horizonte de eventos

De onde dizem que nem mesmo a luz consegue escapar...

Alexandre Beluco

Engenheiro, pesquisador, professor universitário. Especialista em energias renováveis. Apaixonado por motores de dois tempos

as motos 'bobber' e o envenenamento pós guerra

A customização de motocicletas seguindo o estilo 'bob job' havia surgido nos anos 30 e tomou fôlego após a Segunda Guerra, acompanhando o movimento dos 'hot rods'. É um estilo bem característico, com a retirada de componentes 'em excesso', com o envenenamento dos motores e com a aplicação de arte no que sobrasse das carrocerias e nos tanques de combustível. Nos anos 90, essas motos passaram a ser conhecidas como 'bobbers'.


O estilo bobber de customização de motocicletas surgiu nos anos 30, quando a produção de motocicletas atingiu pela primeira vez números de produção em massa e surgia uma grande disponibilidade de exemplares de vários modelos. No começo, esse estilo era denominado como 'bob job' e essa denominação seguiu até os anos 90, quando o estilo foi retomado e alguns fabricantes lançaram modelos específicos com um design definido como 'bob job' e denominados como bobbers.

bobber-01-triumph-bonneville.jpg

As motos bobber podem ter um estilo mais sóbrio, como a moto na foto acima, ou com cores mais abertas e alguma arte no tanque de combustível, como na moto da foto abaixo, mas elas compartilham algumas características em comum. Seguindo o estilo das primeiras motocicletas adaptadas segundo o 'bob job', fabricadas nos anos 30 e 40, e mesmo motocicletas posteriores, a traseira é muito simplificada e muitas vezes nem conta com suspensão.

bobber-02-yamaha.jpg

O banco, via de regra, é simples e é único, muitas vezes estando instalado sobre molas que representam o único amortecimento para o piloto ser "protegido" das ondulações do terreno. Os modelos mais recentes, lançados pelos fabricantes dentro desse estilo, contam com suspensão traseira e com bancos (únicos, mas muito) confortáveis. As motocicletas mostradas nas fotos deste artigo estão equipadas com bancos que seguem esse estilo.

bobber-03-bsa.jpg

O estilo bobber não apresenta uma preferência por um modelo específico de motor, como as chopper preferem os motores em V, mas os modelos lançados pelos fabri cantes tradicionais a partir dos anos 90 sempre contaram com motores mais fortes e usualmente com geometria em V. As motos mais antigas, dos anos 30 e 40, tinham motores em V e também motores com dois cilindros lado a lado. As customizações muitas vezes adotavam também motores mono cilíndricos.

bobber-04-harley.jpg

O movimento bobber ganhou um grande impulso após a Segunda guerra, um tanto acompanhando o movimento 'hot rod' nos Estados Unidos, quando militares que serviram no conflito e retornaram à vida civil trouxeram consigo conhecimentos de mecânica e de ajuste de motores. Desse modo, muitos profissionais contribuíram tanto para o envenenamento dos motores quanto para a evolução do estilo, abrindo muitos novos caminhos para essa tendência.

bobber-05-indian.jpg

Uma diferença entre as motos bobber e as motos chopper é que o estilo bobber é mais purista. Enquanto uma chopper pode ser construída a partir de peças integralmente criadas em uma oficina particular, praticamente sem contar com peças produzidas por alguma grande fabricante, as bobbers envolvem menores custos de customização e partem de algum modelo produzido em grande quantidade. As customizações em uma bobber envolvem usualmente o 'envenenamento' do motor, a retirada de peças desnecessárias e (às vezes) a aplicação de algum arranjo artístico (na maioria das vezes) sobre o tanque de combustível.


Alexandre Beluco

Engenheiro, pesquisador, professor universitário. Especialista em energias renováveis. Apaixonado por motores de dois tempos.
Saiba como escrever na obvious.
version 10/s/design// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Alexandre Beluco