inconvencional

Tudo depende do ângulo

Michelle Cruz

Em formação na escola da vida, uma artista-arteira, e também, comunicóloga. Fazendo da sua vida uma obra-prima, falando da vida e do mundo que a influencia

Gratidão Seletiva

Gratidão é estar grato a algo ou alguém. É reconhecer as situações e pessoas a sua volta como um canal de algo bom. Que te ajuda a seguir firme nos seus propósitos. Nem sempre o que é bom pra nós vem como algo feliz e perfeito. Situações ruins também podem nos levar para um bom caminho. Você consegue ser grato(a) por tudo que te acontece ou você é do time da "Gratidão Seletiva"?


Gratidão Seletiva.jpg

Você é grato por qualquer pessoa que cruza o seu caminho e te transmite algo bom? Ou você só reconhece o bem que vem através de pessoas que seguem a mesma ideologia/filosofia que você? Você é grato apenas pelas situações e pessoas que te ajudaram a ter vantagens financeiras? Ou é grato a qualquer momento (situação ou pessoa) que te faz evoluir? O que te motiva a ser grato?

A gratidão é reconhecer o bem que cada situação e pessoa traz de aprendizado para nossas vidas. Muitas questões que nos fazem viver bem hoje aconteceram muito antes de nascermos. Tudo que encontramos pronto foi feito por alguém e a gratidão é necessária por isso. Porque aproveitamos de coisas e situações que não foram criadas por nós, mas que nos faz viver bem. Mesmo aos que não tem nenhuma fé, não dá para ignorar a existência de um Poder Superior que nos beneficia todos os dias com o poder da natureza (o sol, a chuva, as plantas e etc).

O que não é criado pelo Poder Divino é feito por seres humanos, também precisa ser reconhecido, devemos ser gratos. Pensando dessa maneira, quantas histórias você conhece sobre o que te faz feliz hoje e só foi possível porque alguém no passado desbravou o caminho?

Podemos começar com os nossos ascendentes, nossos tataravós, bisavós, avós, nossos pais. Já viu alguém nascer de uma chocadeira? Então, todo mundo tem a oportunidade de ser grato aos seus ascendentes. Sem eles não estaríamos aqui. Pode até existir casos de pessoas que tiveram ou tem pais cruéis, ainda assim devem agradecer a eles pelo direito a vida. Gratidão é reconhecer que o outro fez ou faz para estarmos nesse mundo, cada um cumprindo sua missão. Gratidão é a energia positiva que conecta pessoas e que gera amor. Só o amor pode nos fazer evoluir e nos unir.

Os que vivem pautados na Gratidão Seletiva estão criando um ambiente de injustiça. Pois, deixam de reconhecer o que os ajudou a chegar até aqui, isso é uma tentativa de distorcer a história de povos e culturas, dependendo da questão e amplitude do tema, distorce a história da humanidade. Quando isso acontece é a prova de que não estamos vivendo por amor, por respeitar a nossa história social. E sim, de que muitos estão se guiando pelo ego. Todos têm as suas verdades, mas a realidade e fatos não tem variações.

Quando alguém crítica a religião cristã se pautando nos atuais cristãos evangélicos (refiro-me aos extremistas) que estão pregando a morte e destruição de outras religiões não-cristãs é motivo de preocupação. O ódio, a crítica sem embasamento, gera confusão, julgamentos e condenações sem poder de Lei. Existem situações erradas acontecendo na nossa sociedade? Sim! Isso dá o direito de generalizar? Não! A Bíblia é ruim? Não! Um livro não tem poder algum numa sala fechada, ele só tem significado de algo na mão e no discurso de uma pessoa. Então, o problema não é a Bíblia, mas sim, a maneira que estão interpretando e compartilhando os escritos.

Se alguém crítica a Bíblia, diz que é um livro que propaga inverdades e tenta derrubar a verdade dos cristãos, isso é uma prova de que a Bíblia não presta? Sem fatos, é apenas uma opinião. Todo mundo tem direito de ter a sua opinião. Quando estamos diante um conflito de opiniões é preciso entender que tem dois lados (ou mais), culturais diferentes. Pra buscar entendimento é preciso conhecer a história de ambos os lados. Pra perceber a contribuição dessas culturas na formação da nossa sociedade hoje. Nesse ponto criticar o cristianismo não é uma solução.

Você sabe qual foi a contribuição da fé cristã e da Bíblia na nossa sociedade? Mesmo que alguém duvide do conteúdo bíblico essa pessoa vai ter que conviver com fato de que através dos cristãos que acreditavam na Bíblia muitas mudanças na nossa sociedade aconteceram e direitos foram conquistados para humanidade.

Qual foi o primeiro livro impresso no mundo? A Bíblia. Daria para imaginar o mundo sem livros? Poderia ter existido outras maneiras para que a leitura fosse mais acessível à população sem a Bíblia? Talvez sim! A questão é que esse foi assim que a leitura foi ampliada, fazendo que o poder começasse a ser descentralizado. É preciso ser grato por aquilo ou aqueles que fizeram com que nossos dias fossem melhores. Não apenas criticar o que estamos vivendo no momento. Isso nos ajuda a perceber realmente quais são os reais problemas a serem enfrentados.

