entre inquietações

Sem a tranquilidade da acomodação

Bia Lopes

Autora do blog Conversa de Gente Fina e do Livro Incondicional. Publicitária e escorpiana, não necessariamente nessa ordem. Coleciono paixões, as maiores delas pela escrita, música e cinema. Inquieta por natureza e sonhadora incorrigível. De passagem por este mundo, tentando, aprendendo, vivendo.

  • Nuestros Amantes.jpg
    Nuestros Amantes - Quando o Amor Decide Jogar

    Quando a literatura é uma grande paixão ela pode abrir portas para outra ainda maior.

  • dark-netflix.jpg
    Dark e a inquietante (e perigosa) viagem no tempo

    E se você pudesse viajar pelo tempo, o que faria?

  • Passeio-Turistíco-Mangue-Seco-receptivo24h-3.jpg
    Tieta do Agreste, tua luz é toda nossa

    Uma pequena cidade, uma grande mulher. Tieta está para o Agreste como Madonna para o mundo: revolucionária, questionadora, à frente de seu tempo. E, claro, assim como uns se encantam, outros se chocam, afinal, uma mulher que se recusa a seguir os padrões e convenções sociais é uma pedra no sapato dos velhos defensores da moral e dos bons costumes. Mas o que realmente são a moral e os bons costumes?

  • Big Little Lies.jpg
    Big Little Lies, dramas do universo feminino

    Para quem gosta de acompanhar séries e não tem muito tempo para vê-las é uma ótima pedida: Big Little Lies tem até agora apenas uma temporada com 7 episódios que, cá entre nós, valem muito o nosso tempo. Sem grandes focos em romance e sem lembrar comédias românticas, a série fala ainda sobre traição, culpa, sexo e muitos dos conflitos vividos por nós, mulheres, além de nos fazer refletir sobre o que realmente vale a pena na vida.

  • 18356519_xl-e1418051878485.jpg
    O perigoso caminho da vida mais ou menos

    Contentar-se com o pouco é aceitar que não se merece muito. A questão é: você é feliz com o que tem? Você tem tudo o que sempre quis? Se você se sente feliz, ótimo. Deixa como está. Mas se você vive frustrado, mal humorado, estressado e toda a sorte de qualidades negativas por pura infelicidade, então por que cargas d'água você não chuta esse balde e recomeça essa história?

  • mulher-de-sorriso-que-consola-seu-salientou-namorado_1262-1174.jpg
    Ocupe apenas o espaço que te cabe

    Às vezes somos excessivos. Queremos atenção e tentamos dividir tudo, cada detalhe do nosso dia, como se as pessoas fossem nosso “querido diário” e estivessem ali sempre dispostas. Algumas até estão, mas são humanas, um dia estarão na correria, no trânsito, no trabalho, a panela no fogo, criança chorando, aquele relatório que não deu tempo entregar ou seja lá qual for a circunstância da vida em que não poderão nos dar a sua plena e imediata compreensão. E aí? Saberemos entender que é a nossa vez de ouvir?

  • IMG_8987A.jpg
    Não leia esse texto

    Não leia esse texto. Ainda há tempo de desistir. Há coisas que você não deve saber e eu não quero ser portadora de más notícias. Na verdade esse é um texto bem realista. É sobre o que você não gosta, mas tem que fazer. Sobre gente que você não suporta, mas tem que aturar. Sobre machucados, hematomas e feridas. Esse é um texto sobre a vida.

  • big_1471740181_image.jpg
    Like a Prayer: polêmica e questionamentos sociais em um single que marcou os anos 80

    Na música, guitarras que se misturam a um enigmático canto gospel. No vídeo, uma jovem católica que presencia o assassinato de outra jovem e procura abrigo em uma igreja. Cruzes incendiadas que remetem à ku klux klan, homens brancos cometem um crime e, em seu lugar, um jovem negro é preso. Uma religiosidade exagerada, obsessiva, que faz com que a única figura masculina na vida da jovem seja a de Deus. Essa é Like a Prayer, cheia de polêmica em sua letra e na composição de seu videoclipe no contexto de uma sociedade que gritava por liberdade, mas ainda estava presa a amarras pra lá de tradicionais e longe de pensar em questioná-las.

  • Obvious.JPG
    Vítima ou vencedor: qual o seu papel na vida?

    Você pode escolher entre reclamar ou enfrentar, desistir ou construir uma grande história. A vida não vai passar a mão na sua cabeça e aliviar as coisas apenas porque você acha que é menos capaz do que os outros, porque não, você não é. Tudo é apenas uma questão de como você se enxerga e de como é a sua relação com o mundo. No grande espetáculo da vida há dois papéis principais - as vítimas e os vencedores. E você, já descobriu qual é o seu?

  • Sededequê.jpg
    Você tem sede de quê?

    Queremos plenitude e o poder de lutar para que tudo mude. Não fomos feitos para ser metade, nem para nos contentar com migalhas. Queremos uma vida estável, tempo favorável, um sistema sem falhas.

    A música "Comida", dos Titãs, traz uma perfeita definição da necessidade de todos nós, brasileiros. Ontem, hoje, sempre.

  • 15218739_1190116487746450_1444126964_n.jpg
    Despedida: chegou a hora. E agora?

    A vida nos pega de surpresa, não importa quantos planos façamos nem o quanto queiramos isso ou aquilo, as coisas acontecerão quase sempre diferentes do que poderíamos imaginar. O pneu fura na estrada deserta ou em meio ao caos do trânsito, aquele funcionário que parecia essencial foi demitido quando você menos esperava e o namoro, quem diria, fazíamos planos até mesmo de casar, acabou.

  • garoto-in-foco65.png
    O incrível poder do fracasso

    Fracassamos e simplesmente não sabemos lidar. Vamos ao fundo do poço por causa de uma disciplina reprovada, de um leite derramado, um café mais amargo que o de costume, uma discussão com o namorado. Jogamos fora um dia inteiro porque cedinho, no início dele, perdemos um ônibus. A chuva que caiu inesperadamente, a chave perdida, o compromisso adiado. Seja lá o que for que deu errado, desabamos. É... Não estamos sabendo lidar.

  • IMG_6888.JPG
    Confiar ou terminar? (e esqueça o celular)

    Confiança é a base para qualquer relação. A frase é clichê, porém verdadeira. Não há como construir uma relação sólida, estável, harmônica, se falta esse pilar. É como uma casa sem alicerce, não se sustenta. E o pior: antes de cair vai dando sinais de que alguma coisa não tá bem, vai rachar, balançar, até que aconteça o desastre maior. E sinceramente, é isso o que você quer para você?

  • IMG_2011-1.JPG
    A quem pertence a verdade?

    Desaprendemos a discutir, não sabemos mais trocar ideias. Nos transformamos em crianças birrentas que, quando contrariadas, gritam, esperneiam e... Batem. As redes sociais que deveriam nos aproximar viraram campo de batalha e disseminação do ódio. E só pra lembrar: intolerância virtual também é violência.

  • IMG_6982.JPG
    Pensamentos e você, quem está no controle?

    Você já se fez essa pergunta? De uma maneira geral, você controla seus pensamentos ou acaba se deixando controlar por eles?