evolução das ideias

Reflexões na arte da vida

Francisco Julio Xavier

Jornalista por formação, editor do blog Curtirthenovo.com (cultura e entretenimento) e colunista colaborador do Portal Observatório da Imprensa desde 2013. Contribui ainda com a cultura, a poesia e com articulações de ideias políticas e sociais. Apaixonado por café e fissurado em letras e frases. Falam que sou potiguar, e eu digo, sou Universal. Repare bem, Sou universal, sem religião por favor! Pontos de exclamação são fundamentais em minha life, especificamente essas do tipo: parouuu, quero mais café! Ah, no mais, só sei o que eu não sou: conclusivo e corrosivo. Evolução sempre nas ideias. Avante!

|<<: Quer ler textos sobre cultura, música, cinema e poesia? vai em curtirthenovo.com e curte a vontade!:>>>|

Jesus em conversa franca com Dilma

Uma conversa entre Jesus e a presidente Dilma. Muitas coisas para acertar, a alta do dólar é uma delas.


Outro dia estava eu em casa nas primeiras horas da manhã, quando ouço o som estrondoso do meu vizinho a me acordar com uma típica música evangélica.

Mesmo possesso da vida, a letra da música me fez refletir. Acreditem, o refrão falava: “Jesus não é dinheiro, mas é real”.

Confesso que nesse momento não deu para segurar o riso, oh pai inefável, que povo criativo? Fiquei atônico.

O riso foi de imaginar o próprio J. Cristo ouvindo isso, e torcendo a cara.

Jesus e dilma.jpg

hipotético momento

Imediatamente Jesus desce uns vinte degraus a baixo - saindo de de um plano superior, e aterriza em Brasília e convoca de supetão uma prosa com a Dilma do chefe.

- ‘Assim não dá, assim não pode’, resmunga o todo poderoso das galáxias, parafraseando o ex presidente tucano. Não só o Real virou motivo de chacota, eu entrei no bolo? Peraí, dólar alto não é de Deus não, Presidenta!

Dilma sente a ofensa, a ser abordada com o bordão do antecessor do governo petista e logo se explica: - Nada a ver jotinha, temos que avaliar que ‘nunca na história desse país tivemos tantas sacolas, digo, bolsas para alimentar os pobres. Rebate a presidenta com outro bordão. E já temos tanta bronca por aqui, basta a crise politica, não queremos ter problemas com o povo lá de cima, por isso vamos conversar melhor.Estamos articulando aqui em Brasilia para criar a bolsa Zé Carioca.

- Zé Carioca? Que diabos seria isso mulher, tais louca criatura?

- A gente tá reciclando a ideia da Boa vizinhança, céu e o inferno que é Brasília. Sempre deu certo, rebate Dilma.

- Fui descansar no dia dia da eleição no Brasil, deu nisso. Se bem que my mother não vai com a cara do outro, é um 171 de primeira. É o jeito, vou entregar para Mary esse país, cansei, mulher com mulher se entendem. Passa Jesus a bola para sua mãe, Maria, ausente da reunião.

- Mas entenda, tu es brasileiro e sabes disso, o povo quer mudanças e pede e pediu nas eleições: muda mais, muda mais!, responde Dilma.

- Pois é Dilma, ‘muda', es uma ‘filósofa contemporânea'. Você não entendeu a mensagem loca. Muda! xíii! Se liga mulher! Oxê. O impedimento da partida tá rolando. Agora reunião é com o Cunha. Jesus se retira com um sorriso no canto dos lábios.

- Não, se bem que com aquele não tem conversa, pensa ele em voz alta. Jesus pega um pepel e uma caneta e escreve: 'fora Cunha', e sai da sala, vai em direção a dito cujo com os dizeres na mão.

Enquanto isso, ao lado estava São Pedro, ouvindo a conversa e fazendo a ata da reunião, incumbência dada a ele pelo próprio J. Cristo.

sao-pedro.jpg

Com cara de poucos amigos, finaliza a ata com ressalvas.

“Não foi discutido na presente reunião sobre a questão da crise hídrica do país. Eu estando presente, não terei como ser o culpado dessa história.

com a saída do mestre, O discípulo faz comentários.

- Só quis discutir a alta do dólar, rumm. É, ele é assim, quando acorda com a pá virada, faz o maior show de Britney. Lembro-me muito bem do dia que ele chegou no templo quebrando banca, na moral do pai inefável. Só porque ele é socialista, ele pensa que eu não sei. Precisava disso? Só porque os fariseus tavam praticando a arte do capitalismo? Hum, gosto tanto de comunista arruaceiro, resmunga Pedro.

Reunião finda, concluo a ata. No mais, Dilma mulher, melhore!

Obrigado.

Reunião encerrada.


Francisco Julio Xavier

Jornalista por formação, editor do blog Curtirthenovo.com (cultura e entretenimento) e colunista colaborador do Portal Observatório da Imprensa desde 2013. Contribui ainda com a cultura, a poesia e com articulações de ideias políticas e sociais. Apaixonado por café e fissurado em letras e frases. Falam que sou potiguar, e eu digo, sou Universal. Repare bem, Sou universal, sem religião por favor! Pontos de exclamação são fundamentais em minha life, especificamente essas do tipo: parouuu, quero mais café! Ah, no mais, só sei o que eu não sou: conclusivo e corrosivo. Evolução sempre nas ideias. Avante! |>>|.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// //Francisco Julio Xavier