evidence

Um olhar menos apressado a evidências de um silêncio que desenha segredos.

Zeiss Lacerda

Sou seiva de Moçambique, Mestrado em agricultura, docente universitário apaixonado pela academia e viciado pela escrita e pela moda. Gosto de olhares sem pressa e toques suaves. Fragmento meu dia entre cafés com pinceladas de açúcar. Alimento-me de música, invento momentos de solidão mas não me imagino sozinho.
Sentimentos? Só se me causarem sensações.
#The Evidence

  • image.jpeg
    Quando o seu amor mutila seus próprios filhos

    Elogiar desmerecidamente cria falsas expectativas, protecionismo exagerado deixa seu filho mais vulnerável, repreensões constantes a uma criança matam sua autoestima.

  • image.jpeg
    As vezes a solução é deixar ir

    Sabe, aquela coisa que não te faz bem, que torna tua vida mais pesada, ganhe coragem e deixa ir.

  • image.jpeg
    Viver é um acto de coragem

    A vida é feita de incertezas. Nem Deus sabe o que vai acontecer no momento a seguir. OSHO nos explica o verdadeiro significado de CORAGEM. É impressionante a visão de vida deste homem.

  • image.jpeg
    Com o tempo a gente acaba aprendendo...

    As coisas boas da vida são difíceis de conseguir, até mesmo um relacionamento saudável: assim se fala neste mundo. E corremos todos atrás do difícil ou se calhar, das dificuldades, a busca de goles de felicidade. Será mesmo que as coisas fáceis são assim tão desinteressantes? O tempo nos transporta até alguns lugares esclarecedores.

  • image.jpeg
    As 10 verdades para mulheres vítimas de infidelidade masculina

    O que estará por detrás da infidelidade masculina? Será que as vítimas tem alguma culpa? Partilho no texto a minha visão masculina. Não são leis nem mandamentos, são pontos de vista de um ser do sexo oposto.

  • image.jpeg
    Somos novos planetas em órbita à volta da internet

    Minúsculos aparelhos tecnológicos, tão úteis quanto nefastos, sequestram-nos do mundo real e geram um novo sistema planetário, com vida mas dominado por inexistência, com inverdades e pretensões de um perfeccionismo que banaliza o real. Será que as redes sociais realmente socializam?