exotopias digitais

Um mosaico de ideias em movimento no espaço digital.

Maira Penteado

Aspirante de jornalista. Amante da Cultura Italiana. Adoro porto Alegre. Ariana com Ascendente em Áries "vivo de amor profundo.".

O texto no país da “midiotia”

No romance O Idiota, o escritor Dostoiévski já havia abordado o tema da idiotia em sua obra literária e é um clássico da literatura mundial, particularmente eu adoro. Mas há como em um país como o Brasil, fazer mídia sem fazer uso da idiotia enraizada e massificada de grande parte dos leitores? A escola não prepara pensadores e leitores críticos. Pergunto eu como Pedagoga, você acha que daria pra revolucionar a educação do país ignorando os “midiotas”? Eu mesma tenho leitores que não entendem ironia, isto é um problema social, que vai muito além do cultural, é uma realidade nacional (abrangente) e que exigiria uma revolução desde o Brasil Colônia. Você concorda, discorda? Qual sua opinião?


wordcloud-679951_640.png

Hoje por meio da rede social de um amigo, fiz a leitura do interessantíssimo artigo: A arte de escrever para Idiotas de Márcia Tiburi (Confira AQUI). E acabei me interessando pela temática que sempre dará pano pra manga como se diz por aí.

A geração de midiotas (quem lê ou escreve idiotices), só aumenta e como sempre no Brasil, idiotices vendem e por isso mesmo a situação torna-se cada vez mais crítica e incomoda a massa intelectual brasileira e com razão. Afinal, queremos viver em um país formado de idiotas completos? Ou um país que lê tanto romances triviais, quanto um romance russo, por exemplo? Um leitor que entende ironia, que tem um humor aguçado e possui uma capacidade de formar suas próprias opiniões?

Escrevo este texto fazendo uma brincadeira com a questão do livro Alice no país das maravilhas para tentar ilustrar um pouco a maneira massiva que desestimula escritores com potencial qualificado de formar opinião crítica em seus leitores.

Eu mesma lendo o texto de Márcia Tiburi me senti uma idiota total no ciberespaço midiático. Ela escreve muito bem e realmente o que muito estão chamando de midiotia é um fenômeno que sempre existiu só que com o artefato das mídias digitais e os rápidos feedbacks ficou tudo muito mais claro, visível e acessível.

Todos os navegantes do ciberespaço sentem-se um pouco “Alice no País das Maravilhas” um universo se abre com conteúdos dos mais variados desde os mais complexos até os mais vulgares, vazios e idiotas. O que seria um midiota?

Aquele que absorve tudo que a mídia transmite, mas não adquire uma formulação crítica do que está lendo e decide tomar a mensagem como verdade absoluta. Esse comportamento é típico de uma pessoa que sofre de midiotia crônica e ainda por cima nega que seja um midiota. Não busca ver o outro lado da moeda, outras fontes de informações, não apresenta pensamento crítico e bons argumentos, se recusa a pensar fora da caixa. E há também o midiota que produz a midiotice (notícia ou texto midiotizado) com o intuito de agregar o máximo possível de seguidores no país da midiotia. Para quem leu este texto e achou uma idiotice completa, agradeço a reflexão e sugiro a leitura de O Idiota como a boa dica de literatura e forma de viajar para longe dessa esfera midiota.

Mas, viver no Brasil é mesmo se sentir um pouco Alice no país da Midiotia e disso não há como escapar. Ou o escritor faz uso um pouco sobre o que o público quer ler, ou descobre um estilo próprio de capturar leitores de alto nível de compreensão o que a meu ver iniciando um processo político agora colheríamos frutos daqui há 30 ou talvez nos 50 próximos anos...

Continua no próximo artigo.


Maira Penteado

Aspirante de jornalista. Amante da Cultura Italiana. Adoro porto Alegre. Ariana com Ascendente em Áries "vivo de amor profundo."..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/recortes// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Maira Penteado