escrevendo com a luz

e movendo fotogramas

Julio Benck

Se você leu até o final, significa que consegui captar sua atenção. Muito obrigado e, quando tiver um tempinho, acessa lá meu blog, na parte de notícias ;-)

Aconteceu Perto de Sua Casa e você nem reparou

De vez em quando, o cinema nos reserva surpresas, como o filme Aconteceu Perto da Sua Casa, uma autêntica referência em diversos aspectos. Como bom filme europeu, infelizmente no Brasil só é conhecido pelos aficionados da Sétima Arte.

aconteceu-perto-de-sua-casa.jpg

C’est Arrivé Près de Chez Vous é o título original desse filme belga de 1992 e que não deixa de guardar certa ironia. Por aqui, é conhecido pela tradução quase literal Aconteceu Perto da Sua Casa, e em inglês pelo peculiar título de Man Bites Dog.

Perturbador, como o próprio título em inglês sugere, desperta risos quando o protagonista está entre amigos e conhecidos, exibindo toda sua verve familiar. Num estalo de uma cena para outra, petrificamos quando esse mesmo carinha de perfil amistoso se mostra capaz de estuprar e estripar uma mulher. Somos conduzidos pela produção como se fôssemos marionetes, passando do riso ao horror sem escalas. Uma experiência perturbadora e que poucos filmes conseguem proporcionar. Vencedor do troféu André Cavens de melhor filme pela Associação de Críticos de Cinema da Bélgica, tem como idealizador e protagonista o bipolar declarado Benoît Poelvoorde. De qualquer maneira, a colaboração que o trio formado por Poelvoorde, Rémy Belvaux e André Bonzel deu ao cinema foi além de um filme até então surpreendente.

Um filme B da melhor qualidade

Para entender melhor o jeitão experimental da produção é preciso resgatar a biografia do diretor Benoît, que em 1992 havia acabado de terminar seus estudos na faculdade de cinema. Aconteceu é, na verdade, um TCC, trabalho de conclusão de curso, feito em parceria com seus colegas Belvaux e Bonzel, além de Vincent Tavier. É consenso que o filme foi inspirado num seriado de TV veiculado na Bélgica de 1985 a 1992, chamado Strip Tease. O nome era uma alusão ao mote da série, que se propunha a mostrar a vida das pessoas na intimidade, como se estivesse desnudando-as.

Há quem afirme que o gênero falso documentário, ou mockumentary, no termo em inglês, tenha dado seus primeiros passos no cinema com a transmissão pelo rádio de A Guerra dos Mundos, de Orson Welles. Pode ser que sim, se como premissa considerarmos estritamente um filme de ficção que tem na sua diegese a pretensão de mostrar fatos reais. 

Nesse sentido, há diferenças conceituais e de temas gritante entre o programa de 1938 e a produção de 1992. A primeira diz respeito à própria origem da obra. A de Orson, se foi declaradamente inspirada na novela homônima de H.G. Wells, na de Poelvoorde partiu-se quase do zero, tomando como referência apenas o programa de TV. Não menos importante, Guerra dos Mundos foi um programa radiofônico, portanto, não dá para apontar seguramente como origem de gênero cinematográfico um programa feito para uma mídia distinta. De qualquer forma, há quem aponte outros filmes como antecessores. O que nos interessaria aqui é apontar um outro mérito da produção, o de ser o carro chefe de um estilo dentro de uma época.

Filmes anteriores

Não se pode esquecer de outros filmes com intuito similar, como Take the Money and Run, de 1969, de Woody Allen, e Zelig, do mesmo diretor, lançado em 1983, além de Entrevista, de Felini e também do lendário diretor italiano, Ensaio de Orquestra. Todas as produções têm uma certa cara de falso documentário, mas exceto Zelig, nenhuma delas é classificada dessa forma com toda a convicção.

Já Aconteceu, se não é comédia, não chega a ser um thriller. Não é também um filme policial, tampouco de ação. Sendo assim, se há claramente uma forma de categorizá-lo é como um falso documentário, único gênero facilmente identificável, e que encontra paralelo em pouquíssimas produções.

E depois, o que veio?

Há críticos de cinema e blogueiros que dizem que Quentin Tarantino teria se inspirado em Aconteceu Perto de Sua Casa ao dirigir Natural Born Killers, Pulp Fiction e True Romance, filmes que seguiram Reservoir Dogs na decada de 1990. É um julgamento equivocado, uma vez que os traços do cinema de Tarantino já estão fortemente marcados em Reservoir Dogs, principalmente o que mais o assemelha a Aconteceu Perto de Sua Casa, a violência. Fora o fato não menos importante de que o lançamento do filme do diretor americano aconteceu em janeiro de 1992; o dos belgas em setembro do mesmo ano.

O que é perfeitamente possível de apontar são os filmes de estética e propostas similares que o sucederam. De todos que podem ser citados, talvez o maior expoente seja A Bruxa de Blair, flagrante e declarado falso documentário de 1999, que custou 35 mil dólares e faturou mais de 107 milhões. Se não há crime nem violência gratuita, há horror e fantasmagoria que chocaram o público na época - a mim, inclusive.

Posteriormente, vieram Borat e Atividade Paranormal, exemplos mais consagrados de mockumentary, independentemente do apelo que carregaram, comédia, horror ou violência. Portanto, Aconteceu Perto de sua Casa é um filme lapidar, que lançou com coragem uma nova forma de fazer cinema, inspirada primeiramente na TV, e que passa à história como um ponto fora da curva de seu tempo.


Julio Benck

Se você leu até o final, significa que consegui captar sua atenção. Muito obrigado e, quando tiver um tempinho, acessa lá meu blog, na parte de notícias ;-).
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/cinema// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Julio Benck
Site Meter