Mariah Costa

Deixando de lado a indecisão, resolveu escrever subjetividades. Estudante de Jornalismo, mais romântica do que gostaria, a mais velha de três filhas. E sim, é Mariah: lê-se Mariá.

Felicidade, onde a senhora está?

"Sofremos muito com o pouco que nos falta e gozamos pouco o muito que temos." William Shakespeare

                                       cbf240f0f6162d8f78c0f3c72ce8bb2c.jpg

A vida só tem sentido quando há um objetivo, isso é fato. Qual a graça de viver quando se já tem tudo que queremos? Quanto mais alto chegamos, mais alto queremos ir, é um ciclo vicioso delicioso da vida. Delicioso sim, porque nada melhor que buscar nossos sonhos, correr atrás de tudo que precisamos ou apenas queremos. Porém, será que um dia poderemos ser capazes de dizer sem dúvida alguma: "Eu sou totalmente feliz"? Provavelmente não. Porque você pode ter encontrado o amor da sua vida, mas seu emprego não está lá muita coisa. Porque você pode estar fazendo aquela viagem que sempre quis mas chorando de saudade de casa todas as noites. 

Felicidade não é algo permanente. Felicidade é feita de momentos. Quando passei no vestibular que queria, fui feliz. Quando ouvi "eu te amo" pela primeira vez, fui feliz. Quando consegui o trabalho que queria, fui feliz. Quando tomei banho de chuva naquele dia terrivelmente quente, fui feliz. Não há alguém no mundo que seja feliz todas as horas do dia, nem adianta tentar, porque sempre tem aquela unha encravada que te chateia e aquele momento que te deixa de cara fechada. Não se preocupe em ser feliz o tempo todo, mas em ser infeliz o mínimo possível. Não deixe que as coisas pequenas impeçam os momentos de serem momentos felizes. Ficamos buscando o Santo Graal da Felicidade e esquecemos que não a encontraremos do dia para a noite e ponto final, seremos felizes para sempre. Sério, isso não vai acontecer.

Felicidade é feita de momentos, devo repetir. Momentos grandes, momentos pequenos, ímpares, singulares que ficarão na memória. Não vai existir aquela pessoa que te fará feliz todos os dias, porque em tal momento vocês brigarão, é normal, mas eu garanto que ela te trará momentos felizes. Talvez isso seja um amor que valha a pena: quando se há mais momentos felizes do que tristes. Quando alguém se preocupa muito mais com te ver bem do que com suas próprias coisas.

 Quero viver por mais momentos felizes, quero fazer momentos felizes. Quero esquecer essa ideia de achar a felicidade e começar a fazer a felicidade acontecer, todos os dias.


Mariah Costa

Deixando de lado a indecisão, resolveu escrever subjetividades. Estudante de Jornalismo, mais romântica do que gostaria, a mais velha de três filhas. E sim, é Mariah: lê-se Mariá..
Saiba como escrever na obvious.

deixe o seu comentário

Os comentários a este artigo são da exclusiva responsabilidade dos seus autores e não veiculam a opinião do autor do artigo sobre as matérias em questão.

comments powered by Disqus
version 1/s/sociedade// @destaque, @hplounge, @obvious, @obvioushp //Mariah Costa