradável.

A situação profissional é a grande causadora do ódio coletivo à segunda-feira.

Então pode parecer estranho, mas a segunda na verdade é ótima! É o começo de uma nova semana, cheia de possibilidades e com tudo funcionando a todo vapor.

Beleza segunda-feira, vamos lá!

As pessoas não gostam da segunda porque precisam trabalhar ou estudar.

No nosso ultrapassado sistema de ensino as aulas têm horários e dias fixos - dificilmente seu colégio ou faculdade vai te proporcionar alguma flexibilidade. Então se você estuda o caso é um pouco mais complicado. Ainda que você possa pegar matérias da faculdade só a partir de terça, isso não resolveria o problema, já que você apenas transferiria seu ódio da segunda para a terça. Tem duas coisas que você pode fazer, mas antes vamos falar de trabalho.

Se você trabalha, há outros caminhos. O clichê é afirmar que você pode trocar de trabalho e encontrar um que goste, assim passando a ansiar pela segunda-feira, não a odiá-la. Isso é verdade, mas ainda que seja possível muitas vezes essa mudança é difícil. Qual a alternativa?

Se suas funções permitirem, um caminho pode ser negociar com seu empregador um dia da semana para trabalhar de casa (e escolher a segunda). Assim você começa a segunda-feira trabalhando, mas sem precisar encarar o estresse do escritório. Isso é mais fácil do que parece! Na verdade, existe até um passo-a-passo de como negociar com a sua empresa para trabalhar alguns dias de casa. Trabalhando de casa muitos dos problemas que tornam a segunda-feira odiosa somem - você não pega trânsito, por exemplo.

Se fazer qualquer mudança em termos profissionais ou nos seus estudos está fora de cogitação, você ainda tem duas cartas na manga para melhorar sua segunda-feira.

A primeira é marcar para segunda alguma coisa que você goste muito. Você pode marcar uma pelada com os amigos para toda segunda, fazer aulas de algo que ame ou até tornar um ritual sair com os colegas de trabalho para tomar uma cerveja neste dia. Assegurando um elemento bem positivo logo no seu começo de semana, você terá ao menos um motivo para olhar a segunda-feira com outros olhos.

Se nada disso funcionar, a solução é mudar a sua mentalidade. Pense numa pilha de louças sujas na sua casa. Você precisa lavar a louça toda? Sim. Você quer lavar a louça? Não. Mas também não tem nada mais que você possa fazer. A louça não vai se lavar sozinha, tampouco vai sair andando. Portanto, seu mau humor em relação à louça suja só vai piorar as coisas para você. Você estará consumindo um sentimento negativo que não vai levar a absolutamente nada. Então gire a chave. Passe a encarar a louça suja como uma oportunidade de pensar um pouco na vida enquanto lava, ou pelo menos de deixar a sua casa mais limpa e organizada. Ou coloque uma playlist que você goste e ouça suas músicas preferidas enquanto lava. Sem alterar o fato de que a louça precisa ser lavada - e de que você precisa trabalhar/estudar na segunda - é possível tornar o fato mais agradável. Basta mudar a forma de encarar as coisas. Isso faz bem, pode acreditar.

Nessa segunda eu vou sorrir o dia inteiro

Os dias são feitos por nós. Se algum deles é uma desgraça, em geral a culpa é nossa. Se nossas segundas-feiras são sempre um fardo, se passamos os 5 dias da semana torcendo pela sexta à noite, é por decisões e escolhas que fizemos que nos levaram até essa situação.

Portanto, a segunda-feira não é ruim, a gente que faz ela ser.

A boa notícia é que mudar muitas vezes só depende de você.

Artigo originalmente publicado em "Segunda-feira não é ruim, a gente que faz ela ser".


Pedro Silveira

escavo a mente atrás de palavras enquanto viajo o máximo que posso..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/sociedade// @obvious //Pedro Silveira