eulírico

Concepções do mundo

Naílle Conceição

Bem vindo(a) à La Doce Vita de Electra Heart

Marina Diamandis é uma das cantoras indie mais adoradas da atualidade.E uma diva pop que embora subestimada,é a melhor coisa que surgiu nessa área nos últimos tempos.Então, ponha seu coração na bochecha e o amor no bolso,para brindar à doce vita de várias mulheres em uma só: Marina.


eaf6ec68f8d063776062180680c71f43.jpg

Marina Diamandis é uma das cantoras indie mais adoradas da atualidade.Embora seja esnobada por premiações importantes que preferem continuar na zona de conforto, leia-se pop,ela presenteou seus "Diamonds" com três álbuns memoráveis, principalmente o segundo,que trouxe conceito audiovisual de qualidade muito antes do "Beyoncé" e do "Lemonade" darem as caras.Dá o play enquanto lê.

Além deles, Marina possui várias unreleaseds espalhadas pela internet,como sua colega Lana Del Rey.Marina flerta com o pop em algumas de suas canções, como "Primadonna" e já chegou a ser confundida com Katy Perry pelo tom de voz.Mas as dúvidas sobre seu gênero musical se dissiparam no álbum "Froot" que trouxe uma nova era à sua carreira.

69558c77f30c3554e0cc647cdff6ac2d.jpg Uma Marina diferente a cada era,mas o mesmo talento.

A cantora escreve suas próprias músicas, o que é bastante raro hoje em dia e faz delas um diário às vezes,fazendo com que qualquer indivíduo que as ouça,fã ou não se identifique e sinta apoio vindo de uma desconhecida. Em seus shows,a galesa faz com que a atmosfera dialogue com o estilo do álbum que executa.Se for o primeiro,você vai se divertir com cores fortes e luzes metálicas,para viajar para Hollywood e relembrar que não é um robô.

eae13a2c535989021e45e198449979ba.jpg

Se for o segundo,seja bem vindo à vida de Electra Heart,ascensão e queda da Su-Barbie-A que ensinou a todas nós como ser uma Heartbreaker.Arquétipos femininos analisados e expostos para qualquer um que tenha coragem de saber como é o amor de uma mulher e as consequências de quando ele não é bem sucedido.

286017127c95abffeff30b5ec4f7e7f3.jpg

O último vai te levar aos anos 80,cores e sabores para colher as frootas da estação. Em todos eles,uma Marina diferente,mas com o mesmo brilho e dedicação.

c4b059fd727232907f0f88c6cf750454.jpg

Em sua última passagem pelo Brasil,Marina afirmou em entrevista que pensa em dar uma pausa na carreira, pois "cansou de ser uma artista adolescente"-ver isso.Somado ao último trabalho, mostra que a artista quer amadurecer artisticamente e se reinventar, o que trará um frescor ao seu acervo.

Lembro-me que Like a Virgin foi considerado o mais próximo que o pop chegou da arte.Electra Heart pode ser considerado o mais próximo que o indie chegou do pop sem perder suas características e ainda assim ser artístico. Sua personalidade também vale ser lembrada.Marina é extrovertida, sensível, inteligente, como dá pra ver em suas letras("Sex Yeah" maior hino feminista dos últimos tempos,a ironia de How to be a heartbreaker,a análise do simbolo mor do mundo midiático em Hollywood e o lado sombrio da vida medíocre em Valley Of The Dolls). Além disso, seu sorriso contagiante é sua marca registrada,só perdendo para as frootas que ela carrega no seio.

Em tempos de artistas tão iguais que parecem clones,com músicas fáceis e hipersexualização como arsenal,ver alguém que faz um trabalho tão artístico é um sinal de que a música pop ainda pode ter futuro. Por outro lado,a música indie se mostra ainda mais atrativa devido sua originalidade e capacidade de reinvenção, sem medos.Então, ponha seu coração na bochecha e o amor no bolso,para brindar à doce vita de várias mulheres em uma só: Marina.

d02926cc6789bfd5a953b2d68d0e5e98.jpg D I V A


version 1/s/musica// @obvious, @obvioushp //Naílle Conceição