horizonte de eventos

De onde dizem que nem mesmo a luz consegue escapar...

Alexandre Beluco

Engenheiro, pesquisador, professor universitário. Especialista em energias renováveis. Apaixonado por motores de dois tempos

usinas fotovoltaicas sobre o espelho d´água de reservatórios

As usinas solares fotovoltaicas vêm crescendo em quantidade e em capacidade ao redor do mundo. Quanto mais usinas desse tipo forem implementadas, maior será a demanda por painéis fotovoltaicos e maior será a pressão por menores custos. Uma boa alternativa também é a colocação de grandes quantidades de módulos fotovoltaicos sobre a superfície de reservatórios.


As usinas fotovoltaicas, entre outras formas de conversão direta de energia solar, vêm crescendo nos últimos anos em quantidade e em capacidade ao redor do mundo. Um artigo recente mostra no Google Maps algumas das maiores usinas fotovoltaicas da atualidade. O preço dos módulos fotovoltaicos e a relativamente baixa energia que pode ser disponibilizada por metro quadrado são entraves importantes para uma expansão mais rápida do aproveitamento desse recurso energético.

A ideia de se colocar módulos fotovoltaicos sobre estruturas flutuantes. sobre o espelho d'água de reservatórios, vêm encontrando cada vez mais aceitação nos últimos anos e até grandes conglomerados industriais vêm montando acordos para explorar essa possibilidade. O custo de áreas (e especialmente de grandes áreas) sobre lagos ou reservatórios e mesmo sobre o mar terá um custo bastante inferior ao custo de áreas produtivas ou com outras destinações.

A imagem abaixo mostra o que deve ser (pelo menos por um tempo) a maior usina fotovoltaica flutuante do mundo. Um conjunto de 50.904 módulos fotovoltaicos com capacidade de 270 Wp cada peça ocupando uma área total de aproximadamente 18 hectares sobre a superfície de água do reservatório de Yamakura, no Japão. A potência total será de 13,7 MWp gerando 16.170 MWh por ano. A inauguração está prevista para o início de 2018 e a usina poderá ser vista no Google Maps.

floating-pv-01.jpg

Mas existem ainda dificuldades a serem superadas para que a quantidade e a capacidade das usinas fotovoltaicas siga em crescimento. A energia disponibilizada depende da insolação e seu aproveitamento deve consequentemente estar sempre associado com outras formas de energia e com meios eficientes para armazenamento de energia, já que o pico de consumo dificilmente coincide com o pico de disponibilidade energética. E há o consumo de energia e os impactos ambientais associados com a produção dos módulos e os impactos ambientais associados com seu descarte, ao final de sua vida útil.

Módulos fotovoltaicos em estruturas flutuantes consistem em uma ideia realmente promissora! Uma dificuldade para implementação de novas usinas sempre foi a necessidade de sombreamento de áreas que podem ser úteis para agricultura ou pecuária ou mesmo para outras atividades. Instalando módulos fotovoltaicos sobre a superfície de água de reservatórios (ou também sobre o telhado de residências) permite ocupar áreas já utilizadas com outra finalidade. A redução de insolação sobre a água contribui para reduzir o crescimento de algas e outros tipos de flora indesejada e para reduzir as perdas de água por evaporação.

India-PV.jpg

A foto acima mostra uma usina fotovoltaica instalada sobre estruturas flutuantes em um reservatório para irrigação de vinhedos na Califórnia. A foto abaixo mostra módulos fotovoltaicos colocados sobre pequenas estruturas flutuantes amarradas entre si (mais ou menos do mesmo modo que é feito na foto acima) por cabos flexionados, buscando obter um efeito semelhante ao de uma raquete de tênis.

floating-solar-pv-systems-why-they-are-taking-off-5771-w800.jpg

Felizmente, é um nicho tecnológico e de mercado que deve experimentar grande expansão nos próximos anos. Existe grande demanda por suprimentos de energia nos países desenvolvidos e nos países em desenvolvimento e há uma pressão crescente por redução de emissões de poluentes e a melhor alternativa é cada vez mais buscar esses suprimentos entre os recursos renováveis.


Alexandre Beluco

Engenheiro, pesquisador, professor universitário. Especialista em energias renováveis. Apaixonado por motores de dois tempos.
Saiba como escrever na obvious.
version 7/s/tecnologia// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Alexandre Beluco
Site Meter