Lucas B. Friedmann

‎"I want to stay as close to the border as I can without going over.
Out on the edge you see all kinds of things you can't see from the center." Kurt Vonnegut (1922-2007)

Eu escrevo porque (eu não entendo e nem sei como explicar) era
o que eu sempre quis fazer, mesmo antes de saber escrever

uma resposta... negativa?

As tentativas de estabelecer comunicação com civilizações extra terrestres vêm ocorrendo já há algumas décadas e a obtenção de uma resposta era considerada como algo improvável ou inesperado. Ainda mais uma resposta tão direta!


[Comentário publicado em jornal europeu de grande circulação, em 15 de dezembro de 2002, inexplicavelmente relegado ao esquecimento.]

Já não é novidade o grande número de projetos que pretendem identificar vida extra terrestre. Talvez aqueles que envolvam tentativas de contato consigam atingir de modo mais eficaz nossas emoções, pela carga de esperança que carregam. Entretanto, nas últimas semanas, o governo norte-americano vem negando sistematicamente (quando não consegue simplesmente ignorar) uma série de informes divulgados por cientistas e pela maioria das grandes redes de jornalismo. Esses informes apresentam um fato ainda não bem digerido pelo público em geral. Uma resposta do espaço exterior fora surpreendentemente recebida, no mês de agosto deste ano, em idioma inglês e em outros vinte e dois idiomas falados em todo o mundo. E a resposta consistia em apenas uma palavra... NÃO. Uma resposta desconcertante, que mais parece chamar para o diálogo do que simplesmente encerrá-lo, como pode parecer à primeira vista. Resta-nos imaginar por que os extra terrestres que enviaram essa mensagem julgaram viável o esforço (se é que tiveram de despendê-lo) de aprender nossos idiomas para dar uma resposta, em comparação com simplesmente permanecer em silêncio, ou então entrar em contato e trocar experiências, ou quem sabe vir até aqui e escravizar a humanidade ou simplesmente exterminá-la. A menos que tudo isso seja uma fraude, ou que a resposta não tenha mesmo vindo de fora. Quem pode saber?

seti-radio-telescope-parabolic-antenna-search-moon-venus-australia.jpg


Lucas B. Friedmann

‎"I want to stay as close to the border as I can without going over. Out on the edge you see all kinds of things you can't see from the center." Kurt Vonnegut (1922-2007) Eu escrevo porque (eu não entendo e nem sei como explicar) era o que eu sempre quis fazer, mesmo antes de saber escrever.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/literatura// @obvious //Lucas B. Friedmann