força oculta

uma viagem ao infinito

Adriana Socoloski

Ao papel atribuo a confiança e a caneta o dom de registrar... Escrever é necessário assim como respirar.

Não existe sorte, existe sincronia.

O gênio da lâmpada mágica é uma alusão a sincronicidade entre corpo, mente e universo, todo o desejo torna-se possível quando estes três cogitam interligados. Tudo volve-se facilmente quando remamos a favor da correnteza, e é exatamente por essa razão que precisamos despertar e passarmos a acreditar em nós e no poder infinito do universo.


O despertar para a vida é muito mais do que decidirmos a nossa carreira profissional, com quantos anos vamos nos casar ou quantos filhos teremos ao longo de nossa vida. O despertar é poder abrir os olhos todas as manhãs com a certeza que o universo está provendo tudo o que precisamos para usufruímos de um maravilhoso dia.

Despertar é saber lidar com as advertências da vida sem permitir que elas nos despedacem por completo, é saber lidar com a dor, aceitando-a, sentindo-a e deixando-a ir. Precisamos compreender que a dádiva da vida não resume-se em pagar boletos, cozinhar para o marido e cuidar dos filhos. Viver é permitir que a vida nos deslumbre, sem sentir medo algum. Despertar é experimentar a liberdade de pousar no ar, é voar com as asas da imaginação, é sentir o mundo nas palmas de nossas mãos.

A sociedade é cruel, rótula e põe limites, crucifica nossos sonhos e nos enterra vivos. Faz-nos acreditar que o certo é seguir as demandas impostas, é continuar moldando a “torticidade” que esta humanidade preserva e arrasta consigo a milênios. Despertar emprega em cortar os grilhões, ter criticidade e consciência para filtrar o que chega até nossos ouvidos e deixar residir nosso ser apenas o que nos será benéfico.

O ser humano atraí aquilo em que sua energia concentra-se, modéstia parte, tenho medo até de saber a centralização que encontra-se o pensamento de grande parte dos meus semelhantes. Não existe acaso, não existe sorte, o que sempre permanecerá é o que de mais forte habita nosso ser. Somente o despertar nos permitirá enxergarmos o que nossos olhos, considerando-os apenas em seus aspectos biológicos, não são capazes de ver.

Necessitamos sermos fieis a nossa essência, entendermos a junção que constituí o nosso “eu”, e mais do que tudo, acreditarmos na nossa capacidade, lutarmos arduamente e permanecermos receptivos para auferir o que queremos. Corpo mente e universo precisam estar em sincronia, para assim poder transformar qualquer desejo em uma ordem real.


Adriana Socoloski

Ao papel atribuo a confiança e a caneta o dom de registrar... Escrever é necessário assim como respirar. .
Saiba como escrever na obvious.
version 1/s/recortes// @obvious, @obvioushp //Adriana Socoloski