Rafael Oliveira

Publicitario, um apaixonado pela arte de contar e conhecer historias. Sou viciado em livros e cinema, procurando sempre enxergar as mensagens mais profundas que se pode aprender com eles. Apaixonado pela vida e pela arte de viver.

Pi e os monstros internos

Todo mundo possui um monstro interior. O que você precisa é dominá-lo.


pi.jpg

As aventuras de Pi é um filme que merece ser visto diversas vezes, pois a mensagem que ele passa tem muito em comum com aquilo que nós mesmo vivemos em nossa rotina. Ao ficar em alto mar após ver o navio que levava a sua família afundar, o jovem Pi acaba tendo que enfrentar os seu monstro interior, que apareceu na forma da raiva, na sua fome pela sobrevivência, na tristeza que sentiu ao perder a família. Pois é, nós também possuímos monstros interiores, onde ele se manifesta de maneiras diferentes, variando de pessoa para pessoa. Alguns percebem esse monstro dentro de si, outros colocam a culpa nas pessoas ou circunstâncias, mas na realidade ele esta dentro de nós. É como diziam os mais antigos, é o nosso Leão de cada dia.

Algumas pessoas chamam esse monstro de ciumes, pois existem pessoas que são doentias ao ponto de ver problemas em tudo. Outras são dominadas pela raiva e se não se cuidarem acabam fazendo até besteiras. Alguns chegam a enfrentar esse monstro pelo nome de depressão ou ansiedade. Na realidade esses monstros internos são nada mais nada menos que nossas emoções querendo sair para fora, querendo tomar o controle e dominar as nossas atitudes. Se nós não tomarmos atitude essas emoções acabam destruindo a nossa vida. Não pense que temos como matar tais emoções, pois não conseguiremos, já que elas fazem parte de nós. O nosso plano de ação deve ser para dominar as emoções e não apagá-las, até porque as emoções fazem parte da vida.

No filme o próprio Pi depois de muita luta percebeu que não adiantava combater suas emoções, era necessário domá-la, e isso é feito aos poucos, é um dia de cada vez. O nosso problema é que queremos tudo para já, para ontem. Quando queremos resolver nossos problemas de forma ansiosa acabamos por piorar o problema e nos desanimamos por não obter resultados. É na calmaria e na paz que se resolve as coisas, não podemos nos viciar nesse mundo atual que prega a correria e a competição. A primeira coisa que você deve fazer é descobrir qual é o seu monstro, para então se preparar para dominá-lo, pois ele precisa saber que quem manda é você.

Nenhuma pessoa tem o poder de acabar com a sua vida, nenhuma situação ou circunstância tem o poder para por fim nos seus sonhos, nenhuma emoção conflitante pode travar a sua vida. As vezes esperamos que tudo se resolva como que por um milagre, mas a vida é resolvida na maioria das vezes com uma ação de nossa parte, com uma decisão de encarar o problema de frente. Pi lutou durante dias no mar contra seu monstro interior. Ele gritou, ele chorou, mas venceu e nunca mais foi o mesmo, tendo ainda história para contar no final. É isso, o resultado final é que depois de dominar o seu monstro você nunca mais é o mesmo, se sente mais livre e terá histórias para contar e assim poderá ajudar outras pessoa.


Rafael Oliveira

Publicitario, um apaixonado pela arte de contar e conhecer historias. Sou viciado em livros e cinema, procurando sempre enxergar as mensagens mais profundas que se pode aprender com eles. Apaixonado pela vida e pela arte de viver..
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/cinema// @obvious //Rafael Oliveira