exotopias digitais

Um mosaico de ideias em movimento no espaço digital.

Maira Penteado

Aspirante de jornalista. Amante da Cultura Italiana. Adoro porto Alegre. Ariana com Ascendente em Áries "vivo de amor profundo.".

O corte de Cortella a partir do filósofo Leon Tolstoi

Não adianta ter PROUNI se quem ministra é a elite, pois “os ricos sempre farão tudo pelos pobres, menos descer de suas costas” (Leon Tolstoi). Meu ponto de vista, explico a seguir...


198.jpg Foto: Leon Tolstoi - Fonte: site livros e pessoas

No dia 27 de março de 2015 a presidente chutou na trave, o nome certo era Cortella. Ontem, a presidenta como prefere ser chamada nomeou o novo Ministro da Educação o filósofo e professor Renato Janine Ribeiro. Dilma acertou na escolha em colocar uma pessoa das ciências humanas para tratar de uma questão tão delicada quanto à Educação do país e principalmente escolhendo um filósofo. Mas a meu ver o nome certo seria o também professor e filósofo e com um currículo de acordo com meu ponto de vista mais recomendado para o momento e contexto da realidade brasileira é Mario Sérgio Cortella. Por quê?

Como sugere a filosofia: Vamos pensar um pouco...

Quem sou eu para ousar falar em política enfrentando uma decisão tão forte de uma presidente? Bem, realmente não tenho diploma em ciências políticas, nem sociais e muito menos sou diplomata (bem que queria). Mas não, eu apenas sou uma pessoa que se formou em Pedagogia (Ciências da Educação) que entende um pouco de cultura e desenvolvimento da intelectualidade e da visão crítica das pessoas para e com as mídias. Já foi uma militante voluntária na década de 90 pelo partido político que atualmente comanda o Brasil. Decepcionada por ver que quando os partidos assumem a liderança do país nascem as alianças com os poderosos se tornam evidentes, pois o próprio Lula que tanto criticava veículos como a Rede Globo hoje convive harmoniosamente de forma “politicamente” correta.

Mas não irei falar diretamente sobre a trilogia Mídia, Política e Educação por medo de terminar rimando com outras palavras que terminam em “ação” manifestação... corrupção, entre tantas que vem sendo tão debatidas atualmente. O que pretendo é sugerir que para verificar o ponto que Dilma errou foi em que na escolha do nomeado ela quis poupar dor de cabeça visto que seu pescoço já estaria na forca. Ou seja, penso eu que esta nomeação foi uma forma de acalmar os ânimos dos “elitizados” (a massa que foi pra rua pedir sua saída da presidência) nomeando o professor qualificadíssimo e formado internacionalmente professor Renato Janine Ribeiro para o Ministério da Educação.

Com este fato, foi impossível não me lembrar rapidamente do pensamento de Tolstoi já que estamos falando em filosofia: “Os ricos farão tudo pelos pobres, menos descer de suas costas”. Tudo absolutamente tudo de bom de cultural nasce do desenvolvimento dos cidadãos e suas participações na sociedade. Para o progresso de um país tudo se fundamenta em conceitos de moral e ética em que o sentimento de pertencimento a uma pátria é a questão primordial. Quer entender um pouco sobre a minha indignação?

Muito simples, eu sou da área da educação e pesquiso a filosofia mais precisamente o filósofo da linguagem Bakhtin que é o teórico do dialogismo e não há cultura e educação sem relações dialógicas e enunciações sejam simples, responsivas ou complexas mas a base é e sempre será a linguagem e o diálogo. Daí surge cenários para produção de sentido e novas aprendizagens, ou seja, desencadeamento da atividade estética e por consequência o nascimento da própria criatividade e intelectualidade.

Por isso torci muito quando soube da cotação do professor Mário Sérgio Cortella para Ministro da Educação, só para constar aqui o professor Cortella já teve um programa em um canal universitário chamado Diálogos Impertinentes e foi seguidor acompanhando de perto o trabalho do Educador brasileiro que dispensa apresentação, o grandioso Paulo Freire também teórico que acreditava que para educar é preciso diálogo, criticidade e autonomia como sugere em sua Obra de bolso: A Pedagogia da Autonomia.

Compare e forme sua opinião

Não tenho nada contra o professor Janine, não o conheço e tão pouco o professor Cortella. Mas eu lhes digo é muito simples refletir sobre meu posicionamento aqui neste texto. Basta comparar, basta acessar na internet e ler com atenção o que diz sobre cada um deles, aqui segue o link:

Professor Mario Sérgio Cortella (Wikipedia). http://pt.wikipedia.org/wiki/Mario_Sergio_Cortella

Professor e atual Ministro da Educação Renato Janine Ribeiro (Wikipedia). http://pt.wikipedia.org/wiki/Renato_Janine_Ribeiro

Duas considerações finais: O professor Ribeiro assumiu a CAPES durante um período é um órgão que regula as bolsas de estudos diretamente vinculadas ao governo federal. O professor Cortella possui em seu currículo, publicações provadoras sobre política, ética e educação como, por exemplo, uma obra titulada: Política para não ser idiota.

Contudo, só nos resta esperar que tudo saia certo democraticamente para equilibrar a balança da Justiça e igualdade que é o ponto fraco deste país. E que com um professor em Filosofia especialista em Ética venha a tão sonhada Ordem e Progresso para todos os cantos dessa nação.

Como diriam dois cegos otimistas: “Vejamos!”.


Maira Penteado

Aspirante de jornalista. Amante da Cultura Italiana. Adoro porto Alegre. Ariana com Ascendente em Áries "vivo de amor profundo."..
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/sociedade// @destaque, @obvious //Maira Penteado