Lucas B. Friedmann

‎"I want to stay as close to the border as I can without going over.
Out on the edge you see all kinds of things you can't see from the center." Kurt Vonnegut (1922-2007)

Eu escrevo porque (eu não entendo e nem sei como explicar) era
o que eu sempre quis fazer, mesmo antes de saber escrever

acreditei que ser infeliz ao seu lado era minha única opção

É engraçado até ver isso agora, quando já recuperei plenamente a minha lucidez. É engraçado perceber que eu acreditei durante tempo demais que (como diz aquela música) ser infeliz ao seu lado era a minha única opção!


Os nossos primeiros meses juntos foram de uma felicidade inebriante. Quando os nossos olhos se cruzavam eu parecia sentir dentro de mim uma enxurrada de endorfinas que me diziam que você deveria ser o meu futuro. Mas as nossas diferenças entre nós, e o modo como reagíamos dia após dia a essas diferenças, se tornaram importantes. E nós não percebemos.

Em alguns anos, eu estava enredado em seus jogos diários que, com alguma perversidade, minavam meu ímpeto de seguir adiante com otimismo. Em alguns anos, você se atrelava com muita habilidade nas minhas dificuldades de usar a palavra "não" e de controlar os nossos gastos. Eu e você caímos nas nossas próprias armadilhas. Para o que era positivo e para o que poderia ser negativo.

179693176-inside.jpg

Aquele desejo inicial de que tudo desse certo (e o que realmente significa dar certo?) acabou se tornando uma prisão na qual vivíamos um cotidiano infernal em troca de um sonho que já sabíamos não se realizaria mas que insistíamos em viver porque abrir mão daquilo poderia ser interpretado não como um alívio daquilo tudo mas como um ultraje ao que entendíamos como sendo o amor.

Enfim... eu acreditei que ser infeliz ao seu lado era minha única opção. Eu me convenci disso, com sua contribuição expressiva ao ponto de você poder ser indicada como minha cúmplice. E você acreditou que ser infeliz ao meu lado era sua única opção. Eu te convenci disso e você me ajudou muito a ser convencida que esse inferno seria o melhor para nós dois.

Nós dois sonhamos que nós juntos poderíamos ser mais do que nós dois simplesmente somados. Esse sonho se tornou mais importante do que as nossas próprias vidas e mesmo do que a nossa vida em comum. Esse sonho se tornou uma jaula, uma cadeia. Nós queríamos tanto viver esse sonho que nós nos impusemos alguns anos de profunda infelicidade em comum.

Felizmente, nós conseguimos fugir dessa armadilha!


Lucas B. Friedmann

‎"I want to stay as close to the border as I can without going over. Out on the edge you see all kinds of things you can't see from the center." Kurt Vonnegut (1922-2007) Eu escrevo porque (eu não entendo e nem sei como explicar) era o que eu sempre quis fazer, mesmo antes de saber escrever.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious //Lucas B. Friedmann
Site Meter