AURICIO ARAUJO

Discussões de gênero e a sociedade dos BRUCUTUS

O BRUCUTU que me interessa – esse em caixa alta – é o BRUCUTU sexado macho, que se diz politizado – esquerdomacho – e que assassina as Dandaras.


14.png

Como o próprio titulo sugere, aqui serão postas duas problemáticas, as discussões de gênero e os BRUCUTUS.

Eu poderia iniciar definindo o brucutu – em caixa baixa – como aquele que é posto na literatura por José Lins do Rêgo, ou por Graciliano Ramos, poderia falar do brucutu – ainda em caixa baixa – como aquele que é posto no nordeste, um homem bruto, mas o BRUCUTU que me interessa – esse em caixa alta – é o BRUCUTU sexado macho, que se diz politizado – esquerdomacho – e que assassina as Dandaras.

O BRUCUTU em questão é todo aquele que se coloca na posição de intocável na sociedade, é o BRUCUTU doutor, de terno, que usa do fundamentalismo para propor leis injustas, é o BRUCUTU que usurpa a fé alheia para extorquir dinheiro de seus fieis, é o BRUCUTU que não dá o direito do outro ser diferente, que não dá o direito do outro existir.

São esses BRUCUTUS – ainda em caixa alta – que não conseguem pronunciar a palavra maldita – o gênero – são estes ainda que não irão estuprar uma mulher porque ela não merece ser estuprada, são eles que assistem Dandara ser assassinada numa TV de 50 polegadas em uma sala com ar condicionado.

beijo-gay.jpg

Propor o debate sobre gênero é sofrer acusações de ideologia – parece tese sem necessidade de argumentos – é sempre algo pernicioso para as crianças, que viola a integridade das igrejas, a liberdade das famílias. Mas esses mesmo que se dizem ofendidos e sequer pronunciam a palavra maldita parece não saber que um dos maiores lideres religiosos, o Papa Francisco, disse se considerar um pouco feminista.

Quando uma pessoa se considera feminista – mesmo que seja um pouco – ela reconhece previamente a igualdade de gênero, ela permite que o outro exista, ela dá o direito do outro ser diferente – é de aplaudir de pé – acho que alguns deveriam aprender com ele.

Mas de volta aos BRUCUTUS e a sua relação com a não discussão de gênero – isso mesmo, eles não permitem que esse debate aconteça – é até compreensível que eles não aceitem que exista essa problematização, afinal não deve ser muito fácil passar anos acreditando que as mulheres estão ai apenas para dizer sim, e de repente aparece uma toda empoderada questionando a sua posição social.

Reconhecer a importância do debate de gênero, é reconhecer que o outro existe, mas enquanto os BRUCUTUS não permitem que isso aconteça, o que nos resta além da luta, é nos desculparmos com as milhares de Dandaras que são assassinadas diariamente e de forma cruel por esses mesmos BRUCUTUS!

PS1. BRUCUTU BOLSONARO, BRUCUTU FELICIANO, BRUCUTU MALAFAIA, BRUCUTU TEMER E TANTOS OUTROS.

PS2. INSPIRADO EM UM DISCURSO DE DEBORA DINIZ.

maxresdefault.jpg


version 2/s/sociedade// @obvious //AURICIO ARAUJO