imagens e palavras

REFLEXÕES SOBRE LITERATURA E CINEMA

Fernanda Villas Boas

TEMPO DE DESPERTAR

Tempo de Despertar de Penny Marshall ( Awakenings, 1990) relata a intervenção do médico neurologista Malcolm Sayer em um hospital psiquiátrico onde encontram-se vários pacientes que, aparentemente, estão catatônicos. Sayer sente que eles estão só "adormecidos" e que, se forem medicados da maneira certa, poderão ser despertados. Pesquisando sobre o assunto, ele chega à conclusão de que os pacientes sofrem de encefalite letárgica, e que a droga L-DOPA, usada em pacientes com o mal de Parkinson, poderia ser o medicamento ideal para tratá-los.


tempo de despertar 13.jpg

Tempo de Despertar ( Awakenings, 1990) de Penny Marshall narra a intervenção em 1969, em Nova Iorque, do médico neurologista Malcolm Sayer em um hospital psiquiátrico onde encontram-se vários pacientes que, estão catatônicos e dementes há 30 anos como consequência de uma epidemia de encefalite letárgica. Sayer sente que eles estão só "adormecidos" e que, se forem medicados da maneira certa, poderão ser despertados. Ao pesquisar sobre o assunto, ele chega à conclusão de que os pacientes sofrem de encefalite letárgica, e que a droga L-DOPA, usada em pacientes com o mal de Parkinson, poderia ser o medicamento ideal para tratá-los. Sayer é autorizado pelo diretor do hospital a submeter apenas um paciente ao novo tratamento, Ele escolhe Leonard Lowe ( Robert de Niro), que estava "adormecido" há décadas. Gradualmente, Lowe se recupera, levando o médico a administrar o L-DOPA aos outros pacientes, que imediatamente apresentam sinais de melhora e mostram-se ansiosos em recuperar o tempo perdido.

tempo de despertar 1.jpg

Há um despertar de todos graças aos efeitos do Levadopa neste verão de 1969. Todos recebem a família, acordam para a vida depois de 30 anos alienados. Há uma grande comoção, onde se avalia como as relações afetivas são presentes no inconsciente atemporalmente. Muito embora, todos se sintam vivos, não têm condições de sair sozinhos pois seu tempo real era outro e naturalmente a adaptação demoraria uns meses, para uns mais,para outros menos, conforme suas personalidades. Dr Sayer os leva a passear juntos e ninguém sente nenhuma alegria lá fora.o mundo já não lhes pertence. Muitos querem pintar o cabelo, por exemplo, para ter sua referência de passado no espelho. O domínio dos movimentos é parcial, mas todos, auxiliados pelo amor dos enfermeiros sente-se despertos a seu modo.

tempo de despertar.3jpg.jpg

O paciente Lowe, personagem principal, é desenvolvido em todos o seus momentos, tanto de quase total recuperação,com a volta dos sentidos, o tesão do sexo, a leitura e a consciência de que saiu de um estado inconsciente. Todos seus avanços, todavia, regridem pelos efeitos colaterais do remédio que o torna mais uma vez letárgico até à total regressão ao inconsciente, novamente. O mesmo sintoma acontece com todos os pacientes, e há uma volta ao mesmo estado de catatonia antes vivido. Vale o esforço, a pesquisa e o carinho demonstrados pelo neurologista Sayer e sua equipe amorosa. Tempo de Despertar é um filme sobre a vida e de como uma epidemia de encefalite acabou causando catatonia e sonolência a estes pacientes que vegetaram durante grande parte de suas vidas. Sutilmente, através do seu próprio trabalho com o paciente Lowe, que expressa todas suas emoções e sentimentos, Dr Sayer passa a reconhecer como ele próprio é reprimido e adormecido para o amor de fato, sua condição humana, de pessoa solitária que trata do outro, mas não conseguia lidar com gente. Deixa aos poucos seu comportamento tímido e defendido e permite-se ter afeto pela enfermeira tão dedicada ao seu projeto.

tempo_de_despertar-niro.jpg

Muitas vezes, a vida só desperta para nós através do amor e de seus elos afetivos, mesmo quando estamos com doenças as mais variadas, é a rigor, a reconexão com o outro que nos torna mais humanos, simplesmente trocando sorrisos, olhares, sentindo-se amado e aceito por quem nos quer despertar de um grande mal. É esta a história de Tempo de Despertar. Ainda que seja temporário, vale à pena sentir o calor das mãos, o bater do coração e o movimento da nossa tão curta vida.

tempo de despertar.jpg


version 2/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Fernanda Villas Boas
Site Meter