infinito saber

Em busca do conhecimento do ser nas trilhas da vida...

Daniela Castro

Interessada no conhecimento do ser, repleto de detalhes e suaves toques que nos cercam por aí..

Quanto tempo o tempo tem?

Um documentário que nos leva a refletir sobre o tempo. O tempo existe por si só e nós o apressamos? Ou o relógio realmente está andando mais rápido? Nos últimos anos temos a impressão de que tudo está mais rápido. Que sentido tem o tempo nas diversas situações da sua vida?


filme.jpg

O que é o tempo? Segundos, minutos, horas. O relógio segue seu sentido horário, linear. E nesse sentido vamos vivendo. O tempo tem uma duração absoluta ou relativa? Ele varia de acordo com a nossa forma de ser em cada situação e com os nossos interesses.

A percepção do tempo é variável. Einstein dizia que ele é uma ilusão; Para Platão, tem uma origem cosmológica, outros diziam que resulta do nosso processo mental. Atualizações por segundos, telefones chamando, tarefas a serem cumpridas, velocidade. Uma pausa. Como você usa o tempo na sua vida?

O cenário apresentado é o de cidades grandes: carros acelerando, pessoas entrando no metrô rapidamente, celulares tocando. Dirigido por Adriana Dutra e Walter Carvalho, esse documentário apresenta diversos pontos de vista sobre o tempo e faz uma relação com o grande avanço da tecnologia, gerando reflexões. Como saber se estamos conectando em excesso? As diversas atualizações instantâneas mudam nossos comportamentos, sentimentos, nossas prioridades e emoções. Isso é uma grande evolução, uma revolução. Que sentido tem o tempo nas diversas situações da sua vida?

Raymond Kurzwell diz que o celular chegou a uma audiência mundial em sete anos, as redes sociais decolaram em três anos e que agora, as pessoas estão conectando computadores a seus cérebros e esses computadores estão ficando mais sofisticados a cada ano, sendo possível baixar um novo software, ligado em seu cérebro. Até 2030, eles serão do tamanho de uma célula sanguínea e seremos capazes de colocá-los dentro do nosso corpo apenas injetando-os na corrente sanguínea. Caso esses fatos narrados pelo futurista ocorram, como você imagina que seremos alcançados no dia-a-dia?

Passado, presente, futuro. O tempo, um bem precioso, desde níveis físicos, biológicos e mentais, que nos une a tudo e a todos. Que possamos cada vez mais aprender a usar o tempo de forma ideal para o nosso crescimento, entre conversas, olhares e silêncios.


Daniela Castro

Interessada no conhecimento do ser, repleto de detalhes e suaves toques que nos cercam por aí...
Saiba como escrever na obvious.
version 6/s/cinema// @obvious, @obvioushp //Daniela Castro