Após a Bíblia se tornar mais acessível às pessoas, surgiu a Reforma Protestante e a igreja católica deixou de ser a única opção religiosa. Isso foi rápido? Automático? Não, levou um longo tempo pra isso ser aceito socialmente. Muitas pessoas sofreram, algumas morreram, para que essa questão se legitimasse. Foi graças a religião cristã que outras religiões puderem ser livres? Em partes sim. A religião cristã era a única religião da época? Não. Existiam outras religiões, mas que não eram reconhecidas. A questão é que ninguém hoje deveria dizer que é melhor que o outro por causa de uma religião. Afinal, não é uma religião que faz alguém melhor, mas sim, o que as pessoas aprendem com a sua fé e são capazes de fazer influenciados por essa força divina.

morning-2243465__340.jpg

src="http://obviousmag.org/inconvencional/assets_c/2019/10/morning-2243465__340-thumb-839x559-179969.jpg" width="839" height="559" alt="morning-2243465__340.jpg" class="mt-image-center" style="text-align: center; display: block; margin: 0 auto 20px;" />

Pode parecer estranho quando se diz que "devemos agradecer até nos momentos ruins", mas isso é verdade. É preciso ter consciência de sua missão ou propósito de vida pra entender o bem que é agradecer. Aprendi que quando alguém faz algo que não me parece bom é um sinal de que tenho alguma lição pra aprender. Aprendizado é aprender errando ou através dos erros dos outros. Se a gente aprendeu algo é porque corrigiu o que estava de errado, deveria ser dessa maneira. Quando alguém fala algo que não gostamos pode parecer ou ser uma maldade? É nesse momento precisamos parar para perceber qual é o significado do que está acontecendo. Porque alguém que nos confronta, falando de nossas falhas pode estar tentando nos ajudar a corrigir um mau comportamento que não percebemos. Assim como, pode estar apenas nos inferiorizando. Nesse conflito é preciso ter autoconhecimento, pra perceber qual é o objetivo daquela crítica. Se for pra nossa evolução: devemos aprender e ser grato. Se não for, perceba o comportamento que não se deve seguir e fique longe desse tipo de pessoa, seja grato pelo livramento. Pelo direito de não se envolver em um mal caminho. Quando estamos conectados com o bem, transformamos as situações ruins em boas, seguindo cada um sua missão e/ou propósitos.

Da mesma maneira quando criticam o Movimento Feminista dizendo que é e foi um movimento desnecessário, isso é algum fato? É mais uma opinião descabida. As mulheres estariam votando hoje sem esse movimento? As mulheres teriam mais voz hoje, como estão conseguindo se um homem (o socialista e filósofo Charles Fourier) não tivesse inventado o termo feminista? na época da Revolução Francesa? É preciso ter gratidão por aqueles que abriram as portas da justiça. Quando não se conhece quem realmente nos ajudou impedimos diálogos, criamos esteriótipos desnecessários e bloqueamos soluções.

O Movimento Feminista Moderno (século XIX, XX e XXI) liderado por mulheres foi e está sendo decisivo para que as mudanças atuais fossem possíveis. Uma mulher que tem voz para deslegitimar o movimento é uma pessoa incoerente, pois se nunca tivesse existido a palavra feminismo ela não poderia nem dar a opinião dela. A questão é reconhecer e ser sincera ao perceber a ajuda de quem não compactua da mesma fé ou crenças, mas mesmo assim traz benefícios.

Uma feminista extremista que diz que não precisa de homens e que quer dominar o mundo (controlar os homens) não está agindo de forma sensata. Afinal, o termo feminista foi citado por um homem. Isso precisa ser reconhecido, afinal não são todos os homens que não sabem lidar com as novas mulheres. Se o movimento feminista é para trazer mudança, não poderá ter como discurso tratar o homem como inferior. Porque o movimento é por igualdade, não superioridade. Um detalhe que precisa ser repensado, no caso das feministas-extremistas, pois estão esquecendo de pensar nos homens do amanhã. Estão ignorando os meninos de hoje. Uma geração nova que deve aprender a viver em igualdade. Empoderar meninas sem criar um universo de igualdade para os meninos é algo injusto. Futuramente vai criar diferenças. É algo a ser estudado e refletido.

Não é por acaso que estamos numa onda da "busca por nossas raízes", quando deixamos de reconhecer o que nos faz viver melhor hoje, estamos ignorando o Poder Divino, as nossas essências. Tudo isso por ego, pelo prazer de dizer que somos auto suficientes, como se tivéssemos poder der criar algo, se tudo na atualidade estamos mais reinventando.

Seja grato pelas pequenas bençãos do dia. Seja grato pelas pessoas que vieram antes de você, conheça a história dos outros sem preconceito. Ajude a fazer o bem sem olhar a quem! É disso que precisamos, é disso que o mundo precisa.

Chega de gratidão seletiva! Daqui para frente, gratidão pela vida, por todas as vidas vividas e que virão, recontando as histórias, pra que o futuro seja de justiça e igualdade, até o infinito e além!

Obs.: minha GRATIDÃO: ao alemão Johannes Gutenberg imprimiu o primeiro livro no mundo; ao Martinho Lutero por romper com o poder católico, o início da liberdade de fé; ao socialista e filósofo Charles Fourier que introduziu a palavra e reflexão sobre o termo "feminista"; e A TODAS AS FEMINISTAS (TEM MUITA GENTE, pretendo falar delas em mais textos) que nos ajudaram a conquistar direitos.


Michelle Cruz

Em formação na escola da vida, uma artista-arteira, e também, comunicóloga. Fazendo da sua vida uma obra-prima, falando da vida e do mundo que a influencia.
Saiba como escrever na obvious.
version 5/s/recortes// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Michelle Cruz