inconvencional

Tudo depende do ângulo

Michelle Cruz

Em formação na escola da vida, uma artista-arteira, e também, comunicóloga. Fazendo da sua vida uma obra-prima, falando da vida e do mundo que a influencia

Depressão: estamos na Idade Média ou em 2020?

Quando situações do passado se repetem é a prova de que ignoramos a nossa própria história, a História da Humanidade. Imagine que os mesmos pensamentos que eram compartilhados na Idade Média ainda são afirmados em 2020. Muitas das doenças psíquicas dessa geração é fruto da opressão social. É hora de confrontar os fatos e tomar ação.


Depressão 1.jpg

A depressão está sendo considerada a doença do século XXI, mas é um tema muito antigo, já era compartilhado entre os gregos (500 a.C. 100 d. C.)>. Eles acreditavam que as doenças da mente influenciavam o corpo, mente sã corpo são. Era para sermos uma geração mais evoluída, com soluções para evitar a depressão e os crescentes casos de suicídio.

Durante a Idade Média, período de ascensão do Cristianismo como força política e religiosa do Estado, as teorias racionais passaram a ser consideradas desnecessárias, concluindo que eram males sobrenaturais e místicos. Eles acreditavam que a melancolia era o afastamento de tudo que era sagrado.

Durante a Inquisição, século XII, as pessoas melancólicas eram multadas ou aprisionadas por esse mal, acreditavam que não existia cura.

Hoje, olhamos o atual cenário social e o que vemos? Religiosos extremistas propagando que os estudos feitos nas Universidades são falsos, que esses ambientes são locais de balburdia. Pastores e religiosos dizendo que as pessoas precisam de Deus e Jesus, ao invés de terem um tratamento com profissionais da saúde. Parece que a história da Idade Média se repete. Coincidência? Não, tudo que não segue pelo caminho de uma solução coerente a todos tem o risco de oprimir as futuras gerações. Pois bem, aqui estamos vivendo com os mesmos males do passado.

Como nada nesse mundo se inventa tudo se copia, atualmente, algumas linhas de igrejas evangélicas são totalmente contra tratamentos psicológicos. O que mantém milhares de pessoas alienadas e doentes. Como existem leis que proíbem os pastores de clinicar, existe um crescente número deles que estão cursando psicanálise e coach, com a intenção de ajudar a população. Tratando das pessoas segunda as leis cristãs.

É preciso ficar claro, seguir uma religião é ruim. problema é a maneira como alguns religiosos utilizam da Bíblia para distorcer fatos históricos ou o descredibilizar certos grupos sociais para difamarem ou em nome do poder para manipular pessoas.

Longe de generalizar, dizer que todos os cristãos, psicanalistas e coaches sejam ruins, mas crítica a situação quando envolve a saúde mental de diversas pessoas. É obrigação dos Órgãos Públicos fiscalizarem e entenderem o movimento que desrespeita as leis do país. E que está influenciando de forma negativa a vida de pessoas que estão em busca de cura.

Isso ficou muito forte após uma experiência que passei em 2016, contando que sou uma pessoa preocupada em ser atendida por um profissional sério. Fui vítima de Psicanalista/ Coach recém formado, ele foi considerado um dos melhores alunos da turma, então eu não tinha dúvidas de que poderia seguir com o tratamento. O problema foi que ele fez um teste de grafologia (estudo da personalidade através da escrita) para começar meu tratamento. Ele errou ao colocar uma informações na minha ficha, colocou que eu era do sexo masculino. O resultado do teste estava todo errado, consequentemente, o tratamento seguiu um caminho tortuoso.

Depressão 2.jpg

Passei um bom tempo tentando entender e aceitar o resultado, mas como acreditava que o profissional era responsável não achei maneiras de questionar. Tentei buscar mudanças nas minhas ações, porém não alcançava o sucesso desejado. O segundo agravante é que ele é cristão evangélico, ele insistia em dizer que meu problema era falta de dedicação a obra de Deus e perdoar pessoas que tinha me feito mal. Dizendo que eu era uma mulher de pouca fé. Infelizmente, demorei muito tempo para perceber o erro na primeira página do teste. Quando descobri o profissional se calou e sumiu. Porque é essa maneira que os cristão se comportam diante de questões em que eles são os vilões.

Após descobrir o erro busquei informações sobre o erro cometido, poucas pessoas ousaram se pronunciar. Descobri que o teste é criticado pelo pessoal da área da saúde psíquica por não existir bases científicas. Mas eu não sabia disso quando fiz. Como já disse não existe um Órgão ou Conselho de Psicanálise que se responsabilize por todos os profissionais do país. Como não tive apoio de ninguém, não busquei mais maneiras de resolver a questão. Decidi me afastar desse grupo e buscar soluções para as minhas dificuldades. Algumas pessoas que ficaram sabendo do caso disseram que eu não deveria tomar nenhuma atitude que prejudicasse a vida do sujeito.

A preocupação nunca é resolver o problema da vítima. É sempre proteger quem errou para não descredibilizar os demais profissionais e líderes religiosos. Uma atitude incoerente daqueles que pregam justiça e compaixão para com o próximo.

Se essa situação fosse um caso isolado, eu diria que eu tinha que resolver isso sozinha e me calar. Mas não é assim, lendo uma postagem no Facebook sobre depressão, algumas pessoas relataram os mesmos problemas que tive: PASTORES E RELIGIOSOS OPRIMINDO pessoas depressivas!

Depressão 3.jpg

Não sou especialista em casos depressivos, apenas relato minha experiência como um alerta. Com o tempo percebi que a minha depressão não era algo ilusório da minha mente, problemas que eu criava. Era resultado de opressão. Cercada de religiosos me dizendo que eu deveria me casar logo, que eu não tinha fé suficiente, que eu precisava perdoar os que me machucaram mesmo sem mudarem de conduta. É uma série de protocolos que só se encaixam na cabeça de pessoas doentes. Eles estão doentes e não eu.

Aprendi que o autoconhecimento é o melhor remédio para se curar da depressão. Quando você sabe o que quer, conhece os próprios limites é quase impossível alguém te manipular ou te obrigar a fazer o que não quer. Podemos ser vítimas de pessoas incoerentes, mas não podemos deixar que eles nos convençam que somos vítimas. Precisamos enfrentar cada tentativa de desrespeito.

Sozinhos não conseguimos fazer isso. Precisamos de ajuda de uma terapia, conhecer pessoas que passaram pelas mesmas dores, pra aprender com o outro como superar e se livrar de problemas que outros causam.

Estamos em 2020, as ideias e atitudes da Idade Média só deveriam ser lembradas como questões superadas, deveriam ser escritos em livros de História da Humanidade. É hora de cada um cuidar de si para termos condições de cuidarmos um dos outros, tratar os outros com respeito.

Depressão é um caso sério e não pode mais ser tratado com os mesmos protocolos da Idade Média. É hora de evolução!


Michelle Cruz

Em formação na escola da vida, uma artista-arteira, e também, comunicóloga. Fazendo da sua vida uma obra-prima, falando da vida e do mundo que a influencia.
Saiba como escrever na obvious.
version 2/s/recortes// @obvious, @obvioushp, @obvious_escolha_editor //Michelle Cruz