felipe moitta

Reflexões, pensamentos e um convite à toda troca construtiva

Felipe Moitta

Felipe Moitta, Consultor de Gestão e Desenvolvimento Pessoal.

Toda Modéstia é Falsa


maxresdefault.jpg

Há uma diferença entre humildade e mentira.

Na nossa cultura é visto como falta de educação se gabar de algo, então optamos pelo outro extremo, de falar que somos ruins mesmo naquilo que nos achamos bons. As vezes estamos em busca de fatos e dados, mas na maioria dos casos quando conversamos com alguém queremos saber a opinião daquela pessoa. Se você acha que toca violão bem, dizer que não toca nada é uma mentira. Isso muitas vezes mata conversas, pois impõe uma barreira naquele assunto. Além de perder a oportunidade de se mostrar como é ao outro, e ter uma troca real. Se o outro acha que você toca mal, a pessoa pode conversar abertamente sobre isso, fazer críticas construtivas ou simplesmente achar curiosa a diferença de percepção. Mas você teve um feedback que não teria se ficasse escondido atrás do muro da mentira. Se a pessoa for interessada em música também, a conversa segue outro rumo.

Em geral fazemos bem algo em que temos interesse. Eu gosto de improviso e teatro, e se digo que estou apenas começando, passo uma ideia pro outro, comunico algo bem específico. E nunca sabemos de onde vai vir a próxima oportunidade. As vezes a pessoa com quem conversava sabia de um grupo que precisava de um integrante novo, mas como eu disse que era iniciante, apesar de me achar avançado, ele nem comentou isso comigo. Ou vai indicar cursos e livros que não mais servem pra mim, como dar um livro de inglês 3 pra quem está no nível 7. Perda de tempo dos dois lados.

Existe sempre o risco do choque de realidade, de eu dizer que sou o máximo e o outro depois me achar horrível, pior ainda pela minha falta de autocrítica, e o medo desse julgamento nos impele à mentira, à modéstia. A verdade é que ser honesto é sempre um caminho pra uma conversa mais profunda e específica. Não me acho simplesmente bom ou ruim em nada, se é algo que gosto e penso sobre, terei uma opinião mais detalhada.

Toda modéstia é falsa, ou pelo menos incompleta. É uma resposta superficial pra um assunto sobre o qual você têm opiniões profundas. A resposta modesta “Se eu sei fazer sites? Nada, que isso” fecha uma porta a uma conversa, uma troca sobre aquilo. O outro pode insistir no assunto e descobrir que de fato vocês tem muito a discutir, mas ser modesto como default é uma trava, é uma forma de se fechar, e logo para os assuntos que mais te interessam.

Outro ponto é que quando valorizamos muito a opinião dos outros, queremos baixar as expectativas, pois quanto pior a pessoa acha que sou, maior o elogio que recebo. Um músico profissional tocar corretamente não é mais que o esperado, já se eu estou aprendendo, impressiono a todos. O problema é dizer que estou aprendendo quando estudo intensamente há 5 anos. Sim, estamos todos aprendendo constantemente, mas em geral quando dizemos isso sabemos que a mensagem é de que não faço isso bem. Se pensa assim dê a resposta completa “Olha, eu acho que toco bem sim, ainda tenho muito a aprender, mas já estou num nível [X]. No entanto sinto que preciso melhorar em A, B e C”. A questão é ser específico, dizer exatamente como se vê a respeito dessa habilidade.

Vivemos escondendo coisas dos outros, e pagamos o preço por isso. Experimente ser mais aberto e honesto sobre os assuntos que mais te interessam e você pode acabar se surpreendendo das oportunidades que aparecem. Tudo nos chega por meio de quem conhecemos. Quanto mais as pessoas sabem do que você gosta e o que quer, mais chances têm de conseguir aquilo.


Felipe Moitta

Felipe Moitta, Consultor de Gestão e Desenvolvimento Pessoal. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/sociedade// //Felipe Moitta
Site Meter