espaço das letras

Universo aberto

Clarice Leão

Brasileira, mineira e artista (bailarina contemporânea, musicista e atriz). Alimenta a fotografia e a escrita como hobbies. Cinéfila, leitora, viajante e viciada em café. Metamorfose ambulante e sobrevivente do cotidiano.

Ética em Tempos Líquidos: possibilidade ou incoerência?

"A ética, por sua essência, não deve ser generalizada por fatores determinantes únicos e globais. Mas sim, relativizada levando em consideração todos os aspectos da sociedade na qual se vigora.".


A sociedade brasileira passa por um momento turbulento e áspero no qual se vivencia a imoralidade, a incerteza, a perda do politicamente correto. O confronto ideológico surge, cada vez mais, reiterando o processo de ignorância coletiva. Tal incompetência é marcada por falhas éticas interdependentes. Porém, primeiramente, o que é ser ético?

A definição de ética vem dos estudos gregos filosóficos. É uma das bases de conhecimento científico que investiga os princípios no comportamento humano (sendo reflexo das normas, prescrições e exortações presentes.). Segundo Herbert Stukart, “A ética não analisa o que o homem faz, como a psicologia e a sociologia, mas o que ele deveria fazer. É um juízo de valores, como virtude, justiça, felicidade, e não um julgamento da realidade”.

03-18-1000x600.jpg

No Brasil, atualmente, há uma magnífica ruptura com os valores acríticos de modelos sociais ultrapassados. Podemos citar a desobrigação dos jovens para com o sistema tradicional que, há séculos, libera uma mancha de intensa desigualdade social, tendência oligárquica, patriarcalismo e racismo. Ao mesmo tempo, alguns aspectos básicos educacionais estão se perdendo rapidamente e, sendo a educação base para a construção da moral, perde-se também o vínculo entre o indivíduo e o grupo, entre os pequenos corpos sociais e a universalidade.

Hábitos que podem favorecer um ser humano ético e, além disso, construí-lo, são esquecidos com a sobreposição de uma cultura sintética sustentada pela velocidade de informações. As novas gerações (as mesmas que estão desconstruindo grandes padrões comportamentais) são predestinadas aos erros cotidianos de princípios. Por exemplo, a relação entre pais e filhos nos mostra como tais valores devem ser trabalhados no dia-a-dia. Na década de 80, existia o jantar em família, os pais buscavam os filhos na escola...

Etica-Na-Politica-1.jpg

A ética em um país não se mutila com 24 horas: é um crime gradual, todavia, grave em todos os momentos. Tal filosofia requer tempo para se constituir firmemente. Tempo este que poucas sociedades no mundo atual respeita. E, por mais que existam, tais sociedades não são imunes da anomia presente nos demais ciclos sociais. Apesar das anormalidades ameaçarem o equilíbrio de um sistema, ainda contribuem para a estruturação de valores.

Disse Luther King, "é errôneo servir-se de meios imorais para alcançar objetivos morais." Porém, o que diria Maquiavel ao contrapor tal ideia em sua célebre frase "Os fins justificam os meios"? A ética, por sua essência, não deve ser generalizada por fatores determinantes únicos e globais. Mas sim, relativizada levando em consideração todos os aspectos da sociedade na qual se vigora.

O Brasil tem motivos para recuperar o seu vigor ético. Mais precisamente, para dar um fim a anos de desvalorização própria e de culto à individualidade. Tornam-se verídicas as preposições de "O Príncipe", mas devemos usá-las sem a concepção de que os fins podem ser individuais. Afinal, por que o país mais rico do mundo deveria se preocupar com vontades efêmeras que não contribuem para o bem-estar civil?


Clarice Leão

Brasileira, mineira e artista (bailarina contemporânea, musicista e atriz). Alimenta a fotografia e a escrita como hobbies. Cinéfila, leitora, viajante e viciada em café. Metamorfose ambulante e sobrevivente do cotidiano. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// @obvious, @obvioushp //Clarice Leão